Usando apenas sucata, inventor consegue levar eletricidade para uma vila inteira no Malauí

Para inventar algo, você só precisa de uma boa imaginação e um monte de lixo“, disse uma vez Thomas Edison (1847-1931), um dos maiores inventores de seu tempo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Bem, o inventor Colrerd Nkosi tinha todo o lixo de que precisava – e a vontade de levar eletricidade para seu pequeno vilarejo no Malauí, uma pequena nação do leste africano.

O jovem não apenas alcançou seu objetivo (e beneficiou milhares de estudantes), mas também ganhou um prêmio concedido pela Rainha da Inglaterra! 🤩

inventor leva luz para sua comunidade carente

Usando um motor de máquina de descasque de milho reciclado, Colrerd criou uma turbina elétrica que agora ilumina dezenas de casas para ele e seus vizinhos de graça na cidade de Mzimba.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Assim como Thomas Edison, o eletricista fez muitos experimentos antes de chegar ao resultado final. No começo, ele colocou uma espécie de bicicleta no rio próximo ao vilarejo e pensou como a correnteza poderia mover os pedais para gerar força.

inventor leva luz para sua comunidade carente

Por fim, ele teve a ideia de usar um velho compressor de geladeira para converter energia suficiente para 6 residências. Seus vizinhos pediram por mais, então Colrerd continuou a pensar em algo que pudesse servir a comunidade inteira.

De acordo com o inventor autodidata, sua última turbina tem potencial para produzir energia suficiente para fornecer eletricidade a 1.000 casas e diz que outra turbina pode ser instalada e expandir a rede.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A energia hidrelétrica tem como principal benefício o baixo impacto ao meio ambiente. De quebra, a invenção do rapaz vai reduzir o desmatamento na comunidade, uma vez que os  moradores não precisarão cortar árvores para obter carvão.

Em um país onde apenas 11% da população tem acesso à eletricidade, ter uma fonte confiável e renovável de energia mudou o jogo – especialmente nas escolas.

“No passado, tínhamos que estudar à luz de velas e sempre que não havia dinheiro para comprar velas, não podíamos estudar”, disse o estudante Gift Mfune à agência AFP. “Agora que temos acesso à eletricidade, muitos mais de nós poderemos estudar e passaremos nos exames.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A força motriz criada por Colrerd (batizada de Usina Hidrelétrica Kasangazi) não gera lucro. Na verdade, a única cobrança pelo seu serviço é uma taxa de manutenção de R$ 6 por mês (950 Kwacha malawianas, a moeda do Malauí).

Cerca de 2 mil pessoas se beneficiaram diretamente da eletricidade sustentável gerada pelo inventor. Por sua invenção, ele ganhou o prêmio “Point Of Light”, concedido pela própria Rainha Elizabeth II, da Grã-Bretanha, por sua dedicação à inovação.

Para além de literalmente trazer luz aos seus vizinhos, o sonho de Colrerd é trazer “iluminismo” para eles também – por meio da educação.

Atualmente, o jovem dá aulas práticas de noções básicas de carpintaria e engenharia para crianças dos vilarejos próximos, e espera expandir suas habilidades por meio de mais estudos na área de Eletricidade.

“Gostaria de encontrar um patrocinador para me ajudar a cumprir meu plano de voltar à escola para aprofundar meus conhecimentos e transmitir o que aprendi a outras pessoas”, completou o rapaz.

Saiba mais assistindo ao vídeo abaixo:

Veja também:

Fonte: GNN
Fotos: Arquivo pessoal / Colrerd Nkosi

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,755,527SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Atos de bondades para iluminar sua semana

Encontre inspiração para espalhar a felicidade. Veja recados de pessoas que usaram seu tempo para alegrar o dia de um estranho. Atos Aleatórios de Gentileza Olá, Eu...

O que acontece quando filhas leem uma carta nunca escrita para suas mães

Já parou pra pensar sobre a última vez que você disse que amava alguém? E não estou falando aqui de namorado(a), me refiro à seus amigos, parentes, e mais especificamente as mães.

Em clima de Natal, projeto quer levar presentes para moradores de rua

O Natal desperta o melhor que tem na humanidade, além daquela vontade de estarmos por perto de todos que nos importam, para amar e...

Google Brasil lança programa para ajudar mulheres da periferia a mudarem suas realidades

Estivemos no lançamento do programa Womenwill, da Google Brasil, para capacitar mulheres brasileiras que moram nas periferias do país e ajudá-las a criar suas próprias...

Fã-clube do BTS celebra 6 anos da estreia com doação de sangue a crianças com câncer

Para comemorar os seis anos de formação do grupo de K-pop BTS, um fã-clube se juntou para realizar 641 doações de sangue à Fundação de...

Instagram