Islândia torna ilegal mulheres receberem menores salários do que homens

Conhecido por ser um dos países com maior qualidade de vida e mais igualdade social do mundo, a Islândia acaba de dar um novo passo para frente, já que a partir de agora o país torna ilegal que as mulheres tenham salários menores do que os homens. A partir de agora, homens e mulheres com os mesmos cargos, terão exatamente os mesmos salários.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A lei já entrou em vigor e vale para todas as empresas com mais de 25 funcionários. Funciona assim: a empresa terá de emitir um certificado atestando que ela age de acordo com as políticas de igualdade salarial. A empresa que não tiver essa certificação, levará multa.

Em um país onde quase metade do congresso é formado por mulheres, lógico que a medida recebeu apoio de todos os partidos políticos. O país, que é conhecido por sua liderança no empoderamento feminino, aparece no topo da lista dos países com maior igualdade de gênero do mundo.

O que a gente espera? Que esse seja apenas o começo e que cada vez mais países (inclusive o Brasil!), comecem a aderir a essa lei, que não é nada mais, nada menos, do que justa!

Com informações de Só Notícia Boa

Foto: We Heart It

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Relacionados

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

987,752FãsCurtir
1,764,126SeguidoresSeguir
8,645SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jovem cria escola de lona para alunos carentes em Tocantins e internautas criam vaquinha

Com alguns tecidos, plásticos e madeiras que encontra no lixão, jovem construiu a sua escolinha de reforço. Mas quando chove, ele perde tudo.

Pitbull resgatado de “rinha” não para de sorrir no novo lar

Publicamos no final do ano passado o resgate de 33 pitbulls de uma “rinha” em Itu (SP). O estado dos cães era muito triste. Hoje,...

Menino vende desenhos no portão de casa para ajudar a família e comprar telas

Kayque coloca seus desenhos à venda no portão de casa por R$1,50 para conseguir dinheiro para as telas e para ajudar a família.

Cadeirante que faz entregas em SP sonha ter cadeira motorizada e internautas criam vaquinha

Conheçam o Luciano Oliveira, 44 anos, cadeirante que ficou conhecido por trabalhar como entregador de comida por aplicativo.

Ortobom doa 500 colchões para vítimas de chuva em Raposos (MG)

A Região Metropolitana de Belo Horizonte foi a mais afetada pelas fortes chuvas que caíram em Minas Gerais nas últimas semanas. Um exemplo é...

Instagram