Jovem de 17 anos cria nanopartículas que matam células cancerígenas

Quando você tinha 17 anos, o que costumava fazer? Ia para a escola, saía com os amigos? Pois, com essa idade, a estudante norte-americana Angela Zhang desenvolveu uma promissora pesquisa sobre células que podem ajudar na cura do câncer.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Angela é uma das cabeças pensantes por trás de um projeto de criação de nanopartículas que podem exterminar células cancerígenas. O detalhe é que a jovem californiana desenvolve essa pesquisa desde os 15 anos.

As nanopartículas, utilizando uma matéria química à base de salinomicina, conseguem identificar tumores e se fixam no núcleo deles. Quando os pacientes são submetidos à ressonância magnética, os tumores aparecem com muito mais facilidade.

[Matéria continua depois do vídeo abaixo]

Convidamos cinco mulheres que enfrentaram o câncer de mama para falar sobre suas experiências. Mas elas não sabiam que, durante a gravação do vídeo, seriam surpreendidas. Nesta linda homenagem, as filhas presenteiam suas mães com um sutiã especial (para quem viveu o câncer) acompanhado por uma prótese externa, uma espécie de enchimento que encaixa na lingerie. Assista o vídeo e prepare o lencinho:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Então, com o uso da luz infravermelha, os médicos ativam as nanopartículas, que derretem, liberando uma droga capaz de matar o tumor de dentro para fora.

Leia também: Cirurgia inédita usa pele de tilápia para reconstrução vaginal de mulher trans

A adolescente conta que desde o primeiro ano do ensino médio lê teses de doutorado sobre o assunto. No segundo ano, obteve acesso a um laboratório da Universidade de Stanford para conduzir sua própria pesquisa sobre células cancerígenas. Ela afirma que encara o seu trabalho como um quebra-cabeças que precisa ser resolvido.

Jovem de 17 anos cria nanopartículas que matam células cancerosas

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Graças à descoberta, Angela faturou 100 mil dólares (R$ 400 mil) em um concurso nacional de ciência da Siemens.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: Galileu
Fotos: Reprodução / Daily Mail UK

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,419,547SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Drone inteligente e do bem: ele consegue plantar 1 bilhão de árvores em 1 ano

O drone veio para ficar, e tem sido usado das mais diversas formas possíveis para registrar ângulos inusitados de uma cena ou até entregar...

Ator homenageia idosa que ele ‘adotou’ após sua morte por leucemia

Três anos atrás, o ator norte-americano Chris Salvatore, 34 anos, adotou uma senhora de 89 anos, Norma, que tinha leucemia e vivia sozinha. A idosa...

Irmãs transformam cadeiras de rodas em obras de arte com tampas de rodas coloridas

Izzy Keane queria uma solução para a sua cadeiras de rodas. Ela nasceu com nasceu com espinha bífida e não tem movimentos da cintura...

Clipe de John Legend mostra a verdadeira beleza das mulheres

Hoje um dos assuntos mais abordados do momento, tanto por marcas quanto por artistas, é o questionamento sobre a aceitação da real beleza da mulher....

Intel e PrograMaria encorajam a presença feminina na tecnologia no Mês Das Mulheres

O objetivo é contribuir para maior visibilidade das mulheres em tecnologia.

Instagram