Ícone do site Razões para Acreditar

Jovem que chegou a pesar 29kg e ficou entre a vida e morte vence a dengue após 5 anos de luta

Jovem que chegou a pesar 29kg e ficou entre a vida e morte vence a dengue após 5 anos de luta

Por cinco anos, Natacha Sousa ficou entre a vida e a morte após ser diagnosticada com o vírus da dengue, chegando a passar meses inteiros internada no hospital.

Após um tratamento intenso, anos de pós-recuperação e muita luta contra a doença – ela chegou a pesar 29 kg e não tinha forças sequer para levantar da cama, – Natacha conseguiu dar a volta por cima!

Em entrevista ao Razões, ela deu detalhes do diagnóstico e dos meses que se seguiram até vencer a dengue, época em que chegou a ser desacreditada pelos médicos.

Foto: Reprodução / Instagram: @tachinha_1

Confira o relato de Natacha na íntegra:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“O meu problema com a dengue começou no ano de 2015. Assim que eu estava me recuperando, tive outro episódio da doença, em um prazo curto, de mais ou menos 19 dias.

Eu comecei a perder bastante peso: cheguei a pesar 29 kg e aos poucos eu fui percebendo que minhas pernas estavam falhando. E chegou um momento em que eu tentei levantar sozinha e não consegui mais.

Foto: Reprodução / Instagram: @tachinha_1

Foi daí que o problema se instaurou mesmo e eu não consegui mais movimentar minhas pernas e fui para a cadeira de rodas.

Foto: Reprodução / Instagram: @tachinha_1

Em 2016 fiquei internada, que aí foi a situação mais grave do meu problema. E como eu estava muito desnutrida, com 29kg, tive que ficar em acompanhamento. E comecei a usar sonda…

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Foto: Reprodução / Instagram: @tachinha_1

A partir daí meu corpo começou a inchar devido à desnutrição. Eu cheguei até, de tanta água, a pesar 150 kg só de inchaço. E desse inchaço, dessa água que estava no meu corpo, prejudicou o meu pulmão, que sofreu um derrame pleural.

Deu água no pulmão, né? Então tive que drenar. Então esse foi o momento mais crítico da minha situação. Que foi até onde os médicos já não tinham mais pra onde ir, né? Já não tinham esperança de vida pra mim.

Foto: Reprodução / Instagram: @tachinha_1

Eles falavam: ‘Nós já fizemos de tudo, está nas mãos de Deus! Porque para a medicina aqui já não tem mais jeito’.

A única vez que eu desabei mesmo foi no momento em que eu não consegui levantar. Aí eu chorei bastante, mas depois desse dia eu falei pra mim: ‘Não vou chorar, eu vou fazer com que eu mude essa história.

Foto: Reprodução / Instagram: @tachinha_1

Eu vou lutar, eu vou insistir, pra que eu mude essa história. A partir daí eu peguei uma força, não pensei em nenhum momento negativo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Foto: Reprodução / Instagram: @tachinha_1

Sempre pensei positivo, mesmo as pessoas falando ao contrário. Eu sempre tive no fim do túnel uma esperança que tudo no final ia dar certo!

Foto: Reprodução / Instagram: @tachinha_1

A dengue em si, na nossa cabeça é algo simples, né? Vai ficar em recuperação e tal… Mas depois que eu tive esse processo, desse problema, eu me alertei mais, né?

Foto: Reprodução / Instagram: @tachinha_1

As pessoas dão muito descaso, tanto com cuidado, como com o próximo também, né? Cuidar de sua própria casa, cuidar do próximo também. Então eu sempre tento alertá-las”.

Natacha, você é uma imensa inspiração para todos nós! ❤️

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Foto: Reprodução / Instagram: @tachinha_1

E ainda tem gente que não leva a sério a dengue! Vamos fazer nossa parte!

Pessoal, não deixem água parada em casa. Todo cuidado é importante. Se cuidem e cuidem do próximo! ?

Confira o vídeo na íntegra:

Fotos: Reprodução / Instagram: @tachinha_1

Sair da versão mobile