Jornalista provoca candidata no Peru com pergunta em francês e recebe resposta em quechua

0
965

Quem fala o que quer, ouve o que não quer!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Durante  entrevista à emissora Fuente Latina, o jornalista e advogado Aldo Mariátegui, conhecido por sua posição de extrema-direita,  quis dar de espertinho e cumprimentou a candidata à Presidência do Peru pelo partido Frente Ampla, Verónika Mendoza, em francês, fazendo referência à nacionalidade da candidata.

Sem pensar duas vez, Verónika, que faz parte do grupo de 18 candidatos disputando a presidência do Peru, respondeu em quechua, idioma indígena de povos da América do Sul e uma das línguas oficiais do Peru, Bolívia e Equador.

“Lamentavelmente, meu quechua não é assim tão forte, e o francês, tampouco”, disse Mariátegui, neto do pensador marxista José Carlos Mariátegui.

“Vale a pena o esforço, muito bem, mas da próxima vez em quechua, por favor”, finalizou Mendoza.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Verónika Mendoza é a favor do casamento entre pessoas do mesmo sexo e propôs melhorias no ensino público e a regulamentação do ensino privado.

E ela não é a única mulher concorrendo, tem também a Keiko Fujimori, do partido Força Popular (direita) e filha do ex-presidente Alberto Fujimori, considerada a favorita.

As eleiçõesacontecerão no dia 10 de abril. Caso haja um segundo turno, este será realizado no dia 5 de junho.

Fonte: Diário Liberdade

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.