Instituto BRF completa 10 anos de atuação com mais de meio milhão de pessoas impactadas

Um legado de histórias que alimentam transformações! Em 2022, o Instituto BRF comemora 10 anos de atuação com mais de meio milhão de pessoas impactadas.

Desde a sua criação, o braço social da BRF – uma das maiores companhias de alimentos do mundo – contabiliza mais de 32.000 horas de trabalho voluntário e realizou mais de 2 mil ações sociais em 70 cidades pelo país. Em 2020 e 2021, a companhia direcionou R$ 100 milhões no combate à pandemia, no Brasil e também no exterior.

Alinhado ao Plano de Sustentabilidade da multinacional, o Instituto BRF desenvolve e apoia iniciativas de combate à fome. Por meio de sua atuação, a BRF também se aproxima de dois de seus Compromissos de Sustentabilidade, que estão conectados com a Agenda 2030 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS, estipulada pela ONU.

“O Instituto nasceu do Programa de Voluntariado, com o objetivo de proporcionar uma vida melhor para as comunidades. É uma história que vem sendo construída e, a cada ano, desenvolvemos mais projetos que consolidam nosso papel como agente transformador nas comunidades. Com um olhar amplo em todas as suas iniciativas, visamos efeitos a longo prazo nas populações mais vulneráveis dentro do contexto social nos territórios onde estamos presentes” comenta Grazielle Parenti, vice-presidente global de Relações Institucionais e Sustentabilidade da BRF e presidente do Instituto BRF.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

mulher planta muda de pimenta
Foto: Instituto BRF

O Instituto BRF desenvolve e apoia iniciativas em dois temas principais, a alimentação e a educação, que englobam assuntos como segurança alimentar, inovação, empreendedorismo, empregabilidade e especialmente inclusão. Um dos seus maiores compromissos é levar educação para combater o desperdício de alimentos, que tem desdobramentos sociais, econômicos e ambientais. Por isso, buscam ter parceiros que atuam nas suas frentes de trabalho.

Investindo em educação e inovação, o Instituto BRF quer promover medidas de redução do desperdício de alimentos, com a conscientização de 1,5 milhão de pessoas globalmente e R$ 400 milhões investidos no desenvolvimento das comunidades nas quais atua.

A frente de trabalho em Educação foi lançada no último ano, quando o Instituto BRF firmou parcerias com organizações como: UNICEF e Instituto Ayrton Senna (IAS), entendendo como fundamental agir no déficit educacional gerado pela pandemia da Covid-19. Nesta frente são priorizados projetos de empregabilidade, empreendedorismo e incentivo à inclusão econômica.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com o IAS, por exemplo, a companhia investiu neste ano R$ 5 milhões no projeto, iniciado no Rio Grande do Sul, que busca garantir um processo de alfabetização, associado ao desenvolvimento socioemocional das crianças. A parceria se soma às muitas ações já realizadas desde 2020, de modo a combater os efeitos da crise sanitária global e integrar a nova frente de atuação do Instituto BRF, com foco em educação e empregabilidade, contribuindo com soluções para desafios como desemprego e a evasão escolar.

estudantes de projeto apoiado pelo instituto brf
Foto: Instituto BRF

Já com o Unicef, o IBRF contribui para que crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social tenham acesso à conectividade, higiene e apoio social. A iniciativa soma R$ 4,5 milhões em doações e estima beneficiar mais de 15 mil pessoas, incluindo pais, professores e escolas, nos territórios onde a companhia está presente no Brasil. Também compreende a criação de um espaço de acolhimento e educação para crianças imigrantes chegando ao país, em Roraima.

Combate à insegurança alimentar

A principal frente de atuação do IBRF já engloba diversas parcerias e projetos. Em conjunto com a Fundação José Luiz Egydio Setúbal (FJLES), fomentou-se a pesquisa científica em torno das causas do desperdício de alimentos, com soluções no tema dentro do âmbito do investimento social. “Dessa forma, é possível contribuir para o aprimoramento e a visão estratégia de ações de inovação social, tendo em vista lidar com os desafios da fome e da vulnerabilidade social no Brasil”, diz Bárbara Azevedo, gerente do Instituto BRF.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

alunos de curso de reaproveitamento de alimentos do instituto brf
Foto: Instituto BRF

Outra iniciativa foi o patrocínio à plataforma Comida Invisível, que conecta pessoas e empresas que têm alimentos para doar às organizações que recebem esses alimentos, ampliando o impacto positivo em prol da redução do desperdício. A parceria se estendeu ainda ao lançamento da plataforma Comida Invisível Educa, que reúne treinamentos de Boas Práticas de Alimentação voltados para as ONGs e para os restaurantes que realizam doações por meio da plataforma.

O Instituto BRF também é parceiro da Gastromotiva no projeto Cozinhas Solidárias. Além de incentivar o uso do alimento como ferramenta de transformação social e proporcionar refeições para quem tem fome, a iniciativa reforça a importância do combate ao desperdício de comida e oferece formação profissional, educação alimentar e nutricional, além de promover o empreendedorismo, a geração de renda e o desenvolvimento territorial. O IBRF apoia doze cozinhas nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Salvador, além de contribuir com a doação mensal de 5 toneladas de proteínas que abastecem 36 cozinhas nas quatro cidades. Até o fim de 2021, foram doadas mais de 150 mil refeições e a parceria deve se expandir em 2022.

Outras iniciativas

Ao longo de sua história o IBRF realizou diferentes iniciativas para levar vida melhor às comunidades com presença da empresa. Em sua fundação, em 2012, o IBRF foi marcado pelo Programa Comunidade Ativa, que contribuiu com diversos projetos sociais em 8 cidades no Brasil. De 2013 em diante, o Instituto foi ampliando cada vez mais sua atuação incentivando o voluntariado entre os colaboradores no Brasil, que já somam mais de12mil horas de trabalho, e no exterior, com ações na África do Sul, Áustria, Chile, Turquia e Emirados Árabes Unidos.

voluntários do instituto brf seguram faixa de programa de voluntariado
Foto: Instituto BRF

Em 2015 o IBRF criou o Fundo de Ajuda Humanitária, que arrecadou quase R$ 1 milhão com a contribuição de colaboradores e da BRF para ajudar famílias do Oeste catarinense afetadas por desastres climáticos e ainda hoje atua na assistência emergencial neste tema. Outro destaque da história do Instituto BRF é o Projeto Sentidos e Sabores, realizado em mais de 20 cidades no País, que ofereceu formação para os voluntários promoverem ações sobre alimentação e aproveitamento integral de alimentos.

Além disso, o IBRF investiu no esporte como ferramenta de transformação social. Em 2020, foram apoiados os projetos Brasileirinhos e Gerando Mais Que Futebol, que, juntos, levaram aulas e oportunidades para mais de 450 crianças e jovens em comunidades.

Demais, não é mesmo? É responsabilidade social na ordem do dia!

Conheça um pouco mais sobre algumas dessas iniciativas clicando aqui.

 

Relacionados

Comida para quem precisa e renda para quem produz: campanha doa 125 mil refeições à população de rua (SP)

Nas ruas, pessoas que ansiavam por um prato de comida. Dentro de suas casas, outras que perderam os seus empregos. Dois grupos distintos, mas...

+ DO CANAL

Comida para quem precisa e renda para quem produz: campanha doa 125 mil refeições à população de rua (SP)

Nas ruas, pessoas que ansiavam por um prato de comida. Dentro de suas casas, outras que perderam os seus empregos. Dois grupos distintos, mas...

Instagram