Jovem que perdeu a visão após acidente com carreta cria canal para motivar pessoas com deficiência visual

Já faz seis meses que Felipe Antunes Ferros, 28 anos, sofreu um trágico acidente enquanto voltava de Guarulhos (SP) para São Paulo (SP), quando acabou batendo em uma carreta.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Como consequência da batida, o rapaz ficou totalmente cego. “Conforme o B.O., a carreta estava parada no meio da faixa da direita, sem sinalização nenhuma, e meu carro foi parar debaixo dela. A ferragem foi toda no meu rosto, quebrando todos os ossos da minha face”, relatou ele, que não lembra de nada do acidente.

Jovem que perdeu a visão após acidente com carreta cria canal para motivar pessoas com deficiência visual

Felipe passou um mês e meio internado no Hospital das Clínicas de São Paulo, recebendo alta no dia 12 de julho – foram trinta dias na UTI, sendo 13 em coma induzido, sempre amarrado na cama.

“Não lembro dos dias que passei no hospital, mas minha mãe e meu pai contam que eu me mexia muito e dava muito trabalho para as enfermeiras. Tinha dia que dava golpes de jiu-jitsu nas enfermeiras e no meu pai. Eu também ficava removendo todos os aparelhos que estavam em mim. Estava inconsciente o tempo todo”, disse o rapaz, que mora atualmente com o pai e o irmão em Sorocaba (SP).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Jovem que perdeu a visão após acidente com carreta cria canal para motivar pessoas com deficiência visual

Desde que recebeu alta hospitalar e foi para casa, Felipe têm se adaptado à nova vida: hoje, ele é deficiente visual, perdeu a audição do ouvido direito e ficou com o braço direito disfuncional por conta de uma fratura exposta.

A mudança absolutamente brusca na rotina, que virou outra após aquele fatídico 29 de maio, fez o jovem desenvolver uma depressão profunda.

Além disso, devido à mudança de vida, desenvolveu uma depressão profunda.

Fiquei cego aos 28 anos e assim comecei a enxergar a vida“, disse Felipe, tentando definir tudo que passou nos últimos meses.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Jovem que perdeu a visão após acidente com carreta cria canal para motivar pessoas com deficiência visual

Dividindo experiências

Em meio à recuperação, enquanto tentava reerguer a autoestima, Felipe teve a ideia de criar um canal de vídeos para compartilhar um pouco da sua nova rotina e dividir experiências com outras pessoas que enfrentam situações como a dela.

Os vídeos gravados pelo “cego responsa”, como ele se define, mostram seu dia a dia como pessoa cega e o que ele vem aprendendo sobre a vida nesta nova condição – sempre com bom humor.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“A ideia veio de uma prima minha que trabalha com isso. Quero motivar as pessoas que estão passando por fases difíceis e também me ajudar, trazendo comentários para mim de pessoas que já passaram por algo parecido e superaram”, explicou.

Em cada novo post, Felipe responde a perguntas, tira sarro de acontecimentos engraçados e até explica como foi a primeira vez dele em uma balada após ter se tornado uma pessoa com deficiência visual.

‘Reaprender a viver’

Hoje, o rapaz encara o acidente de trânsito como uma “segunda chance” e busca se cercar de pensamentos positivos nesta nova fase da vida.

“A cegueira é uma limitação complicada, mas tenho certeza que consigo fazer aquilo que me empenhar a fazer. É reaprender a viver. Reaprender a escovar os dentes, ir ao banheiro, comer, sair, curtir, viajar, mas tudo é possível para um cego. Meu maior prazer nisso tudo é continuar escrevendo minha história, só mudei a cor da caneta”, completou.

Assista como foi, na íntegra, o I Prêmio Razões Para Acreditar!

Fonte: Sinal 2 FM
Fotos: Arquivo pessoal

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,234,546SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Para alertar sobre o perigo da desatenção causada pelo celular, mulher de 82 anos ajuda pedestres a atravessar a rua

Para tentar alertar as pessoas sobre o que a desatenção causada pelo uso do celular pode causar, a simpática Dona Vilma, de 82 anos, participou...

Jovens com Síndrome de Down conquistam autonomia

Aprendizado, responsabilidade e autonomia são algumas das conquistas alcançadas pelos jovens

Menino comemora fim do câncer dançando Michael Jackson

Solomon Haufano Jr., um garotinho de apenas 5 anos foi diagnosticado com um câncer de abdômen no ano passado e encaminhado para o Hospital...

Garoto de 6 anos escreve livro e arrecada dinheiro para ajudar amigo doente

O que você faria se descobrisse que um amigo seu sofre de uma doença genética ainda sem cura? Nós adultos sempre acabamos vendo o...

Universidade cria “sala de filhotes” para melhorar desempenho de seus alunos

Um estudo australiano realizado pelo Instituto de Pesquisa Médica Baker revelou que donos de animais de estimação são menos propensos a sofrer com estresse. Foi...

Instagram