Jovem abre delivery de medicamentos para atender pessoas que vivem nas periferias de sua cidade

kickanteSabemos que as pessoas que não têm condições de comprar um medicamento e dependem de programas do governo passam horas na fila de hospitais e postos de saúde para receber o remédio que necessitam. A situação na África do Sul é bastante parecida com a do Brasil.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

  • O livro Seu Sonho tem Futuro veio para que você viva seu sonho e crie renda extra, sem gastar dinheiro próprio!

O jovem Sizwe Nzima, hoje com 23 anos, já perdeu a conta do número de vezes que enfrentou filas para pegar os remédios que seus avós necessitavam. Acontece que as empresas que entregam medicamentos têm dificuldades para localizar os clientes que vivem nas periferias.

“Era verdade. Você colocava os endereços no Google e ele não os encontrava. Era preciso ter conhecimento específico dos locais”, conta Sizwe.

dsc_0009_1_slide-5345f7e0407a8ef508b3aff98dec78970d0cffe3-s1200-e1455147471543

O conhecimento que falta para as empresas sobra para o jovem Sizwe. Foi assim que ele decidiu criar um delivery de medicamentos, o Iyeza Express. Os clientes do serviço são aqueles que não são atendidos pelas outras companhias por morarem em endereços de difícil localização. Como a maioria das pessoas têm uma renda pequena, Sizwe cobra pelas entregas um valor abaixo do mercado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

4-e1455147331229

Sem dúvida, o serviço ajuda as pessoas a não interromperem o tratamento de suas doenças, especialmente aquelas portadoras do vírus HIV. O número de sul-africanos com Aids é altíssimo. Cerca de 6 milhões de pessoas são portadoras do vírus. Muitas delas perdiam horas na fila e tinham menos tempo para trabalhar. Isso fazia com que esses pacientes interrompessem o tratamento. Graças à Iyeza Express, eles não precisam parar o tratamento por causa do trabalho.

17-e1455147361758

Logo, o trabalho de Sizwe chamou a atenção da imprensa internacional. A Forbes, por exemplo, citou Sizwe como um dos melhores jovens empreendedores da África e seu trabalho recebeu ajuda financeira. A Iyeza Express conta atualmente com sete bicicletas nas ruas da Cidade do Cabo e Sizwe contratou outros jovens para entregar os medicamentos.

3-e1455147439332

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Sziwe diz que o objetivo da empresa é “dar acesso à saúde a todos” e que “o direito à saúde independe de renda ou de onde a pessoa mora. É um direito básico”.

Veja o vídeo que fala mais sobre o trabalho do jovem:

1781911_285667544936740_7415706382330003191_n-e1455147461666

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

51-e1455147445287

61-e1455147451249

1098213_186529998183829_1391756373_n-e1455147456895

Com informações do Hypeness / Fotos: Iyeza Express

E se você também tem um sonho, este livro te ajudará a dar o próximo passo.

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,763,858SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

População ajuda mais de 50 tartarugas marinhas que não conseguiam ir para o mar (CE)

Toda vez que nasce uma ninhada de tartarugas marinhas é um espetáculo assistir à travessia delas do ninho até adentrar ao mar sem fim....

Enfermeira atravessa rio com cavalo para vacinar idosos contra gripe na PB

Para atender um grupo de idosos 'ilhados' em uma distante comunidade do sertão paraibano, uma enfermeira precisou usar um cavalo para atravessar um rio...

Vídeo mostra que tudo bem a maternidade e paternidade não serem perfeitos

Ao longo dos últimos anos, com a ascensão dos meios de comunicação, muitos estereótipos e padrões foram inseridos em nossas vidas como se fossem...

Cientistas descobrem 4 novas espécies de peixe em Fernando de Noronha

Considerada patrimônio natural mundial pela riqueza da biodiversidade, a ilha de Fernando de Noronha é lar de milhares de espécies, mas um grupo de...

‘Quero ajudar a universidade a quebrar paradigmas’, diz primeira professora trans da UFRJ

Dani Balbi foi admitida recentemente como professora na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), se tornando a primeira docente trans da instituição de...

Instagram