Jovem com irmã cadeirante reforma muletas e cadeiras de rodas e doa a quem precisa no PR

Já faz 3 anos que Elizandro Freitas, de Colombo (PR), se voluntaria coletando e reformando cadeiras de rodas, camas hospitalares, muletas e cadeiras de banho usadas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O objetivo é doar os itens reformados às pessoas necessitadas da cidade, que não possuem condições de comprá-los.

Em entrevista ao portal “Rede de Notícias Paranaense”, Elizandro, 33 anos, contou que boa parte dos objetos são descartados ou vendidos como sucata.

Jovem com irmã cadeirante reforma muletas e cadeiras de rodas e doa a quem precisa no PR

Ciente da importância que uma cadeira de rodas ou uma cama hospitalar têm para tantas famílias de baixa renda de Colombo, o rapaz faz questão de correr atrás dos materiais para reforma e a distribuição dos itens recuperados.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A maior parte deles são entregues para famílias com idosos ou pessoas com deficiência. Outros são doados a instituições médicas. Desde o início da pandemia, a demanda aumentou bastante.

Seu trabalho voluntário é fruto de uma missão bastante pessoal: Elizandro tem uma irmã cadeirante que enfrentou muitas dificuldades (e preconceitos) ao longo da vida.

Jovem com irmã cadeirante reforma muletas e cadeiras de rodas e doa a quem precisa no PR

Em primeira mão, o paranaense assistiu a irmã ser vítima da falta de acessibilidade nos estabelecimentos comerciais e da estrutura precária dos espaços públicos.

Por muito tempo, inclusive, a irmã dele não teve uma cadeira de rodas para se locomover. Quando criança, a moça teve paralisia cerebral. Anos depois, o pai de Elizandro também se tornou cadeirante após um derrame. “Eu tinha doze, treze anos, e larguei o carrinho para assumir responsabilidades de homem. E isso acabou me despertando a vontade de ajudar mais as pessoas”, lembrou.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Comecei sozinho, mas hoje alguns amigos me ajudam na divulgação, na arrecadação. Tenho alguns amigos voluntários que ajudam na própria restauração, costura, montagem e pintura dos equipamentos. Também faço aquisição [de equipamentos] com recursos do próprio bolso. Muitas vezes eu compro através de depósitos que compram sucata. Eu encontro cadeiras por 20, 30, 50 reais, às vezes troco por uma cesta básica, e assim vai”, disse.

Jovem com irmã cadeirante reforma muletas e cadeiras de rodas e doa a quem precisa no PR

Nesses três anos de trabalho voluntário, Elizandro estima ter ajudado mais de 100 famílias. “Atualmente eu tenho catalogado em torno de 120 equipamentos. Mas certamente foram mais, pois no início eu não fazia esse registro”, detalhou.

Você pode contribuir com o trabalho do paranaense entrando em contato pelo telefone (41) 99843-2310, que também possui WhatsApp. Sua maior necessidade nas reformas tem sido a solda de alumínio, essencial para revitalizar as sucatas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fonte: Rede Notícias PR
Fotos: Arquivo pessoal

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,258,127SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Bilhete de criança de 7 anos que caiu de bicicleta e riscou veículo viraliza: “Como ficar bravo?” (SC)

Da forma como sabia, o pequeno Benício, de 7 anos, deixou um bilhetinho depois que esbarrou no carro de um desconhecido, em Curitiba (PR)....

O buffet francês que só contrata refugiados para cozinhar pratos típicos de seus países

Por Débora Spitzcovsky Quase 20 mil. Esse é o número de refugiados que chegaram à França apenas em 2015, segundo o The New York Times....

Cachorro cai em rio e é salvo graças a união de cinco pessoas: corrente humana

Em uma pequena cidade no sudeste do Cazaquistão, essa cena mostra que a união faz a força! Um cachorro caiu em um rio com...

Após vaquinha, jovem realizará sonho de estudar medicina na Argentina para atender pessoas carentes de sua cidade (PE)

A Deborah quer muito ser médica! E o que a motiva mais é poder ajudar as pessoas mais necessitadas de Guaranhuns (PE), onde mora....

Instagram