Mesmo desempregado, italiano cria mecanismo para doar alimentos a pessoas com fome

Um artista desempregado e que tem passado dificuldade nos últimos anos decidiu criar um dispositivo em um ponto de ônibus de Palermo, na Itália, para ajudar pessoas que têm passado fome. Marcello Fenoaltea, 54 anos, deseja que os cidadãos da cidade doem o que puder para aqueles que precisarem pegar.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com a mensagem “se precisar pegue o que quiser”, Fenoaltea não chama só a atenção daqueles que passam por necessidades, mas também dos que podem doar. A campanha tem sido um sucesso e constantemente a engenhoca do italiano é abastecida por desconhecidos super solidários.

Homem colocando comida em prateleira
Apesar de desempregado e passando dificuldades, Marcello deseja que todos tenham algo para comer. Foto: reprodução/Tifosi Palermo

Pães, queijos, biscoitos e outros alimentos são colocados diariamente no ponto de ônibus. Pessoas que moram perto do local também personalizaram a parada com desenhos e uma frase muito significativa: “Esperar não pode ser uma perda de tempo, aproveite!“.

Vivendo de um auxílio social dado pelo governo italiano após perder o emprego por causa da pandemia do novo coronavírus, Fenoaltea não deixou esse período difícil abalar seu lado cidadão. Ele também tem usado seu tempo livre para ajudar na revitalização do bairro pintando bancos e até o meio-fio.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

De acordo com o site italiano Positizie, as atitudes de Fenoaltea tem empolgado seus vizinhos e outros moradores de Palermo. Tem forma melhor de fazer o bem que pelo exemplo?! 👏

Quer conhecer mais histórias inspiradoras? Dá o play!

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,643,961SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Ela já sofreu com queimaduras, e hoje aplica técnica especial de tatuagem para cobrir marcas de outras vítimas

"O meu cirurgião plástico me disse para pegar meu dinheiro e tirar umas férias, mas eu senti que para mim não era o fim." E...

A carta emocionante de uma aluna com membro amputado para o seu melhor professor de Educação Física

A carta de uma aluna para o seu "melhor professor de Educação Física", como ela mesma diz, é capaz de emocionar todo professor que...

Estudo canadense revela que árvores conseguem se comunicar

Um grupo de pesquisadores da área de ecologia da Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá, revelou que as árvores conseguem se comunicar, assim como...

‘Corrida solidária virtual’ transforma quilômetros percorridos em alimentos doados

Uma empresa brasileira da área de exportação e importação criou uma corrida virtual em que cada quilômetro percorrido pelos inscritos será revertido em 1...

Conheçam bibliotecas feitas com livros achados no lixo

Uma moradora da cidade de Mirassol, no interior de São Paulo, trabalhava com reciclagem como meio de sobrevivência. Mas além de plásticos, vidros, papel...

Instagram