Jovem que foi humilhada por vender batatinha para pagar estudos conquista diploma de Pedagogia

Muitas pessoas precisam precisam fazer o possível – e o impossível – para arcar com as despesas de estudar em uma universidade particular. Ainda que alguns consigam bolsa, o custo para se deslocar e participar ativamente das aulas é bastante elevado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Era o caso da estudante Bevalyne Kwanboka. Para conseguir dinheiro e pagar sua faculdade, ela começou a trabalhar vendendo batatinha frita nas ruas do Quênia.

Jovem que foi humilhada por vender batatinha para pagar estudos conquista diploma de Pedagogia

Infelizmente, já nas primeiras semanas como autônoma, a jovem foi humilhada nas redes sociais por vender seus produtos vestindo roupas “extravagantes” em uma banquinha. 🙄

Determinada, Bevalyne jamais deu ouvidos aos comentários maldosos e deu a volta por cima ao mostrar o resultado final do seu esforço.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Hoje, formada no magistério e com um salário muito superior à média, ela disse à emissora TV47 que ter conquistado o diploma foi um privilégio que a permite dar aulas às crianças, sua grande vocação.

Jovem que foi humilhada por vender batatinha para pagar estudos conquista diploma de Pedagogia

Bevalyne desde pequena sonhava em fazer faculdade para se profissionalizar. Infelizmente, seus pais vieram de uma família muito pobre e não tinham meios para ajudar sua filha a alcançar seu objetivo na vida.

A jovem decidiu que não importava o que ela tivesse que fazer, conseguiria o certificado de conclusão do ensino superior.

Desde o início, a ideia de se tornar professora vinha da necessidade de Bevalyne prover melhores condições de vida aos pais, que viviam em situação de vulnerabilidade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com o coração preenchido por esse desejo, a jovem conseguiu ingressar em uma universidade particular e pagava as mensalidades vendendo batatinhas fritas na rua.

Ao longo do curso, Bevalyne foi alvo de inúmeras chacotas e comentários maldosos na rua e até em sua faculdade, que debochavam da simplicidade dos seus produtos e da sua vestimenta, considerada “fina demais” para os “padrões de uma autônoma”. Vê se pode?!

Jovem que foi humilhada por vender batatinha para pagar estudos conquista diploma de Pedagogia

Ela não tinha escolha pois, do trabalho, ia direto para a universidade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Aqueles que questionam meu vestido no meu negócio, eu deixo claro, venho para a universidade de manhã e assisto às aulas e depois venho vender batatinhas. Você quer que eu use um avental para a aula?”, argumentou.

Ainda assim, para Bevalyne, tudo valeu a pena ao final, apesar de todos os momentos desagradáveis que vivenciou.

Graças ao seu esforço, a agora professora obteve o diploma de Pedagogia, dá aulas em uma escola pública do Quênia e mantém vivo o sonho de melhorar a vida dos pais, a começar comprando uma casa nova para eles. Com tamanha determinação, isso é apenas uma questão de tempo!

Fonte: Excelsior
Fotos: Reprodução / Twitter: @mutua_wa_kiilu

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,805,539SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

[VÍDEO] Encorajada pela mãe, menina sem uma das pernas sobe morro de terra sozinha

Antonella Funghetto, 3 aninhos, foi a protagonista de um vídeo cheio de coragem de determinação. Por usar uma prótese na perna esquerda, ela acabou...

Hospital nos EUA permite presença de cão durante cirurgia de menina de sete anos

Kaelyn Krawczyk, de apenas sete anos, é portadora de mastocitose, uma doença cujos portadores costumam apresentar sintomas como urticária, inchaço, náuseas e falta de...

Irmã deixa 25 centavos pra irmão fingindo ser a Fada do Dente

Eu acho que todo mundo já botou um dente perdido embaixo do travesseiro e esperou aquela super recompensa da Fada do Dente, não é?...

Construção sustentável em Salvador ganha desconto de até 10% no IPTU

A Prefeitura de Salvador vem incentivando programas pró-sustentabilidade na construção de edifícios para contribuir com a preservação ambiental e a redução do impacto dos...

Web se mobiliza para ajudar mineiro que vive em cômodo improvisado sem energia elétrica e banheiro

O seu Benone, 57 anos, tem uma história de vida muito sofrida. Ele mora sozinho em um cômodo construído em um lote emprestado, em...

Instagram

Jovem que foi humilhada por vender batatinha para pagar estudos conquista diploma de Pedagogia 4