Irmãs de 17 e 18 anos são aprovadas juntas em 1º e 2º lugares no curso de medicina na UFRN

Imagina que orgulho para os pais! Duas irmãs, de 17 e 18 anos, foram aprovadas juntas – em 1º e 2º lugar – para o curso de Medicina na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Naturais de Apodi, no oeste potiguar, Maria Clara, 17, e Maria Eduarda, 18, conseguiram as primeiras vagas destinadas aos alunos que estudaram o ensino médio na rede pública.

O resultado foi divulgado na última terça (22) via Sisu, o Sistema de Seleção Unificado, utilizado pelos estudantes para ingressar no ensino superior. A diferença entre as irmãs foi de apenas 0,54 pontos – Clara teve pontuação de 795.92 e Eduarda, 795.38.

Irmãs de 17 e 18 anos são aprovadas juntas em 1º e 2º lugares no curso de medicina na UFRN

Como era de esperar, a família teve um dia de muita comemoração e emoção. “É uma alegria imensa, uma felicidade. A gente não sabe nem dimensionar. É alegria, é vontade de chorar, é tudo. É uma mistura de sentimentos. E gratidão”, comemorou o pai, Girleno Belarmino Moreira.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A dupla aprovação se tornou uma realidade graças a união das irmãs, que estudaram juntas até a data das provas, aumentando as chances de aprovação.

“Como a gente queria a mesma coisa, tínhamos o mesmo objetivo, a gente se ajudou muito nessa reta final. Fazíamos revisão juntas, assistíamos aulas juntas, corrigíamos erros uma da outra”, explicou Maria Eduarda.

Irmãs de 17 e 18 anos são aprovadas juntas em 1º e 2º lugares no curso de medicina na UFRN

O ciclo de estudos foi acompanhado de perto por Girleno, que é professor de português. Não à toa, as duas acertaram 43 das 45 questões da prova de Linguagem (95,5% de aproveitamento).

Com a rotina puxada e dedicada ao ensino, as irmãs precisaram abdicar de momentos com os amigos em favor do Enem.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Infelizmente temos que ter noção de que precisamos que abdicar de algumas coisas num ano de aprovação. Abdicar de alguns momentos para no futuro poder viver o melhor junto daquelas pessoas que te apoiaram no caminho”, explicou Maria Eduarda.

Irmãs de 17 e 18 anos são aprovadas juntas em 1º e 2º lugares no curso de medicina na UFRN 3

Apesar da pandemia ter impossibilitado as aulas presenciais e o contato com os professores, elas enxergaram nisso uma oportunidade para se dedicar aos cursinhos virtuais e aos estudos em casa.

Para as provas do Enem, Maria Eduarda e Maria Clara reforçam a necessidade de ter “tranquilidade” e não se pressionar pensando na aprovação.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Se eu não passasse esse ano, eu poderia ter outras oportunidades, então eu nunca tive essa pressão familiar. Eu me sentia muito tranquila”, concluiu.

Fonte: Blog do BG
Fotos: Arquivo pessoal

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,805,539SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Ele deu o melhor presente neste dia das mães: o perdão

O Dia das Mães aconteceu no último domingo (17/05) e ao longo dos dias vimos muitas manifestações de amor e agradecimento para essas pessoas...

Para retribuir carinho de funcionária, alunos de faculdade dão viagem dos sonhos

Vicki Davis é uma celebridade no Tempe, Arizona, no campus de Barrett da faculdade da Universidade Estadual do Arizona. O livro Seu Sonho tem Futuro veio...

Com sensibilidade, menino convence irmã mais nova a calçar sapato que combina com seu vestido [VIDEO]

Uma pequena história, do nosso dia a dia, mas que nos fez refletir muito. Com sensibilidade e carinho, o pequeno André Pretti convenceu a...

Artesão que trabalha com os pés ganha vaquinha para comprar casa e montar oficina na Paraíba

Seu Geraldo mora na zona rural de Lastro (PB), em um sítio chamado Cachoeirinhas. Hoje, aos 51 anos, ele dedica seu tempo ao artesanato,...

Um anel que possibilita cegos lerem livros comuns que não têm Braille

O avanço tecnológico tem se mostrado muito eficaz no que se refere a salvar  e melhorar a qualidade de vida de pessoas mundo a...

Instagram

Irmãs de 17 e 18 anos são aprovadas juntas em 1º e 2º lugares no curso de medicina na UFRN 5