Em vídeo emocionante, jovem com paralisia nas pernas volta a andar

“Parece que eu bebi a noite inteira, não é? Mas peguem leve, são 5 anos sem saber o que é andar”, escreveu bem-humorada a estudante de fisioterapia e botafoguense roxa, Raquel Guimarães, 25 anos, de Bangu (RJ), ao publicar o emocionante vídeo dela voltando a andar.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Vítima de um erro médico, Raquel perdeu os movimentos das pernas há 5 anos e, desde então, faz longas sessões de fisioterapia, além de hidroterapia, para alcançar o resultado que tanto sonhou: caminhar novamente!

“Passei por oito ortopedistas e só um disse que, talvez, eu pudesse voltar a andar. Realizei cirurgia nas duas pernas no Into (Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia), colocando um fixador externo”, explicou.

jovem que voltou a andar após cirurgia nas pernas
Raquel voltou a andar depois de 5 anos. Foto: Arquivo Pessoal

Ela contou que quando deu os primeiros passos, não acreditou no que tinha acontecido, mas, depois que tentou novamente, se deu conta de que estava voltando a andar! Raquel não conteve a emoção, foi choro na certa!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Hoje, ando muito melhor, todo dia ando um pouco aqui em casa e tento soltar as mãos, tenho mais equilíbrio. A única parte da minha casa que é adaptada é o meu banheiro, pois eu queria ser mais independente”, disse.

Sobre e repercussão do vídeo, ela disse que ficou surpresa, ainda mais por ser um vídeo curtinho.

“Estava chegando da festa de 15 anos da minha prima e como eu estava arrumada, falei: mãe, grava aí porque estou tão bonita com esse vestido (risos). Foi tudo muito espontâneo, ninguém esperava”, contou.

 

Ver essa foto no Instagram

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Uma publicação compartilhada por Raquel Guimarães (@botafogo_raquel) em

Vítima de erro médico

Raquel perdeu os movimentos das pernas em 2014 após uma cirurgia bariátrica. Ela começou a sentir um formigamento e dormência nas pernas e, então, iniciou a batalha pela a sua saúde.

“Em 2016, uma forte anemia fez ela perder muito peso, descobrimos que na cirurgia bariátrica o médico tinha apertado demais o grampo no estômago. Ela vivia internada”, relatou a mãe, Valdirene Guimarães.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

jovem que voltou a andar em UTI após cirurgia bariátrica
Raquel foi vítima de erro médico que a fez perder os movimentos das pernas. Foto: Arquivo Pessoal

O caminho para ela voltar a dar seus primeiros passos foi longo!

“MUITA fisioterapia, todos os dias, 5 horas direto além de hidroterapia e aparelhos para enrijecer a musculatura”, contou.

Os próximos passos!

Raquel estava no 5º período do curso de fisioterapia quando deu a pausa para a cirurgia. Ela tinha certeza que voltaria para a universidade depois da cirurgia. Porém, as complicações adiaram o seu retorno à sala de aula.

“O médico me deu o prazo de 6 meses a 1 ano para voltar e, talvez, seja para buscar a minha alta. As palavras dele não saem da minha cabeça e creio que vou me cobrar mais ainda para receber a tão sonhada alta.”

E, como uma botafoguense roxa, quer voltar a assistir o seu time das arquibancadas de pé!

“Quero voltar para a faculdade e ajudar as pessoas. Não tenho raiva, não guardo rancor e nem nada… mas, quero que os responsáveis sejam unidos para que não façam com mais ninguém.”

jovem que voltou a andar com muleta e camiseta do seu time botafogo
Seu sonho é torcer de pé pelo Botafogo nas arquibancadas! Foto: Arquivo Pessoal

Ah, e tem livro vindo aí! Uma professora de um colégio onde ela estudou está produzindo um livro para contar a sua história.

“O nome será ‘Caminhando nas estrelas’, quis colocar algo do meu time que me dá um apoio enorme também.”

jovem que voltou a andar no quarto com a parede pintada pela brasão do time botafogo
Botafogunese roxa, sempre recebeu apoio do time! Foto: Arquivo Pessoal

Que história, Raquel, desejamos de coração muita energia nos seus próximos passos!

Educação, esporte e arte são fundamentais para a inclusão social de grupos vulneráveis, concorda? Conheça então três projetos que defendem essas causas, escolha a sua favorita, apoie e concorra a um super prêmio de R$ 1 milhão da promoção “Ganhou, Causou”, da Nestlé. Clique aqui e saiba como participar!

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,500,572SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Presidente do Parlamento da Nova Zelândia dá mamadeira para bebê durante debate

Nesta quarta-feira (21), o presidente do Parlamento da Nova Zelândia, Trevor Mallard, 65 anos, recebeu um convidado ilustre e inusitado no congresso de debate:...

O primeiro dia de aula do menino desnutrido que foi resgatado há um ano

O primeiro dia de aula é uma data marcante, que estabelece que seu filho(a) está crescendo e ganhando o mundo. Mas, para um menino em...

Menina autista leva seu gato de pelúcia ao veterinário e emociona internautas

Jazmine tem seis anos, é autista e recentemente levou Donnie, seu bichinho de pelúcia, para uma consulta ao veterinário em Washington, cidade onde vive,...

Indígenas produzem sandálias com látex da Amazônia e vendem pelo WhatsApp

Uma cooperativa informal de mulheres e homens indígenas encontrou uma maneira de aliar tecnologia e sustentabilidade para produzir sandálias orgânicas à base de látex...

Designers recriam a (ultrapassada) muleta para facilitar a vida de quem as usa

Há 150 anos as muletas não passavam por alguma importante atualização, mas o casal de designers industriais Max e Liliana Younger mudaram de vez esse cenário.

Instagram