Aos 96 anos, italiano se torna o mais velho do país a se formar em universidade

Giuseppe Paterno é um aposentado de 96 anos e poderia passar seus dias tranquilos, em casa, com a família. Mas ele tinha um sonho ainda pendente: um diploma de faculdade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Giuseppe
Reprodução: Observador

Ex-ferroviário, em 2017 ele se matriculou no curso de História e Filosofia, na Universidade de Palermo, na Itália. “Eu disse: ‘é isso, agora ou nunca’ e, portanto, decidi me matricular“, explica.

E Giuseppe tomou a melhor decisão desses últimos anos. Após uma juventude muito pobre, guerra e outras adversidades, ele não podia deixar esse sonho passar.

Entendi que era um pouco tarde para obter um diploma de três anos, mas disse para mim mesmo ‘vamos ver se consigo’“, ele comenta.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

E conseguiu, na semana passada Guiseppe recebeu o seu diploma com toda a honra da universidade.

Giuseppe
Reprodução: G1

Leia também: Idoso conserta brinquedos para doar às crianças carentes de Americana (SP)

Ele foi aplaudido por sua família, mas a figura de Giuseppe se tornou lendária para professores e alunos que frequentaram as aulas com ele. Alguns chegavam a ser 70 anos mais jovens.

No entanto, Giuseppe não se considera diferente ou privilegiado em nada!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Eu sou uma pessoa normal, como muitas outras. Em termos de idade, superei todos os outros, mas não foi por isso que quis fazer“, disse.

Giuseppe e família
Reprodução: G1

E não bastando ser um exemplo por concluir uma graduação aos 96 anos, Giuseppe ainda fez isso como o primeiro aluno da sua turma! Isso rendeu até parabéns do chanceler da universidade, Fabrizio Micari.

Giuseppe recebendo diploma
Reprodução: G1

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O conhecimento é como uma mala que eu carrego comigo, é um tesouro“, disse ele, orgulhoso da sua conquista.

Leia também: Idoso fez mais de 700 doações de sangue em 49 anos e é homenageado em Salvador

Rotina no estilo Giuseppe

Durante os três anos que esteve na faculdade, Giuseppe fez todos os seus trabalhos usando uma máquina de escrever, que ganhou da mãe. Ele fez questão também de usar livros como suas fontes de pesquisa e não se rendeu a textos prontos do Google.

Isso também foi motivo de muitos parabéns de professores e alunos. “Você é um exemplo para os alunos mais jovens“, disse Francesca Rizzuto, professora de Sociologia de Giuseppe.

diploma de giuseppe
Reprodução: G1

E se você acha que agora ele vai sossegar, olha o que Giuseppe disse sobre o futuro: “Meu projeto para o futuro é me dedicar à escrita; quero revisitar todos os textos que não tive chance de explorar mais. Esse é meu objetivo“.

É isso aí Giuseppe! Siga com seus sonhos sempre! A idade nunca é limite para realizá-los!

[VEJA TAMBÉM]

Como você reagiria se ganhasse um notebook depois de passar a faculdade toda fazendo os trabalhos à mão por não ter computador? Conheça a história da Nanda.

FONTE: TanksGoodNews

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,839,477SeguidoresSeguir
24,799SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Comerciante em BH doa 3 toneladas de peixe toda Semana Santa

O site O Tempo contou a história do comerciante Afonso Brade Teixeira, que há 27 anos distribui o tradicional pescado na sexta-feira da paixão,...

Conheça o grupo que está levando conforto nas filas de hospitais e moradores de rua

Conheça a Bel Alencastro e seus apoiadores da região metropolitana de Porto Alegre, ela esbanja solidariedade por onde passa. Sem um grande projeto estruturado e...

Fotos de noiva que transformou seus amigos em ‘madrinhos’ viraliza na internet

Rebeca Abrantes de 24 anos , foi uma noiva como qualquer outra, a não ser pela ideia inusitada que teve para o seu casamento:...

Pedreiro desafia preconceitos e aprende balé para ajudar filhas autistas

O pedreiro Joilson não liga para o julgamento dos outros: cumprir o seu papel de ajudar as filhas é mais forte do que tudo, e ele faz isso com amor, muito amor!

Aplicativo ajuda cegos a perceberem sorrisos

Como dizem por aí, um sorriso muda tudo, mas e para quem não tem o privilégio de ver sorrisos? Pensando nisso, a marca Listerine criou um...

Instagram

Aos 96 anos, italiano se torna o mais velho do país a se formar em universidade 3