Idoso de 69 anos com paralisia trabalha todos os dias para retirar lixo de rio perto de sua casa

Faz cerca de 20 anos que o indiano N.S. Rajappan, 69, encontrou no rio próximo à sua casa um novo propósito de vida.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Todos os dias, antes mesmo do Sol nascer, o idoso, que é paralítico, rasteja até seu barco para ficar até o anoitecer fazendo aquilo que mais gosta: contribuir na despoluição do rio Meenachil, no Estado de Kerala, que passa ao lado de sua casa e tem garantido água para a família de Rajappan desde que ele era criança.

Quando pequeno o indiano contraiu poliomielite, que lhe deixou com sequelas permanentes, como a paralisia, a perda da força muscular e dos reflexos.

Durante boa parte de sua vida, Rajappan sofreu por ser subestimado nos trabalhos que conseguia, devido à condição física. Felizmente, na coleta de lixo, sobretudo garrafas plásticas encontradas no rio, ele encontrou uma atividade que lhe dá prazer e lhe agrada.

Idoso de 69 anos com paralisia trabalha todos os dias para retirar lixo de rio perto de sua casa

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Todos os resíduos coletados na água são limpos, secos e preparados para a reciclagem na casa do idoso. Cerca de uma vez por mês, um órgão ambiental local passa no vilarejo para coletar os recicláveis.

No ano passado, o trabalho voluntário de Rajappan se tornou reconhecido internacionalmente graças ao fotógrafo Nandu Ks, que fez um registro e o compartilhou no Facebook.

Com a ampla repercussão da imagem, o indiano pôde realizar o maior sonho que tinha na vida: ampliar o impacto positivo que causava por meio de seu trabalho como catador.

Idoso de 69 anos com paralisia trabalha todos os dias para retirar lixo de rio perto de sua casa

Com a ajuda de doações do mundo inteiro, ele ganhou um barco maior para coletar ainda mais recicláveis no dia a dia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Antes, em seu antigo barco rural, cabiam apenas 4 sacos de plástico por viagem.

A história de vida de Rajappan é uma verdadeira lição de inspiração e autoconsciência para as pessoas que tiveram o privilégio de conhecer seu trabalho.

Meses depois de sua foto viralizar, o indiano também ganhou uma cadeira de rodas motorizada e tem recebido acompanhamento médico para sua paralisia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

No prêmio “Shining World Awards”, realizado anualmente, Rajappan foi reconhecido na categoria “Proteção da Terra”, concedida pelo governo de Taiwan e entregue pela filantropa ‘Suprema Mestra Ching Hai’.

E mais: o catador de recicláveis ganhou US$ 10 mil (740 mil rúpias indianas) por seus esforços à conservação do meio ambiente, que ele pretende utilizar para reconstruir sua casa no vilarejo onde mora, destruída parcialmente por uma enchente.

Assista ao vídeo:

Fonte: GNN
Fotos: Nandu Ks with Rjappan

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,234,546SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Ao invés de multar jovem com veículo irregular, policial o leva até entrevista de emprego

Ao invés de multar um jovem que dirigia um veículo em estado irregular - e que estava o usando para chegar até uma entrevista...

Centro de tratamento de câncer na Inglaterra usa a arquitetura como terapia

Todas as salas do lado leste possuem um jardim privativo. No lado sul, existe uma estufa, onde os pacientes podem se reunir para praticar jardinagem terapêutica.

Mãe vira alvo de piadas ao anunciar geladeira usada e recebe apoio de internautas

A venda da geladeira era para comprar o leite do filho. Família passa por dificuldades e as piadas magoaram demais a dona de casa.

Cães de serviço auxiliam deficientes físicos a fazer tarefas do dia-a-dia

Ahhh os cães!! O que mais eles podem fazer por nós além da lealdade extrema, amor incondicional e alegria que nos proporcionam, isso tudo...

Professor se monta de drag para falar sobre gênero e sexualidade aos alunos de cursinho

O professor de português Jonathan Chasko, do cursinho pré-vestibular oferecido pela Unioeste, em Cascavel, Paraná, vê a sala de aula como um espaço onde...

Instagram