Jovem que venceu transtornos alimentares ajuda outras pessoas a se recuperarem

A jornalista Fernanda Fahel, hoje com 23 anos, desenvolveu transtornos alimentares aos 12. Ela conviveu com a anorexia, a bulimia e também a compulsão durante sete longos anos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quando chegou ao seu peso mais baixo (42kg), Fernanda precisou ser internada. Foi quando ela começou a ter consciência sobre o que estava acontecendo.

“Fiquei tão doente que meus cabelos começaram a cair, minhas unhas não cresciam mais, tinha hipotermia, desenvolvi a anemia e a hipoglicemia, além de ter amenorreia (quando a menstruação é interrompida) e de sentir meu coração bater mais fraco. Fiquei à beira da morte”, conta.

Após se recuperar, ela criou o blog Despedida de Ana e Mia, para ajudar outras pessoas que estão passando pelos mesmos problemas que ela enfrentou no passado.

Em dezembro de 2015, ela também criou um canal no YouTube, o De Bem Comigo, para falar sobre transtornos alimentares como forma de alerta, e abordar a questão da autoestima.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Assista aos vídeos:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,272,726SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Vereadores de Blumenau dispensam carro oficial e celular e pedem passe de ônibus

Vereadores de Blumenau estão adotando medidas para reduzir os gastos públicos inspirados em políticos de Londres.

Após apelo de mãe em redes sociais, ladrão devolve exames da filha com doença rara

Karis ficou tão emocionada que acabou abraçando a pessoa, sem nem pensar que poderia ter sido o ladrão. O coração de mãe falou mais alto.

Empresa oferece mudança gratuita para vítimas de violência doméstica

Infelizmente, mais pessoas reclusas em casa devido ao Covid-19 significa mais casos de violência doméstica. 😞 De acordo com um artigo publicado no renomado jornal...

Game de produção nacional coloca mulher negra e nordestina como heroína

Talvez a pergunta mais frequente dos consumidores de jogos eletrônicos ultimamente seja "onde é que atira mesmo?". Num mercado controlado pelas franquias de jogos...

Como a economia compartilhada de carros pode aproximar as pessoas

Você já ouviu falar sobre “economia compartilhada”? É quando substituímos a compra de um produto pelo acesso a esse produto. O termo pode parecer...

Instagram

Jovem que venceu transtornos alimentares ajuda outras pessoas a se recuperarem 4