Islândia dá lição de solidariedade ao mundo e abre as portas para refugiados

O mundo está acompanhando de perto o drama e a tragédia dos refugiados. Tentando escapar de zonas de guerra, eles abandonam tudo apenas na busca de paz e sobrevivência.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mas nem sempre essas pessoas encontram abrigo, muitos países fecharam suas portas ou apenas fingem que não está acontecendo. Porém, a Islândia fez diferente e deu uma grande lição de solidariedade ao mundo.

A escritora Bryndis Bjorgvinsdottir resolveu criar um grupo no Facebook pedindo que o governo aumente a cota de refugiados que pretende receber anualmente, que hoje é de apenas 50.

Mais de 12 mil islandeses, sendo que o país tem pouco mais de 300 mil habitantes, ofereceram suas casas para receber refugiados.

“Os refugiados são nossos futuros maridos e mulheres, melhores amigos ou almas gêmeas. Eles são os bateristas da banda dos nossos filhos, nosso futuro colega, a Miss Islândia 2022, o carpinteiro que finalmente vai terminar o banheiro, o atendente da cafeteria, o bombeiro, o gênio da informática ou o apresentador de televisão”, escreveu ela em uma carta aberta ao ministro do Bem Estar Social, Eygló Harðar.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Além de moradia, através do grupo, os habitantes se organizaram para oferecer também comida, roupas e ensino: “Sou uma mãe solteira com um filho de seis anos de idade. Podemos adotar uma criança necessitada. Eu sou professora e poderia ensiná-la a falar, escrever e ler, além de ajudá-la a se ajustar à sociedade islandesa. Temos roupas, cama, brinquedos e tudo o que uma criança precisa. Eu, é claro, poderia pagar pela passagem aérea”, escreveu Hekla Stefansdottir.

O primeiro ministro do país, Sigmundur Davíð Gunnlaugsson, afirmou que está ciente da crescente pressão popular, e disse que vai deliberar junto com uma comissão especial montada para isso como “a Islândia pode contribuir o máximo possível”.

Segundo dados do governo ao jornal The Independent, a Islândia, considerado o país mais pacífico do mundo, recebeu 1.117 imigrantes em 2014.

Fonte: Brasil Post

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,845,820SeguidoresSeguir
24,881SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Depois de 20 minutos de voo pela cidade, autista memoriza e desenha NY

Stephen Wiltshire é um artista autista com um dom incrível: ele tem a extraordinária capacidade de memorizar várias cenas em poucos minutos, e depois reproduzi-las com...

Ele tem 73 anos, Alzheimer e esqueceu o nome de todos, menos da amada

Essa história é tão fofa que não achamos justo não compartilhar com vocês. José Mario e Nair Lima são casados há 47 anos e têm...

Refugiados colocam-se à disposição para auxiliar vítimas de terremoto na Itália

Um grupo de 20 refugiados que vive em Monteprandone, na região de Marcas, partiu para trabalhar como voluntários em Amandola, uma das cidades da...

Inglaterra testa estradas que recarregam carros elétricos durante a viagem

Imagine não ter que parar em um posto de gasolina no meio da estrada para abastecer o seu carro. É isso o que a...

Fundação Amy Winehouse cria casa de reabilitação gratuita para mulheres com dependência química

A cantora britânica Amy Winehouse morreu no dia 23 de julho de 2011, em decorrência de um envenenamento acidental por álcool. Cinco anos após...

Instagram

Islândia dá lição de solidariedade ao mundo e abre as portas para refugiados 1