Instrutor de Zumba com Down arrasa no gingado e diz: “Sou diferente, mas não incapaz”

O Marcelo de Felipe, de Espírito Santo do Pinhal (SP), conheceu a Zumba em 2014 e se apaixonou! A síndrome de Down nunca foi um problema, pelo contrário. Hoje, ele é professor da modalidade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Marcelo resolveu se profissionalizar naquilo que mais ama. Quando o professor disse que ia rolar um curso para formar novos instrutores, em Campinas, Marcelo não pensou duas vezes. Chegou em casa, pesquisou o curso na internet, deu a notícia aos pais e fez sua inscrição.

Leia também:  Jovem com Down de BH está terminando a faculdade e cuida da avó de 91 anos

“Desde pequeno era apaixonado pela dança. Fiz aulas de axé, mas logo saiu da grade, fiquei muito triste. Depois de um tempo, acabei descobrindo que havia aula de outros ritmos e iniciei a Zumba. Comecei a interagir com o professor e com os outros alunos e me apaixonei, a Zumba conquista e realmente muda a vida das pessoas através da dança”, disse Marcelo ao Razões para Acreditar.

instrutor zumba síndrome down

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

instrutor zumba síndrome down

Com muita dedicação e comprometimento, Marcelo conclui o curso e, desde 2017, dá aula de Zumba na sua cidade, três vezes por semana. A classe de Marcelo tem em média 25 alunos, e um deles é cadeirante.

Esse era o objetivo de Marcelo desde o início. A academia pra ele nunca foi apenas um hobby. “Eu sempre quis ir além e, como meus pais mesmo dizem, sou teimoso e pareço um disco enroscado, quando quero algo, eu não desisto. Resumindo, consegui e estou vivendo meu sonho.”

instrutor zumba síndrome down

Ele lembra que os outros alunos do curso ficavam admirados e até mesmo desacreditados no seu desempenho. Achavam que Marcelo não ia se dar bem por conta da sua condição. Já a professora Ludmilla Marzano ficou um pouco temerosa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia também:  Melhores amigos com síndrome de Down dançam juntos e comovem a Internet

“Depois, ela me contou que nesse momento foi ao banheiro e rezou para que conseguisse transmitir todo o seu conhecimento e que eu seguisse confiante no meu sonho. Ela me deu todo suporte, atenção e aposta em mim desde o momento que me conheceu. Hoje, nas aulas de novos instrutores que ela ministra em toda América Latina, sou citado como exemplo”, comemora Marcelo.

“Os obstáculos são mais desafiadores para mim, porque tenho um cromossomo a mais, sou diferente, mas não incapaz. Acho muito importante lutarmos pela igualdade, pois temos direito à inclusão social”, completa.

Dá play no vídeo pra uma demonstração do gingado de Marcelo:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

instrutor zumba síndrome down crédito das fotos de capa: Arquivo pessoal

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,838,442SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Tenista francês para jogo no Aberta da Austrália para ajudar uma jovem atingida por bola de tênis

O tenista francês Jo-Wilfried Tsonga avançou para a segunda rodada do Aberto da Austrália depois de vencer Omar Jasika, 7-5, 6-1, 6-4. Mas a maior conquista de Tsonga...

Pesquisadores da UnB desenvolvem tecnologia que ajuda paraplégicos a pedalar

É muito gratificante ver como 2020 trouxe pesquisas maravilhosas e que promovem mais acessibilidade às pessoas com deficiência. Dessa vez, um grupo de pesquisadores da...

Sem condições financeiras, pai cria aparelho para locomoção da filha cadeirante e comove internautas

Todos os dias, o seu José Antônio, de 68 anos, monta e desmonta o aparelho que ele mesmo criou para ajudar na locomoção da...

Inspirada pela mãe, menina de 7 anos já quer ser empreendedora e ajudar em casa

Quem quando criança não quis brincar de ter seu próprio negócio, fingir que é vendedor? Eu adorava! Para Luiza Cristina, de 7 aninhos, o...

Em quarentena pelo coronavírus, italianos se unem cantando nas janelas

A Itália tem sido afetada imensamente pela pandemia do Coronavírus, é o país mais afetado pelo Covid-19 fora da China, somando muitos casos da...

Instagram