Após morte da filha, jovem de 18 anos que adotou bebê que sofria maus-tratos dá à luz um menino em Pernambuco

Gente, olha só quem nasceu! 😍 Bem-vindo, Levi Bernardo! ❤

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ele é filho da Bruna Félix, que teve uma vaquinha aqui na VOAA por ter adotado a Ester, uma bebê que sofria maus-tratos.

voaa jovem adotou bebê deficiência dá à luz menino

Devido à sua condição de saúde, a mamãe tentou de tudo, mas infelizmente Ester precisou partir…

E como a Bruna diz, depois da tempestade sempre vem o arco-íris! 🌈

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

voaa jovem adotou bebê deficiência dá à luz menino

Temos certeza de que você será uma excelente mãe para o Levi! Desejamos todo amor do mundo para a família! 🥰

voaa jovem adotou bebê deficiência dá à luz menino

Confira o post na íntegra:

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por VOAA – a vaquinha do Razōes (@voaa_vaquinhadorazoes)

Relembre a história de Bruna

A jovem mamãe Bruna Felix, à época com 18 anos, adotou a bebê Ester Vitória, de 2 anos. Ambas enfrentaram todas as dificuldades do mundo para estarem juntas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Bruna nunca imaginou em sua vida ser mãe tão nova, mas quando conheceu a Ester num bairro onde mora em Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco, sentiu que precisava tê-la ao seu lado.

Para ajudá-los no tratamento da pequena Ester, lançamos a sua vaquinha na VOAA – que arrecadou mais de R$ 60 mil.

Ester tinha paralisia cerebral e epilepsia, se alimentava apenas por uma sonda na barriga e sofria maus-tratos da genitora. Sua saúde fragilizada necessitava de cuidados diários e tratamentos que a Bruna, ao lado do marido Geovane Santos de Souza, 20 anos, não conseguiam pagar sozinhos.

Ester tinha apenas 1 ano quando a Bruna a viu pela primeira vez. Por ser vizinha da genitora, ela infelizmente presenciava diariamente os maus-tratos que a bebê sofria.

“Passava horas e até dias sem se alimentar, não tomava banho, chegou a ter mau cheiro, tinha uma desnutrição muito grave. Com apenas um ano, ela só pesava 3 quilos e 200 gramas”, lembra Bruna.

Com a vontade de tirar a Ester daquele sofrimento, Bruna fez denúncias e começou a visitá-la e levá-la para passar o dia com ela. “Levava Ester para minha casa, cuidava e no final do dia, tinha que devolver para genitora com o coração partido”, lembra.

Numa dessas visitas à casa da Bruna, Ester começou a passar mal e teve crises de convulsões. “Ficou internada e a genitora começou maltratá-la dentro do hospital. Foi então que ela perdeu a guarda de Ester e ninguém da família queria ficar. Ela iria para um abrigo”, lembra Bruna.

Por ser muito nova, Bruna não podia ficar com a bebê. Depois de 4 meses internada, Ester foi para um abrigo. “Ela ficou lá por dois dias, mas voltou para emergência muito debilitada e os médicos definiram Ester em estado terminal, e que não poderia ficar no hospital mais.”

Nesse meio-tempo, Bruna completou 18 anos e com o apoio da sogra e do marido, lutou para conseguir a guarda da menina e tirá-la do hospital.

Com o recurso da vaquinha, foi possível pagar o tratamento da Ester.

Infelizmente, a pequena não resistiu à sua saúde fragilizada. Ester morreu, mas sua memória poderá mudar a história de muitas crianças especiais e que precisam de ajuda. Ester virou semente!

A mãe biológica de Ester foi ao enterro da menina e num gesto grandioso, Bruna perdoou a genitora de Ester.

“Eu perdoei a mãe biológica de Ester no enterro. Eu abracei, disse que perdoo ela por tudo o que fez à Ester. (…) Foi muito forte, a gente chorou muito juntas. Eu quero dizer a vocês que não tenho mais nenhuma raiva dela. Tudo o que aconteceu foi embora junto com Ester”, diz Bruna no vídeo.

Fotos: VOAA

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,777,821SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Aparelho para casa transforma restos de comida em gás de cozinha

Você vai cozinhar o jantar com o gás produzido a partir de sobras de almoço. Bastante interessante, hein?

Homem trans faz vídeo emocionante celebrando o novo corpo: “Me sentindo livre”

O empresário Roberto Bete, 29 anos, um homem trans, designado do gênero feminino ao nascer, postou recentemente um vídeo emocionante registrando a primeira vez que...

Conheça o Biopack, embalagem de ovos que pode ser plantada após uso

Segundo uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (IBOPE), 4 em cada 10 brasileiros não separam o lixo orgânico do reciclável. Porém, o...

Biblioteca Mário de Andrade funcionará 24h por dia em SP

A cidade que nunca para ganhou mais uma biblioteca que funcionará 24h. E não é uma biblioteca qualquer. Patrimônio histórico da pauliceia desvairada, a...

Site faz mapeamento de pontos de coleta para doação, descarte, reciclagem e trocas de objetos e resíduos

O grande desafio para a sustentabilidade é tangibilizá-la para o dia a dia de qualquer cidadão, a ponto de se sustentar também na vida...

Instagram