Jovem se forma em jornalismo e recebe diploma com balde e vassoura na mão

O ex-faxineiro Ronaldo Rocha, de 24 anos, é o mais novo jornalista formado de Brasília. Ele subiu no palco durante a colação de grau com um balde, rodo e vassoura na mão, sendo ovacionado pela plateia, dentre amigos, colegas e familiares.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O evento ocorreu nesta sexta-feira, 23, e viralizou nas redes sociais. Ronaldo fez isso para agradecer e reforçar suas origens com orgulho, comemorando a conquista do sonhado diploma de jornalismo.

“Eu queria quebrar o tabu para mostrar que também faxineiro é capaz de realizar um sonho. Eu entrei com a vassoura, o balde e o rodo na mão pra mostrar que todas as profissões são dignas, quando são realizadas com respeito”, disse o rapaz.

“Independentemente de qualquer profissão, nós somos capazes de alcançar os nossos ideais”, reforçou.

História de superação

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ronaldo é protagonista de uma daquelas inspiradoras histórias de persistência em meio às adversidades, coragem e determinação.

Ele sempre sonhou em ser jornalista, e deixou a pequena cidade de Barreiras, no interior baiano, quando tinha 17 anos para estudar em Brasília. Detalhe: ele veio com R$ 80 no bolso.

Era 2012, e o jovem começou a se virar vendendo verduras, morando de favor em uma das regiões mais carentes de Brasília, além de trabalhar como faxineiro por outros seis anos para conseguir bancar os estudos.

“Passei fome, fui humilhado, morei de favor, mas nunca perdi o foco no meu sonho”, disse.

Após sete anos desde a sua chegada ao Distrito Federal, Ronaldo concluiu o curso pela Faculdade Anhanguera e já conseguiu um emprego como chefe de comunicação da assessoria de imprensa da Administração Regional da Candangolândia, no Distrito Federal.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Palmas pra ele!

Ao subir no palco com um balde e uma vassoura, Ronaldo foi ovacionado de pé pelo público e começou a chorar.

Leia tambémNo CE, filha e pai faxineiro são aprovados juntos em universidade federal

A conquista do rapaz do interior baiano foi comemorada pela avó, Valdeci Araújo Novaes, de 68 anos, e pela mãe, Aline Novaes Rocha, de 43 anos, que vieram de Barreiras para participarem do evento.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Essa paixão dele por jornalismo foi algo que desde sempre eu olhava e admirava. Eu não estou nem sabendo expressar a alegria que estou sentindo. O Ronaldo é o orgulho da nossa família”, disse a avó.

Jovem se forma em jornalismo e recebe diploma com balde e vassoura na mão
Ronaldo Rocha comemorando seu diploma de jornalismo. Foto: arquivo pessoal

“Desde pequeno, ele correu atrás deste sonho. No colégio, sempre procurava a diretora pedindo para fazer trabalhos relacionados ao jornalismo. O pai dele também está muito orgulhoso, acompanha de perto as coisas que ele posta no Facebook.”

Futuro

Com bastante humildade e gratidão, na qual jamais perdeu, o recém-formado jornalista agora tem a oportunidade de lidar com a vida sob uma nova perspectiva, sem se esquecer de suas origens.

“Quando eu vejo as senhoras da limpeza entrando na assessoria e me cumprimentando, eu lembro que antes era eu que estava ali, limpando o chão e me emociono”, concluiu.

Veja o vídeo:

Leia tambémProjeto incentiva a recolocação no mercado de trabalho para pessoas com mais de 50 anos

[Nota da Redação]

Projeto abre vagas para pessoas com mais de 50 anos voltarem ao mercado de trabalho. Assista o vídeo:

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: SNB

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,558,019SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Professor de boxe revive paixão de avô doente e dá aulas gratuitas a crianças com paralisia cerebral

Um neto zeloso e um professor que não exclui crianças especiais do esporte.

Entrega de flores se torna serviço essencial na pandemia e na vida

Não estamos atravessando um mar de rosas. É pandemia, recessão, desemprego, mas se tem algo que pode mudar toda a atmosfera é o contato...

Artista cria desenhos divertidos de momentos com a esposa e mostra que o amor é simples

A vida de um casal é cheia de altos e baixos, não é? Imagina ter seus momentos com o seu amor retratados em desenhos...

Proprietário não vai cobrar aluguel de inquilinos com emprego ameaçado pelo Covid-19

Há solidariedade e empatia por todos os lados enquanto lutamos contra o avanço da pandemia de coronavírus (Covid-19). Exemplos pipocam de todos os lugares! Um...

Vaquinha bate R$ 78 mil e casal que perdeu veículo de trabalho em incêndio comprará nova carreta

Vocês são realmente incríveis! ❤ Há alguns dias contamos a história da dona Sueli e do marido dela, seu Deusdedit. Eles foram fotografados se...

Instagram