Jovem com autismo supera limitações e torna-se inspetor de escola em Santos (SP)

A escola é um lugar de aprendizado e descobertas que jamais imaginamos um dia, tanto para os estudantes quanto para os professores e outros funcionários da escola. Não haveria de ser diferente para Carlos Alberto Jorge Junior.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mas, Carlos tem uma particularidade que torna suas conquistas mais especiais: o Transtorno do Espectro Autista (TEA). Exemplo de superação, o jovem de 20 anos é inspetor de alunos na escola onde foi alfabetizado, em Santos, litoral de São Paulo.

De acordo com o site A Tribuna, Caco, como é conhecido, é uma espécie de braço direito daqueles que até pouco tempo eram seus professores: ele oferece auxílio no conteúdo ensinado em sala de aula e também prepara os equipamentos que os professores utilizam nas aulas.

[Aos 23 anos, o Julio, que tem autismo severo, precisa ser amarrado em momentos de crise. Também por falta de tratamento ele parou de falar há muitos anos e precisa de um acompanhamento em clínicas e psicoterapeutas. Queremos custear um tratamento pra ele e comprar moveis para a família em Fortaleza (CE) viver um pouco melhor. Contribua aqui.]

Caco recebeu o diagnóstico de autismo quando tinha 8 anos de idade. O distúrbio, como acontece com outras pessoas autistas, afetou sua comunicação e a capacidade de aprendizado e adaptação em espaços públicos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Três anos atrás, ele começou a ser acompanhado por uma equipe multidisciplinar formada por psicólogas, terapeutas comunicacionais e fonoaudiólogas. Desde então, Carlos ganhou mais autonomia, maturidade emocional e melhorou sua capacidade de aprendizagem, fundamentais para realizar as tarefas de inspetor na escola.

O jovem economiza metade dos rendimentos e usa a outra metade para se divertir com seus irmãos e amigos. “Tem fins de semana que pago a pizza. Fico muito feliz de conseguir fazer coisas que antes não conseguia. Tenho certeza que vou continuar evoluindo e não só na vida pessoal como agora no trabalho”, comemora Caco.

A mãe, dona Ana Lúcia, também comemora cada conquista do filho. Inclusive, ela tornou-se defensora dos direitos de pessoas diagnosticadas com autismo. Ela se emocionou, por exemplo, ao embarcar com Caco em um Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT).

É que o filho ficava apavorado com o barulho dos ônibus que precisava pegar para compromissos de rotina. A independência adquirida, entretanto, já permite a Carlos viajar sozinho pela cidade e conhecer vários itinerários de coletivos.

Conheça 5 passos para o diagnóstico do Transtorno do Espectro Autista no vídeo abaixo:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia também!

Menina com autismo não verbal fala “Mamãe” pela primeira vez

Fotos © Nirley Sena/AT/Reprodução

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,646,211SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Bate meta da vaquinha para ajudar sem-teto e seu cachorro a saírem da rua

A vaquinha será para ajudar o Seu Sebastião e o Negão alugarem uma casa até ele voltar ao mercado de trabalho. Vaii planeta!

Cadela adota filhotes de gatinhos órfãos e faz sucesso na web

Nos últimos dias uma cadela da raça Beagle está dando o que falar! No vídeo, que tem mais de dois milhões e meio de acessos...

Gentileza: mãe de trigêmeos ganha assento na primeira classe para alimentar os filhos

Mãe de trigêmeos, Jenna contou com a gentileza da companhia aérea que lhe reservou uma cabine na primeira classe para que ela pudesse fazer...

Menino agradece presente da mãe de forma encantadora e nos dá uma grande lição

As crianças nos surpreendem com suas atitudes sinceras e amorosas, e é sempre possível aprendermos com elas, dessa vez foi um pequeno angolano que...

Artista com Sínrome de Down é internacionalmente reconhecido e vai expor na Itália

Lucio Piantino tem 19 anos, é dançarino, artista e agora está prestes levar seu trabalho para fora do país. De fato, Lucio sempre teve...

Instagram