Igreja católica sugere maior aproximação com gays

Um documento publicado ontem pelo Vaticano propõe maior aproximação da Igreja Católica com homossexuais, casais divorciados e casais que moram juntos mas não são casados. O texto é resultado do encontro de 200 bispos de todo o mundo com o papa Francisco, que ocorreu nas duas últimas semanas e discutiu questões que afligem famílias católicas, desde migrações forçadas até poligamia. No ano passado, o Vaticano distribuiu um longo questionário para dioceses espalhadas pelo mundo, no qual perguntou quais eram os maiores desafios enfrentados pelas famílias. Cerca de 84% dos bispos responderam que havia um grande repúdio à rejeição da Igreja ao casamento gay e ao controle de natalidade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

152117

“O papa Francisco foi muito claro ao dizer que havia duas diferentes demandas: os altos valores da Igreja e não julgar a vida das pessoas”, disse o cardeal britânico Vincent Nichols. Em 2013, no seu retorno ao Vaticano após passagem pelo Brasil para a Jornada Mundial da Juventude, o pontífice foi questionado sobre os homossexuais. “Quem sou eu para julgá-los?”, respondeu Francisco, em seu primeiro sinal de aproximação com os gays.

No texto publicado ontem, o Vaticano diz que os “homossexuais têm dons e qualidades para oferecer à comunidade católica”. “Somos capazes de recebê-los bem, garantir um ambiente fraternal em nossas comunidades?”, questiona o documento. Apesar da aproximação, o Vaticano reitera que permanece contra o casamento gay. No entanto, reconhece o “precioso suporte” que casais homossexuais podem oferecer a crianças. 

O secretário especial do sínodo, dom Bruno Forte, disse ontem que a Igreja não concorda que o termo ‘família’ possa ser aplicado tanto à união entre homossexuais quanto ao casamento de um homem e uma mulher. No entanto, ele diz ser evidente que as pessoas humanas envolvidas nesses vários tipos de experiência têm direitos que devem ser tutelados.

Para o bispo e teólogo italiano, o problema não é a equiparação pura e simples, inclusive terminológica, dessas famílias. “É preciso buscar uma codificação de direitos que possam ser assegurados a pessoas que vivem em uniões homossexuais. É uma questão de civilidade e de respeito à dignidade das pessoas”, disse ele.

Em entrevista ao jornal britânico The Guardian, o vaticanista John Travis classificou o documento como um “terremoto” na atitude da Santa Sé em relação aos gays. “O texto claramente reflete o desejo do papa Francisco em adotar uma postura pastoral mais misericordiosa em relação ao casamento e a outros assuntos familiares”, disse ele. 

O conteúdo do documento será a base das conversas da segunda e última semana da assembleia convocada pelo Papa Francisco. A nova postura também servirá de reflexão entre os católicos antes do Sínodo de 2015

O Sínodo Desafios Pastorais da Família, que termina no próximo domingo (19), reúne 191 padres. A partir desta quinta-feira, uma equipe formada por nove bispos redigirá o documento final do encontro que, depois de votado, será apresentado ao papa e enviado às conferências episcopais de todo o mundo para discussão pelas dioceses. Estas, por sua vez, deverão elaborar um informe que servirá para preparar o instrumento de trabalho para o Sínodo Ordinário sobre a Família, marcado para outubro do ano que vem.

 Texto publicado na Tribuna do Norte.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,842,344SeguidoresSeguir
24,826SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Menino cria armário escolar comunitário para doar roupas a colegas necessitados

"Isso me faz sentir bem comigo mesmo, pois sei que posso fazer a diferença na minha escola", diz Chase Neyland-Square.

Estudante cearense homenageia pais garis em ensaio de formatura

Coisa mais linda essa homenagem, Vanessa!

Adidas revela camisa do Manchester United feita de plástico retirado do oceano

A adidas Futebol revelou hoje o terceiro uniforme do Manchester United para a temporada 2018 e 2019. A nova camisa é inspirada pelo 50º...

Com desfecho emocionante, vídeo mostra pai que não aceita filho usando vestidos

Não parece justo que deem risada de algumas crianças por causa do que elas são por dentro. As normas de gênero são coisas complexas (e...

Ação realizada na Argentina ajudou a divulgar crianças desaparecidas com QR codes

A Bandera Blanca Missing Children, organização responsável pela divulgação e busca de crianças desaparecidas na Argentina, lançou uma campanha bem interessante criada pela Almacén de Buenos Aires....

Instagram

Igreja católica sugere maior aproximação com gays 3