Na Índia, sexo com menores passa a ser considerado estupro (mesmo dentro do casamento)

Já não é de hoje que a gente sabe que um dos países mais difíceis para uma mulher viver é a Índia. O país asiático possui um altíssimo número de violações por parte dos homens e estupros, mesmo dentro do casamento, o que torna a situação ainda mais difícil de ser resolvida, já que são inúmeros obstáculos. Mas, felizmente, a partir de agora, com uma nova lei, a gente consegue enxergar uma luz no fim do túnel.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Através de uma lei que define sexo com crianças como estupro, sexo com menores mesmo dentro do casamento passa a ser proibido. A decisão foi tomada pela corte suprema da Índia e, até então a idade para o sexo consensual era de 18 anos, porém em casos de casamento, garotas de 15 anos deveriam manter relações com seus maridos, mesmo contra sua vontade.

Este é um motivo para comemorar, já que esta lei representa um verdadeiro marco na história do país, que registra em média um estupro a cada 21 minutos. Os representantes da corte suprema afirmaram que esta alteração é muito mais do que fundamental, pois supera uma cláusula “discriminatória, capciosa e arbitrária e que viola a integridade corpórea das crianças”.

Apesar da sociedade indiana ser conhecidamente machista, nos últimos anos vem crescendo significativamente o movimento feminista, a fim de recuperar os direitos femininos, ausentes há tanto tempo. É neste sentido que a capital, Nova Déli, aprovou uma medida recentemente, em que reserva um terço dos assentos na câmera, para mulheres.

As mulheres indianas têm comemorado a lei, já que ela representa um enorme avanço nos direitos delas: “Este julgamento é um marco que corrige um erro histórico contra as meninas. Como o casamento pode ser usado como critério que pune garotas?”, pergunta Vikram Srivastava, fundadora do grupo de campanha Independent Thought (Pensamento Independente).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Diante desta alteração, a partir de agora as menores de 18 anos poderão prestar queixa acusando seus maridos de estupro. Só para você ter uma ideia da importância desta medida: A Índia ocupa a 10ª posição do ranking sobre casamento infantil, sendo que 47% das jovens estão casadas antes mesmo dos 18 anos completos.

Índia lei estupro

Com informações de Hypeness

Foto: Reprodução/Independent Thought

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,827,323SeguidoresSeguir
24,599SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Fã-clube do BTS celebra 6 anos da estreia com doação de sangue a crianças com câncer

Para comemorar os seis anos de formação do grupo de K-pop BTS, um fã-clube se juntou para realizar 641 doações de sangue à Fundação de...

Pequena índia esbanja fofura ao mostrar com orgulho a cultura do seu povo (MS)

Joelaine da Silva Cotócio, de 3 anos, é dona de uma simpatia maior que ela. A pequena índia mostra pra todo mundo, como tem...

Cadela resgata por ciclistas após ter sido atropelada dá à luz nove filhotes

Um grupo de ciclistas resgatou uma cadela ferida em uma rodovia próxima à cidade de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. O animal...

Advogada oferece assistência jurídica gratuita para mães de crianças com microcefalia (PI)

As mães de crianças com microcefalia precisam de recursos e tem direitos, mas muitas desconhecem essas informações por não terem o suporte de um advogado.

Giorgio Armani anuncia que não usará mais peles de animais nas suas coleções

A decisão é uma conquista de anos de luta de várias organizações protetoras dos direitos dos animais. A Giorgio Armani se junta ao time de grifes formado pela Hugo Boss, Calvin Klein, Tommy Hilfiger e Ralph Lauren que aboliram o uso de peles nas suas coleções.

Instagram

Na Índia, sexo com menores passa a ser considerado estupro (mesmo dentro do casamento) 2