Jovem se solidariza com desconhecido no metrô de Porto Alegre e história viraliza na web

O Walter Karwatzki publicou no seu Facebook um relato sobre um jovem que foi extremamente solidário com um desconhecido no metrô de Porto Alegre. O post teve mais de 70 mil curtidas e mais de 8 mil compartilhamentos. Podemos dizer com toda certeza que é um exemplo para todos nós de desapego a bens materiais e de ajuda ao próximo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Outra noite voltando de Novo Hamburgo, de metrô, este jovem me chamou a atenção por não estar usando uma roupa “quente”, pois a noite estava muito fria. Deu para notar um sotaque muito forte castelhano”, escreveu Walter.

O rapaz é de Pirapólis, cidade que fica a 97 km de Montevidéu, no Uruguai. “Eu quis saber se ele não estava com frio e ele respondeu que sim, mas tinha vindo de Florianópolis e não tinha trazido roupa de frio.”

Na Estação Unisinos, um jovem estudante que parecia estar retornando para casa sentou-se ao lado de Walter e do rapaz. “A mesma pergunta o “uruguaio” fez ao estudante. Não, obrigado, eu não uso pulseirinhas”, conta Walter.

A viagem continuou e, quando o estudante se levantou para desembarcar, ele perguntou ao rapaz se não estava com frio. Já de pé, o jovem deixou a mochila no chão e retirou o blusão que estava por cima da sua camisa para dar ao rapaz.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Na estação Niterói o rapaz estudante desceu e eu e o jovem ficamos a nos olhar. Ele vestiu o blusão com cuidado e ficou me olhando, rindo e balançando a cabeça. Eu não sabia o que dizer.”

Walter ficou se perguntando quem são essas pessoas, ou melhor, anjos, desapegados a bens materiais. “O que faz um jovem agir assim com um semelhante, estranho?”

Ele não conseguiu fotografar o momento que o estudante dá sua blusa para o rapaz se proteger do frio. “Como eu já tinha, sabe-se lá por que, fotografado o jovem uruguaio de camiseta regata, deixei ele se vestir com o blusão que ganhou e o fotografei. Foi até bom eu não ter tentado fotografar o rapaz que deu o blusão, pois anjos não se fotografam”, finaliza.

Leia o relato na íntegra:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Outra noite voltando de Novo Hamburgo, de metrô, este jovem me chamou a atenção por não estar usando uma roupa “quente”, pois a noite estava muito fria. Ele me perguntou se eu gostaria de comprar umas pulseirinhas que ele fazia e eu disse que não. Deu para notar um sotaque muito forte castelhano. Eu perguntei de onde ele era ele respondeu: Pirapólis, Uruguai. Eu disse que conhecia e ele fez uma cara engraçada de espanto. Eu quis saber se ele não estava com frio ele respondeu que sim, mas tinha vindo de Florianópolis e não tinha trazido roupa de frio. Na estação Unisinos entrou outro rapaz que ao que tudo indicava era um estudante retornando para casa, e sentou-se próximo a nós. A mesma pergunta o “uruguaio” fez ao estudante. Não obrigado, eu não uso pulseirinhas. A viagem continuou e o jovem estudante se levantou para preparar o seu desembarque e perguntou ao jovem uruguaio se ele não estava com frio, este respondeu que sim, que estava com “mucho” frio. O rapaz estudante, já em pé, colocou a mochila no chão, tirou a jaqueta em um gesto que jamais eu tinha visto, retirou o blusão que usava por cima de uma camiseta e deu o blusão ao jovem que ficou sem saber o que fazer, assim como eu. Na estação Niterói o rapaz estudante desceu e eu e o jovem ficamos a nos olhar. Ele vestiu o blusão com cuidado e ficou me olhando, rindo e balançando a cabeça. Eu não sabia o que dizer. Na minha cabeça só pensamentos malucos como um anjo que estuda a Unisinos e anda no metrô! Que desprendimento daquele jovem tem com coisas materiais! Quem são estas pessoas? O que faz um jovem agir assim com um semelhante, estranho? Não consegui fotografar o momento que ele tira o blusão. Como eu já tinha, sabe-se lá por que, fotografado o jovem uruguaio de camiseta regata, deixei ele se vestir com o blusão que ganhou e o fotografei. Foi até bom eu não ter tentado fotografar o rapaz que deu o blusão, pois anjos não se fotografam.”

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM







Jovem se solidariza com desconhecido no metrô de Porto Alegre e história viraliza na web 2

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
5,080,475SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

A lista de desejos de um garoto de 4 anos que não sabe se vai chegar no quinto aniversário

Water is Life ajuda a realizar desejos de menino que não sabe se vai sobreviver até os cinco anos devido à falta de água...

Um pai que coloca suas duas filhas em divertidas situações com ajuda do Photoshop

Jason Lee é um fotógrafo americano que originalmente trabalhava apenas com casamentos. Resolveu utilizar suas habilidades profissionais com suas duas filhas, Kristin, de nove...

Pessoas deixam recados em pedras encontradas na areia para desconhecidos

Há dois anos, um menino chamado Antônio, na época com 10 anos, criou um projeto chamado Word Rocks, na Califórnia, onde mora. Ele e a...

“Tive um encontro com a morte”: Homem relata como sua vida mudou ao salvar a vida de um idoso

A maneira que Lucas Felix, do Rio de Janeiro, enxerga a vida mudou completamente depois do que ele vivenciou na última sexta-feira, ao salvar a...

Instagram

Jovem se solidariza com desconhecido no metrô de Porto Alegre e história viraliza na web 3