Equipe rival protege jogadora muçulmana para que ela arrume hijab durante partida

Empatia e fair play foram os protagonistas de uma partida válida pelo Campeonato Feminino de Clubes do Oeste Asiático. Após uma tentativa de drible de uma jogadora do Arab Orthodox Club, da Palestina, atletas do Shabab al Ordon, da Jordânia, cercaram a rival para protegê-la enquanto ela arrumava seu hijab.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O hijab é um símbolo de “privacidade, modéstia e moralidade”. Ele cobre cabelos, orelhas e o pescoço. As mulheres islâmicas sentem-se expostas e em pecado sem o ‘véu islâmico’, como também é conhecido. É por isso que a sensibilidade das jogadoras do Shabab al Ordon chamou tanta atenção.

Nas imagens, a atleta do Arab Orthodox, que está usando o hijab, dá um bonito drible e passa no meio de duas adversárias, até que uma terceira chega na cobertura e, numa dividida, a bola sai pela lateral. Ao sentir o véu cair, a jogadora se abaixa para tentar arrumá-lo.

jogadora muçulmana hijab

Hijab de volta ao seu devido lugar

Nesse momento, ao invés de prosseguirem jogando, as rivais do time adversário se aproximam e cercam a moça para ajudá-la. Outras duas atletas do Shabab correm para fechar o círculo, ocultando completamente a atleta dos olhos do público enquanto ela se arruma.

Ao final, é possível ouvir alguns aplausos da arquibancada pela atitude de fair play.

Leia também:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O jogo foi válido pela penúltima rodada do Campeonato Feminino de Clubes do Oeste Asiático, no dia 9 de outubro, e confirmou o título antecipado do Shabab al Ordon, invicto no torneio.

Já o clube Arab Orthodox perdeu as quatro partidas do torneio e foi eliminado. As outras equipes que participaram da competição vinham de Bahrein, Líbano e Emirados Árabes.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Amantes do Futebol Feminino (@amantesdofutebolfeminino) em

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Fonte: Observatório Racial Futebol/Fotos: Reprodução/Twitter

Relacionados

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

987,714FãsCurtir
1,763,678SeguidoresSeguir
8,639SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jovem cria escola de lona para alunos carentes em Tocantins e internautas criam vaquinha

Com alguns tecidos, plásticos e madeiras que encontra no lixão, jovem construiu a sua escolinha de reforço. Mas quando chove, ele perde tudo.

Pitbull resgatado de “rinha” não para de sorrir no novo lar

Publicamos no final do ano passado o resgate de 33 pitbulls de uma “rinha” em Itu (SP). O estado dos cães era muito triste. Hoje,...

Menino vende desenhos no portão de casa para ajudar a família e comprar telas

Kayque coloca seus desenhos à venda no portão de casa por R$1,50 para conseguir dinheiro para as telas e para ajudar a família.

Cadeirante que faz entregas em SP sonha ter cadeira motorizada e internautas criam vaquinha

Conheçam o Luciano Oliveira, 44 anos, cadeirante que ficou conhecido por trabalhar como entregador de comida por aplicativo.

Ortobom doa 500 colchões para vítimas de chuva em Raposos (MG)

A Região Metropolitana de Belo Horizonte foi a mais afetada pelas fortes chuvas que caíram em Minas Gerais nas últimas semanas. Um exemplo é...

Instagram