Menina de 14 anos descobre possível remédio para a Covid-19 e vence prêmio de melhor jovem cientista dos EUA

Há uma grande corrida entre os cientistas, pela descoberta de uma vacina para a Covi-19. E agora, essa batalha contra o vírus ganhou mais uma aliada: Anika Chebrolu.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Anika tem 14 anos e realizou diversas pesquisas na tentativa de se conectar ao Sars-Cov-2, buscando inviabilizar a contaminação do vírus.

E parece que ela conseguiu!

Apesar de o experimento de Anika ainda ser um teste computacional- ele não chegou a ser testado efetivamente em humanos -, os resultados são bem promissores. A descoberta rendeu, inclusive, um prêmio para a estudante, o Melhor Jovem Cientista da América de 2020.

estudante descobre molécula que pode curar o coronavírus.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Assim como a Anika, o Sérgio é um jovem incrível! Ele precisa de ajuda para continuar com seu projeto social com crianças da comunidade. Contribua para essa vaquinha!

Pesquisas

Anika usou simulações de computador para conseguir rastrear moléculas capazes de se conectar com o Sars-Cov-2. Isso permitiria uma ligação à proteína Spike do vírus, bloqueando-a e evitando a disseminação da Covid-19.

Alguns especialistas já analisaram a pesquisa da Anika e confirmaram que a proteína é realmente o caminho para o tratamento, e ela é o alvo dos anticorpos do sistema imunológico.

E segundo Anika, essa foi uma descoberta involuntária. Ela realizava uma pesquisa sobre a Gripe Espanhola, só que com a pandemia, resolveu mudar o foco. O que a estudante percebeu, é que parte da sua pesquisa anterior, poderia encaminhá-la para a solução do vírus.

Por causa da imensa gravidade da pandemia de Covid-19 e do impacto drástico que ela causou no mundo em tão pouco tempo, eu, com a ajuda da minha mentora, mudamos a direção para atingir o vírus Sars-Cov-2“, contou.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ela quer desenvolver o medicamento com outros cientistas

Anika disse que quer reunir um grupo de cientistas para tentar desenvolver o medicamento e em um tempo menor.

Meu esforço é para encontrar um composto principal para se ligar à proteína de pico do vírus“, disse a estudante.

Pode parecer uma gota no oceano, mas ainda contribui para todos esses esforços. O modo como desenvolvo essa molécula com a ajuda de virologistas e especialistas em desenvolvimento de medicamentos determinará o sucesso desses esforços“, finalizou.

Premiação

A estudante, que é do Texas (EUA), recebeu US$ 25 mil (R$ 139 mil) da comissão do prêmio Melhor Jovem Cientista da América de 2020, organizado pela 3M Company, em parceria com a Discovery Education.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

FONTE: Olhar Digital

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,849,393SeguidoresSeguir
24,900SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Refugiado sírio atravessa o Mediterrâneo com o seu gatinho no colo

A arriscada travessia de imigrantes no Mar Mediterrâneo em direção à Europa não impediu que um rapaz sírio levasse consigo o seu gatinho de...

Bailarino de 10 anos vende canetas para ir à competição na Flórida

O pequeno bailarino tem passado noites produzindo canetas em formato de flores e laço de cabelo para pagar a viagem

Materiais recicláveis são transformados em instrumentos musicais e promovem inclusão

(Por Ingrid Vogl) Madeira, cerâmica, isopor, garrafas, chaves, tubos de PVC. Estes e outros materiais reaproveitáveis se transformam em instrumentos musicais que dão vida a...

Motorista segura mão de menino que chorava por ser seu 1º dia de aula

Ao perceber o choro do menino, a motorista Isabel Lane imediatamente estendeu seu braço e segurou a mão de Axel, em sinal de apoio. "Vai ficar tudo bem", disse.

Instagram

Menina de 14 anos descobre possível remédio para a Covid-19 e vence prêmio de melhor jovem cientista dos EUA 1