Na Índia, príncipe oferece seu palácio para pessoas LGBT em situação de vulnerabilidade

Infelizmente ainda existem alguns países no mundo em que a homossexualidade é ilegal, como é o caso da Índia. Mas as coisas mudarão em breve, se depender de Manvendra Singh Gohil, que é um príncipe, gay e decidiu abrir seu palácio de nada mais, nada menos que 61 mil metros quadrados, para abrigar LGBTs em situação vulnerável.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O príncipe afirma que antes de ele assumir sua homossexualidade, ele chegou a casar com uma mulher, a princesa Chandrika Kumari, em 1991, mas que um ano depois eles se divorciaram. Nesta mesma época seus pais tentaram o convencer de fazer um tratamento de “cura gay”!

Leia também: Projeto ‘Casa 1’ irá acolher pessoas LGBT que foram expulsas de suas casas

Hoje, o príncipe afirma que quer oferecer empoderamento social e financeiro para que os LGBTs possam viver em paz e ser quem eles são. Na época em que ele se assumiu gay, em 2006, ele foi deserdado pela família e cartazes com suas fotos foram queimados na rua. Até hoje, ele foi a única pessoa a assumir sua homossexualidade, na família real indiana e depois de tudo o que ele passou para poder ser ele mesmo, ele simplesmente não quer que outras pessoas passem pela mesma coisa!

Dessa maneira, ele fundou uma organização chamada Lakshya Trust, que apoia homossexuais e educa a população sobre como se prevenir contra o HIV.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com informações de Hypeness

Fotos: divulgação

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,274,824SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Mecânico faz brinquedos de papelão nas horas vagas e doa a crianças e adultos

O mecânico William César Martins, 41 anos, usa a sua criatividade e empatia pelas pessoas para produzir brinquedos feitos a partir de materiais recicláveis...

Projeto Rapunzel Solidária, mobiliza-se para levantar a auto-estima de mulheres que lutam contra o câncer.

Para muitas mulheres, os cabelos representam uma marca registrada, símbolo de feminilidade e beleza. Agora imagine, perde-los do dia para a noite. Pois é isso...

Jovem que vende água em sinal se emociona ao ganhar sapatos novos e isopor

O jovem é catador de latinhas e com dinheiro que ganha, compra água e vende no sinal vestido de garçom.

Chuveiro itinerante dá “ducha” de dignidade para moradores de rua

Eles recebem sabonete, xampu, condicionador e toalha.

Aprenda a fazer um coletor de água de chuva que ainda te ajuda a reduzir sua conta de água em 50%

Quem mora na Grande São Paulo sabe a dificuldade de falta de água que estamos passando, e que não podemos, de forma alguma desperdiçá-la....

Instagram

Na Índia, príncipe oferece seu palácio para pessoas LGBT em situação de vulnerabilidade 3