Idioma Iorubá é declarado patrimônio imaterial do Rio

O Rio de Janeiro tem uma das maiores concentrações de descendentes e praticantes de religiões de matriz africana, segundo dados do IBGE. Já era hora de reconhecer o idioma Iorubá como patrimônio imaterial do Estado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O Projeto de Lei foi aprovado na Assembleia Legislativa (Alerj) e evidencia as contribuições das culturas negras africanas para a formação cultural do Brasil, segundo informações do site Geledés.

Leia também: Fotógrafo evangélico registra casamento umbandista e faz lindo relato do que viu

Ao mesmo tempo que empodera as comunidades que mantêm vivo o idioma, nas Casas Tradicionais de Matriz Africana, de origem Nagô e Iorubá, frente aos casos de intolerância e desrespeito. Até hoje, todos os rituais e liturgias são professados em Iorubá.

Babalawô Ivanir dos Santos, doutor em História e membro da Comissão de Combate à Intolerância/CCIR, comentou que a decisão promove não apenas o idioma, mas também “todas as culturas e tradições africanas que contribuíram significativamente para a construção da nossa nação”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia o comentário na íntegra:

“Jamais podemos esquecer que o Brasil foi o país que mais recebeu negros africanos na condição de escravos entre os séculos XVI e o XIX e, foi o último Estado a promulgar a lei que tornou extinta o trabalho escravo. Como também nāo podemos esquecer que o nosso país evidencia muito mais as tradições (culturais e religiosas) e contribuições europeia do que as africanas, promovendo assim um silenciamento histórico. Por essa razāo, a instituição da língua Ioruba como patrimônio imaterial promove um fortalecimento real e necessário para a promoçāo não só do idioma, mas também de todas as culturas e tradições africanas que contribuíram significativamente para a construçāo da nossa naçāo. Por outro lado, em âmbitos religiosos, nāo podemos que isso vai ajudar na diminuiçāo dos casos de intolerância religiosa, mas provavelmente promoverá um fortalecimento das nossas ações para a construção da tolerância, do respeito e na promoção da diversidade e pluralidade religiosa”.

crédito da foto: Reprodução/Facebook Koinonia Presença Ecumênica

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,822,141SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Casal proibido de hastear a bandeira LGBT+ resolve iluminar a casa inteira com as cores do arco-íris

Dias depois de serem impedidos de hastear uma bandeira do arco-íris na varanda de sua casa, Memo Fachino e Lance Mier, um casal gay...

Modelo cearense é a primeira transgênero a ilustrar a capa da Vogue Paris

A modelo cearense Valentina Sampaio faz história no mundo da moda.

Casal decide adotar os seis filhos da amiga que morreu de câncer

O casal Stephanie e Donnie Culley, do estado da Virgínia, nos Estados Unidos, não podia negar um pedido especial da amiga Beth Laitkep: adotar...

Funcionário atende pedido especial de mãe que queria um “hamburguer de siri” pro filho em Botucactu (SP)

Um pedido inusitado de uma cliente de uma lanchonete está fazendo a internet morrer de amores por uma hamburgueria lá de Botucatu (SP). A...

Índia da etnia Karapana se classifica em 1º lugar em Tiro com Arco para o Pan-Americano de Lima 2019

A arqueira indígena Graziela Paulino dos Santos, de 23 anos, ou Yaci da etnia Karapana, no Amazonas, se classificou em 1º lugar na última...

Instagram