Idosos se casam um ano após darem “match” em site de namoro durante pandemia

Após o falecimento da esposa, em 2017, Jim Adams pensou que ficaria sozinho pelo resto da vida. Eles estavam casados ​​há 38 anos e viviam uma vida plena, com dois filhos e dois netos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Pintor apaixonado e professor aposentado, Jim nasceu na Filadélfia, Pensilvânia (EUA), mas mudou-se para Vancouver, no Canadá, na juventude. Até o ano passado, ele atuava como voluntário em sua comunidade e pintava obras ocasionalmente.

Com o início da pandemia, o idoso se viu, de forma abrupta, sob uma quarentena estrita. Ainda assim, seu dia a dia não era muito diferente das horas que passava pintando sozinho em seu ateliê.

No entanto, por capricho, certo dia o homem de 78 anos pensou em baixar um aplicativo de namoro. Ele criou uma conta no “Silver Singles”, um site que ajuda pessoas com mais de 50 anos a encontrar um novo amor.

Apenas uma semana depois de criar seu perfil, ele deu “match” com Audrey Coutts. O site, que avalia a adequação de um casal potencial de acordo com seus interesses comuns, definiu sua compatibilidade em impressionantes 94%. Ele então a contatou no dia 15 de outubro do ano passado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Encontrei Audrey na minha primeira visita ao site”, relembra ele. “Demorou apenas um dia para encontrá-la. Depois disso, não precisei mais procurar. Eu disse: ‘Bem, eu tenho que conhecer essa pessoa que é tão louca quanto eu'”, brincou.

Na época, Audrey, que era membro do Silver Singles há quase quatro anos, raramente visitava seu perfil e estava pronta para cancelar sua conta. Depois de se divorciar, após 33 anos de matrimônio, ela se engajou em vários “dates” e encontrou muitas amizades, mas  não o amor verdadeiro.

Certo dia, também em quarentena (como Jim), a corretora de seguros aposentadas aceitou que iria ficar sozinha, desistindo do app em definitivo.  “Tive uma vida plena e feliz; família e bons vizinhos e amigos”, disse ela. “Seria maravilhoso se houvesse alguém e pudéssemos compartilhar nossas vidas. Mas não havia encontrado desde então. Então aceitei minha solitude […]”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Audrey só não esperava receber uma mensagem de Jim, que ela simplesmente não podia ignorar. Até então, a idosa de 79 anos nunca havia combinado com alguém cuja compatibilidade fosse acima de 82 por cento. “Foi incrível ver tamanha compatibilidade, mas hoje brincamos que deveria ter sido 100%”.

Nos dez dias seguintes, a dupla passava horas no FaceTime conversando.

Eles logo se uniram por causa do amor que compartilhavam pela arte, música clássica e teatro, sendo ambos membros de suas associações locais de concertos.

O voluntariado e o envolvimento com a comunidade também contavam como paixões em comum. Por fim, a família também era prioridade para cada um e eles, felizmente, se alinharam politicamente. Os dois até descobriram que tinham vários amigos em comum.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Claro, o casal queria se encontrar pessoalmente. Mas em tempos de coronavírus, ambos decidiram esperar – por longos e intermináveis 7 meses.

Em maio deste ano, Jim e Audrey enfim se encontraram. Para garantir que ela estivesse confortável, o idoso providenciou um almoço em um bistrô próximo, que quase sempre ficava vazio à tarde.

E claro que o primeiro encontro foi perfeito! Prova disso é que 3 meses depois, Audrey foi morrar com Jim em sua pacata comunidade à beira-mar em White Rock.

Não demorou muito para o pombinho propor a amada em casamento. Para selar o noivado, ele deu a Audrey um anel datado de 1939 que pertencia à sua mãe.

Jim deixou o planejamento do grande dia para a noiva. A cerimônia ocorreu no dia 25 de setembro, contando com a presença de 11 amigos e familiares.

“Tivemos a oportunidade de fazer nossos próprios votos, e o que queríamos dizer um ao outro, e acho que estávamos ambos muito emocionados para fazer isso”, disse o marido de Audrey.

Um dia após a cerimônia, o filho e padrinho dele, JJ Adams, publicou um post celebrando o casório do pai e de sua nova madrasta: “Meu pai fez o impossível – encontrou o amor na pandemia – aos 77, nada menos! – e se casaram neste fim de semana”.

A publicação viralizou imediatamente e hoje conta com mais de 155 mil curtidas. “Tudo isso nos encheu de alegria. Fico feliz em ver outras pessoas inspiradas pela nossa história […]”, disse Jim.

Os recém-casados ​​não têm planos de lua-de-mel: preferiram ficar em casa e assistir seus programas de detetive favoritos juntos.

“Vivemos em uma rua tranquila e temos uma vida tranquila. Podemos passar dias a fio fazendo muito pouco e, quando está chovendo, nem precisamos sair. Eu pinto, massageio os pés de Audrey e pinto meus quadros de vez em quando”, disse Jim.

A tranquilidade dessa rotina vai sofrer um pequeno ‘abalo’ no início do ano que vem, a partir do dia 2 de janeiro, quando o aposentado irá expor 10 obras de sua autoria na Galeria de Arte de Vancouver.

Uma de suas obras, um autorretrato, traz um pequeno ovo de Páscoa que alude ao seu novo amor. Na pintura, ele está usando um anel na mão esquerda com o nome de sua nova esposa. Jim completou a peça antes mesmo de contar à família sobre a amada.

“Já fiz muitas exposições, mas esta é a primeira que sou o centro das atenções em 70 anos”, disse o pintor. “Portanto, é uma questão de paciência. E é a mesma coisa com o amor. Você tem que ser paciente, ele vai acontecer. E não importa a sua idade. Você tem uma vida inteira de experiências atrás de você. Esta é apenas mais uma experiência que você está terá: ser amado”, concluiu.

Junto à Stone, viajamos o Brasil para mostrar negócios que muita gente acha que não daria certo na nossa terrinha – e dão! Veja o 7º EP da websérie E se fosse no Brasil?

Fonte: RCN Radio
Fotos: Julie Rand / Arquivo pessoal

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM






Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,970,136SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Companhia aérea muda a cor de aviões e do uniforme dos funcionários em apoio ao Outubro Rosa

A companhia aérea “Azul” trocou temporariamente a cor de aviões e uniformes de funcionários em apoio ao Outubro Rosa, mês de conscientização sobre a...

Clientes presenteiam seus heróis da pandemia com serviços em salão de beleza

É consenso que os profissionais da saúde são os heróis dessa pandemia de coronavírus, assim como aquelas pessoas que precisam trabalhar nos outros serviços...

[VÍDEO] Jornalista interrompe reportagem ao vivo para brincar com cadelinha que apareceu de surpresa

O repórter Bob Barnard estava ao vivo em Leesburg, Virgínia (EUA), dando informações sobre as condições meteorológicas, quando uma adorável cadelinha apareceu de surpresa...

Ex-vendedora de celular, modelo maranhense conquista NY e Milão

Amira Pinheiro, uma jovem maranhense viu, em apenas um ano, sua vida virar de cabeça para baixo: de vendedora de celulares e recepcionista de...

Bilionário recompensa idosa que andou 16 quilômetros para ajudar vítimas de ciclone

A moçambicana Plaxedes Dilon, 71 anos, conhecida na comunidade como Gogo Magombo, caminhou 16 quilômetros com um saco de doações sobre a cabeça para entregar...

Instagram