Após morte da filha, jovem de 18 anos que adotou bebê que sofria maus-tratos dá à luz um menino em Pernambuco

Gente, olha só quem nasceu! 😍 Bem-vindo, Levi Bernardo! ❤

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ele é filho da Bruna Félix, que teve uma vaquinha aqui na VOAA por ter adotado a Ester, uma bebê que sofria maus-tratos.

voaa jovem adotou bebê deficiência dá à luz menino

Devido à sua condição de saúde, a mamãe tentou de tudo, mas infelizmente Ester precisou partir…

E como a Bruna diz, depois da tempestade sempre vem o arco-íris! 🌈

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

voaa jovem adotou bebê deficiência dá à luz menino

Temos certeza de que você será uma excelente mãe para o Levi! Desejamos todo amor do mundo para a família! 🥰

voaa jovem adotou bebê deficiência dá à luz menino

Confira o post na íntegra:

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por VOAA – a vaquinha do Razōes (@voaa_vaquinhadorazoes)

Relembre a história de Bruna

A jovem mamãe Bruna Felix, à época com 18 anos, adotou a bebê Ester Vitória, de 2 anos. Ambas enfrentaram todas as dificuldades do mundo para estarem juntas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Bruna nunca imaginou em sua vida ser mãe tão nova, mas quando conheceu a Ester num bairro onde mora em Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco, sentiu que precisava tê-la ao seu lado.

Após morte da filha, jovem de 18 anos que adotou bebê que sofria maus-tratos dá à luz um menino em Pernambuco 2

Para ajudá-los no tratamento da pequena Ester, lançamos a sua vaquinha na VOAA – que arrecadou mais de R$ 60 mil.

Ester tinha paralisia cerebral e epilepsia, se alimentava apenas por uma sonda na barriga e sofria maus-tratos da genitora. Sua saúde fragilizada necessitava de cuidados diários e tratamentos que a Bruna, ao lado do marido Geovane Santos de Souza, 20 anos, não conseguiam pagar sozinhos.

Após morte da filha, jovem de 18 anos que adotou bebê que sofria maus-tratos dá à luz um menino em Pernambuco 3

Ester tinha apenas 1 ano quando a Bruna a viu pela primeira vez. Por ser vizinha da genitora, ela infelizmente presenciava diariamente os maus-tratos que a bebê sofria.

“Passava horas e até dias sem se alimentar, não tomava banho, chegou a ter mau cheiro, tinha uma desnutrição muito grave. Com apenas um ano, ela só pesava 3 quilos e 200 gramas”, lembra Bruna.

Após morte da filha, jovem de 18 anos que adotou bebê que sofria maus-tratos dá à luz um menino em Pernambuco 4

Com a vontade de tirar a Ester daquele sofrimento, Bruna fez denúncias e começou a visitá-la e levá-la para passar o dia com ela. “Levava Ester para minha casa, cuidava e no final do dia, tinha que devolver para genitora com o coração partido”, lembra.

Numa dessas visitas à casa da Bruna, Ester começou a passar mal e teve crises de convulsões. “Ficou internada e a genitora começou maltratá-la dentro do hospital. Foi então que ela perdeu a guarda de Ester e ninguém da família queria ficar. Ela iria para um abrigo”, lembra Bruna.

Após morte da filha, jovem de 18 anos que adotou bebê que sofria maus-tratos dá à luz um menino em Pernambuco 5

Por ser muito nova, Bruna não podia ficar com a bebê. Depois de 4 meses internada, Ester foi para um abrigo. “Ela ficou lá por dois dias, mas voltou para emergência muito debilitada e os médicos definiram Ester em estado terminal, e que não poderia ficar no hospital mais.”

Nesse meio-tempo, Bruna completou 18 anos e com o apoio da sogra e do marido, lutou para conseguir a guarda da menina e tirá-la do hospital.

Após morte da filha, jovem de 18 anos que adotou bebê que sofria maus-tratos dá à luz um menino em Pernambuco 6

Com o recurso da vaquinha, foi possível pagar o tratamento da Ester.

Após morte da filha, jovem de 18 anos que adotou bebê que sofria maus-tratos dá à luz um menino em Pernambuco 7

Infelizmente, a pequena não resistiu à sua saúde fragilizada. Ester morreu, mas sua memória poderá mudar a história de muitas crianças especiais e que precisam de ajuda. Ester virou semente!

Após morte da filha, jovem de 18 anos que adotou bebê que sofria maus-tratos dá à luz um menino em Pernambuco 8

A mãe biológica de Ester foi ao enterro da menina e num gesto grandioso, Bruna perdoou a genitora de Ester.

“Eu perdoei a mãe biológica de Ester no enterro. Eu abracei, disse que perdoo ela por tudo o que fez à Ester. (…) Foi muito forte, a gente chorou muito juntas. Eu quero dizer a vocês que não tenho mais nenhuma raiva dela. Tudo o que aconteceu foi embora junto com Ester”, diz Bruna no vídeo.

Após morte da filha, jovem de 18 anos que adotou bebê que sofria maus-tratos dá à luz um menino em Pernambuco 9

Fotos: VOAA

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,805,848SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Alunos consolam professora após sua mãe morrer dizendo que irão cuidar dela

Difícil ler a carta dos alunos para a professora sem um lencinho – estão avisados!

Dupla sertaneja de Minas promove a inclusão com clipe para surdos

A dupla sertaneja Cezzar & Rodolfo de Minas Gerais tem se destacado nas redes sociais pelo trabalho que vem realizando em prol da inclusão....

Projeto dá formação para jovens desenvolverem projetos de impacto social no RJ

Os jovens são potenciais transformadores do lugar onde vivem. Eles só precisam de um empurrãozinho para realizar projetos capazes de impactar positivamente a vida...

Empregada doméstica que lançou livro ganha tratamento de pele para melhorar autoestima (RJ)

Por aqui sempre acreditamos que quem cuida também merece ser cuidado. Gil Santos trabalhou a vida inteira como empregada doméstica. Além disso, também é...

Companhia aérea reserva avião para transportar animais desabrigados pelo furacão Harvey

Cerca de 64 cães e gatos foram transportados do Texas até a Califórnia.

Instagram

Após morte da filha, jovem de 18 anos que adotou bebê que sofria maus-tratos dá à luz um menino em Pernambuco 11