Brasileiros se unem para trazer Jesse Koz e Shurastey de volta ao país para última despedida

Pode parecer contraditório, mas a morte de Jesse Kozachen e seu golden retrivier, chamado Shurastey, não é o fim da estrada. O influenciador e o seu cão comoveram os brasileiros viajando pelo mundo a bordo de um Fusca, o Dodongo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A tristeza é por não vê-los chegando ao destino final, o Alaska, numa simbologia de que ganhar o mundo e realizar seus sonhos é mágico. Mas Jesse Koz e Shurastey não morreram no caminho, eles seguiram outro rumo, deixando uma mensagem muito forte: ir em busca dos sonhos pode ter consequências, mas a aventura de vivê-los é única.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Razões Para Acreditar (@razoesparaacreditar)

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os dois estavam numa expedição, passaram pelos Estados Unidos e Canadá e se aproximavam do Alaska. No meio da estrada tinha um carro parado e não foi possível parar o Dodongo.

Homem e cachorro em cima de teto de Fusca no deserto

O destino é mesmo irônico. O Fusquinha de 1978 com placas de Balneário Camboriú (SC) iria cruzar as Américas para sofrer um acidente já tão pertinho do destino final. Mas a estrada não chegou ao fim pois Koz e Shurastey seguem fazendo o que conseguiram desde o início: tocar as pessoas.

Homem e cachorro caminhando sobre a neve
Jesse e Shurastey enfrentaram neve nos EUA. Foto: Reprodução/Instagram: @shurastey_

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Depois do acidente, vários amigos se juntaram e fizeram uma vaquinha para arcar com os custos para trazer os corpos ao Brasil. A vaquinha bateu sua meta em menos de 24 horas. Além disso, todo mundo embarcou na história e refletiu um pouco sobre a vida. Ela passa rápido e somos a soma do que vivemos. Koz morreu jovem, mas viveu muito.

Homem e cachorro abraçados em aeroporto

Além disso, ficou a lição da relação dele com o Shurastey. Um amigo, uma companhia, uma parceria, são sempre importantes na nossa vida. A história parece um enredo de filme americano, e qual brasileiro não gostaria de viver numa dessas estórias? Ganhar o mundo com seu fiel escudeiro, ser feliz deixando alegria por onde passa?

“Não há felicidade sem liberdade, e eu sempre presei muito por ser livre nesse projeto, eu sai de uma prisão que era a minha vida antiga onde os outros tomavam as decisões por mim pra poder ter a liberdade de escolher o que eu quisesse”, disse Jesse Koz uma semana atrás. Ele escolheu viver! Há seis anos, Jesse começou o projeto.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Depois do trágico acidente, o perfil no Instagram saltou de 400 mil seguidores para mais de um milhão, e segue crescendo. “Eu sei que essa galera toda se inspira de alguma forma em tudo que estou fazendo, mas essa nunca foi uma meta, nunca foi um objetivo acumular tanta gente aqui, isso apenas é a consequência de tudo que eu estou fazendo, de toda a verdade que eu compartilho aqui nesse perfil. E pra falar bem a verdade o objetivo principalmente aqui sempre foi ser LIVRE, e com isso ser FELIZ”, dizia há 5 dias.

Pouco tempo atrás ele escreveu uma mensagem para pessoas que ficaram preocupadas com os dois porque os viajantes ficaram isolados em função da neve, mas poderia ser uma mensagem para o dia de hoje. “Obrigado a todos que ficaram preocupados e de alguma maneira tentaram nos ajudar, recebi milhares de mensagens mas não vai dar pra ler tudo nem muito menos responder, então mais uma vez obrigado a todos”. 😭

Homem e cachorro olhando para ponte sobre rio

A viagem dos dois fazia parte de um projeto chamado “Shurastey or Shuraigow?”, numa alusão à música “Should I Stay or Should I Go”, da banda The Clash, que significa Devo ficar ou Devo ir? Eles foram. Não há volta nessa viagem, só consternação, reflexão e aprendizado.

A canção Coração Selvagem de Belchior fala sobre a pressa de viver. Jesse tinha pressa de viver.

“Talvez eu morra jovem
Alguma curva do caminho […]
Completará o meu destino
Meu bem, vem viver comigo, vem correr perigo, vem morrer comigo
Meu bem, meu bem, meu bem”
Brasileiros se unem para trazer Jesse Koz e Shurastey de volta ao país para última despedida 1

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM










Brasileiros se unem para trazer Jesse Koz e Shurastey de volta ao país para última despedida 2

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
5,147,115SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jovem economiza durante um ano e consegue dar viagem dos sonhos dos pais no aniversário de casamento

E se a viagem dos seus sonhos não fosse exatamente pra você? Pois é, para a Giovana, o sonho dela sempre foi proporcionar uma...

Paraisópolis ganha horta comunitária com capacitação para mulheres vítimas de violência doméstica

O Dia Mundial da Alimentação terá um sabor bem especial para os moradores de Paraisópolis, na Zona Sul de São Paulo. É que o Instituto...

Jovem nascida no agreste alagoano é aprovada para Intercâmbio em Harvard

Dá-lhe Brasil! Do Agreste de Alagoas à Cambridge, nos Estados Unidos: a estudante Natália Cecília Carvalho Ribeiro foi aprovada para o intercâmbio Visiting Undergraduate...

Esta mochila permite você se aventurar junto com seu catioro

A mochila é feita com um material e força de tração resistente a rasgos.

Exército do bem: quem são as pessoas que ajudaram as vítimas da Somália

Ainda bem que existem heróis quando as tragédias ocorrem no mundo, como foi o triste caso da Somália. Entre os grupos de ajuda que...

Instagram

Brasileiros se unem para trazer Jesse Koz e Shurastey de volta ao país para última despedida 3