Jovem se torna doadora de óvulos para ajudar mulheres inférteis a terem filhos: ‘É como doar sangue’

Emma Winstanley tem apenas 22 anos, mas já é uma doadora de óvulos certificada no Reino Unido. Otimista e generosa, a jovem disse que sua missão é ajudar mulheres inférteis a realizarem o sonho de serem mães.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em entrevista ao jornal ‘Daily Mail’, Emma explicou que fez sua primeira doação após ouvir inúmeras histórias de mulheres que desejavam ter filhos, mas não podiam engravidar.

A doação dos óvulos foi feita em novembro do ano passado. Inspirada, Emma já informou que deseja doar novamente!

“Tenho apenas 22 anos e não estou em um relacionamento, então não estou com pressa de ter filhos. Eu sinto que é um desperdício, se eu não vou tê-los”, explicou.

jovem doadora de óvulos

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Tento ver como se estivesse doando sangue e pretendo iniciar o processo de doação novamente em fevereiro deste ano. Meus amigos e minha família me apoiaram muito, mas minha mãe estava preocupada que isso pudesse afetar minha fertilidade”, contou.

Felizmente, a doação é devidamente recompensada: para cada ciclo, Emma recebe £ 750 (R$ 5.560) para cobrir os custos de viagem e despesas.

“Há algumas pessoas que foram bastante negativas e me disseram que agora sou mãe. Não concordo com isso, sou apenas uma doadora. As pessoas que os criam são sua família”, pontuou.

Com a repercussão de sua doação, a jovem confidenciou que outras mulheres da idade dela perguntaram se deveriam fazer o mesmo. “Eu disse a elas para fazer sua própria pesquisa e falar com uma clínica. A escolha é totalmente sua, mas não me arrependo da minha.”

De toda forma, a britânica frisa a importância de seguir com todo o procedimento antes da doação.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

procedimento para doar um óvulo

“Recebi um teste psicológico para verificar se eu estava mentalmente bem o suficiente para doar. Eu tirei meu sangue primeiro para verificar meu banco de óvulos e fiz testes para verificar qualquer doença ou problemas subjacentes. Foi bastante invasivo. As consultas se estenderam por nove meses e eu comparecia a uma por mês, o que tornava menos estressante. Minha primeira consulta foi em fevereiro, e meus óvulos foram coletados em novembro”, explicou.

“Também tive a oportunidade de deixar um recado para quem nascer do óvulo, para quando fizer 18 anos”, acrescentou.

“Achei que era uma parte importante do processo porque é algo que você escreve pessoalmente – não pode ser muito pessoal, pois não posso revelar minha identidade, ao mesmo tempo. Tentei escrever algo inspirador para eles”, completa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fonte: Daily Mail UK
Fotos: Arquivo pessoal

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Jovem se torna doadora de óvulos para ajudar mulheres inférteis a terem filhos: 'É como doar sangue' 2

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
5,144,464SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Professora resolve ensinar on-line língua esquimó para resgatar a cultura de seu povo

Como muitos indígenas da América do Norte, a professora Miali Coley-Sudlovenick teme que sua língua nativa esteja morrendo. A colonização europeia deixou os inuítes lutando...

Inglaterra tem primeiro dia sem mortes por Covid em um ano e premiê incentiva população a se abraçar

O primeiro ministro da Grã-Bretanha, Boris Johnson, incentivou a volta dos abraços entre os britânicos após a Inglaterra não registrar nenhuma morte por Covid-19...

Menino de 10 anos cria museu em homenagem a Luiz Gonzaga

Aos 8 anos, em 2013, Pedro Lucas Feitosa visitou o Museu do Gonzagão, em Exu (PE). A experiência foi tão única que ele resolver criar seu...

Ex-detento transforma lixão em um lugar de cura e transformação para crianças e jovens

Coragem. Coragem para seguir em frente, para olhar para trás e reconhecer os erros.Coragem para mudar, para provar que mudou. Coragem para...

Ford oferece táxis guiados por deficientes na Holanda

O ‘HandiCab’ é o primeiro serviço de táxis do mundo formado apenas por motoristas deficientes.

Instagram

Jovem se torna doadora de óvulos para ajudar mulheres inférteis a terem filhos: 'É como doar sangue' 3