Jovem que perdeu família para o tráfico vira professor

Clique e ouça:

Filho, sobrinho e irmão de traficantes mortos. As portas do tráfico estavam abertas para Vinícius Miranda, mas ele disse “não”. O jovem acaba de se formar em Educação Física. A primeira etapa do curso, a licenciatura, já foi. Ele segue na faculdade para completar o bacharelado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Vinícius, 25 anos, quis logo exibir o seu primeiro diploma para fazer um desabafo. Ele postou uma foto na sua conta no Twitter dizendo que poucas pessoas acreditavam que ele teria um final diferente do seu pai, de um tio e de um irmão.

“Vou exibir isso aqui em todo lugar mesmo, pq eu lutei pra conquistar. É preto, favelado e PROFESSOR! Tô formado”, escreveu.

Jovem perdeu família tráfico vira professor

Leia também: Ex-empregada doméstica ‘enfrenta’ o tráfico e alimenta 230 crianças todos os dias em favela de SP

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Dez dias depois, o post tinha quase 50 mil curtidas e 11 mil compartilhamentos. Vinícius, mais conhecido como “Vinícius Jump” disse em entrevista para o site Rio de Boas Notícias que ficou surpreso com a repercussão e que é um “sobrevivente”.

“Vejo tanta coisa ruim acontecendo ao meu redor. Família e amigos morrendo ou sendo presos. Não viu ninguém chegando ao ensino superior. Me sinto um sobrevivente”, conta.

Nascido em Vigário Geral, comunidade na Zona Norte do Rio, viveu lá até os 9 anos com seus padrinhos. Hoje, ele mora no bairro Santa Cruz, o mais distante do centro da cidade, com sua mãe, padrasto, irmãos, sobrinhos e cunhados – 12 pessoas dividem a mesma casa.

Jovem perdeu família tráfico vira professor

Vinícius teve pouco contato com seu pai, perdido para o tráfico, em um assassinato, quando ele tinha apenas 3 anos. Um tio de Vinícius teve o mesmo destino: se envolveu com o tráfico e desapareceu.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Porém, a maior perda de todas foi a de um irmão três anos mais velho. Giovane tinha 15 anos quando foi assassinado, em 2011. “Ele não dava nenhum indício de envolvimento com o tráfico. Era tranquilo e estudioso. De repente sumiu de casa e aí descobrimos. Um mês e meio depois, morreu”, lembra.

Depois da morte do irmão, Vinícius decidiu que não queria ver a mãe chorando a morte de mais levado pelo tráfico. Foi quando ele decidiu fazer faculdade de Educação Física.

Jovem perdeu família tráfico vira professor

Vinícius estuda na Universidade Salgado de Oliveira, em Niterói, com uma bolsa de esportista – participa de competições de atletismo representando a universidade. Mas, apesar de ter a bolsa, enfrentou dificuldades financeiras e até pensou em desistir. Trancou a faculdade por um semestre por falta de dinheiro.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Precisava pagar a passagem e não dava. Também tinha que fazer cursos extracurriculares exigidos e não tinha como bancar. E, quando tinha, precisava usar um computador para fazer os trabalhos e era preciso arrumar alguém que me emprestasse”, lembra.

Ele só voltou para a faculdade porque contou com a ajuda da mãe, do avô e do padrasto. Vinícius fez questão de agradecer esse apoio nas redes sociais quando foi acusado de “vitimismo”.

Jovem perdeu família tráfico vira professor

Jovem perdeu família tráfico vira professor

Formado, Vinícius começa a planejar seu futuro. Ele pretende dar aulas em colégios e ser treinados de atletismo para descobrir novos talentos do esporte. Ele também escreve poesias e letras de rap e espera ganhar mais visibilidade na cena artística.

crédito das fotos: Vinícius Miranda/Arquivo pessoal

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,079,218FãsCurtir
2,422,376SeguidoresSeguir
20,858SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Após humilhação, motoboy ganha mais de R$190 mil em vaquinha, moto nova e é contratado por agência de marketing

Em menos de 24 horas, batemos a meta da vaquinha na VOAA para ajudar o motoboy Matheus a dar a volta por cima, depois...

Sogro anda de mãos dadas com genro para ajudá-lo a superar medo de sair na rua com o namorado

Fran guarda algumas memórias ruins de um passado recente, quando ele sofreu preconceito por ser homossexual. O jovem foi agredido fisicamente, além de ter passado...

Confeiteira é humilhada por cobrar taxa de entrega de R$2 e recebe apoio de internautas

A confeiteira Ângela Oliveira foi humilhada por uma cliente que se recusou a pagar a taxa de entrega do seu bolo de pote. Na troca...

Vaquinha para motoboy humilhado bate mais de R$100 mil em menos de 24h

Todo mundo acordou ontem precisando engolir a seco a história do Matheus Pires, de Valinho (SP). Vivemos em um país onde ainda há muita indiferença...

Homem raspa cabelo da namorada com alopecia, depois o seu também e ela não aguenta a emoção

Quando a gente escuta que amar não tem limites, a gente fala de gestos como o de Damien! Ele namora Eva Barilaro e, recentemente, os...

Instagram

Jovem que perdeu família para o tráfico vira professor 13