Jovem supera desemprego mudando de atitude e fazendo novas escolhas

“Mãe solteira, desempregada e sem perspectivas”. Assim era a vida de Aline Pereira há 9 anos, pouco antes de receber o incentivo de um tio para se inscrever no Instituto Ser +.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Eu me sentia desanimada, era uma menina sem experiência profissional e com medo do mundo. Era muito tímida, insegura. Naquela época, certamente, se alguém me desse uma oportunidade de trabalho não teria aproveitado a chance. Estava muito confusa, não sabia como lidar com os desafios da vida, como a gravidez inesperada”.

Mesmo sem muita convicção de que o curso indicado pelo tio poderia mudar o  destino dela, decidiu tentar. Frequentou o Instituto Ser + por cinco meses e ganhou outra visão sobre o futuro. “Foi como se uma janela tivesse se aberto sob meus olhos, percebi que é muito importante fazer escolhas, porque não é o mundo que escolhe o nosso caminho, somos nós mesmos que vamos construindo a nossa trajetória aos poucos, passo a passo.”

No final do curso, Aline teve a oportunidade de passar por um processo seletivo para trabalhar na operadora Nextel. “Não davam garantia de emprego, mas era uma chance. Fiz a entrevista e, felizmente, fui contratada. Passei a ganhar mais do que o dobro do que eu ganhava no trabalho anterior”, contou.

A carreira que teve início como analista de atendimento não demorou a decolar. Em dois anos e meio, já era líder de loja. “Nunca poderia imaginar que um dia estaria liderando uma equipe, participando de reuniões importantes, tomando decisões.” Logo depois, Aline deu o segundo passo: entrou na faculdade e se formou em Gestão Comercial.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Hoje, incentivo a todos para que não desistam de lutar, de encontrar um caminho. Incentivei meu filho também a fazer o curso no Instituto Ser +. Ele, que sempre foi um rapaz muito fechado e tímido, já está trabalhando, inclusive, fazendo apresentações de projetos para a diretoria da empresa. É maravilhoso vê-lo superar os próprios desafios. Acredito que faltam entidades que façam esse tipo de trabalho no Brasil, que estendam as mãos para quem precisa de oportunidade. Eu tive a sorte de encontrar quem estendesse as mãos pra mim. E sou muito grata por isso.”

Aline Pereira é ex-aluna do Instituto Ser +.

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,495,414SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Mulher doa R$ 55 mil para professores comprarem material escolar

Uma mulher desconhecida doou 55 mil reais para professores de uma cidade americana comprarem material escolar.

Após esposa fazer cesárea, marido coloca cartaz sincero no carro e viraliza

O paranaense Julian José Signoratti, morador de Cascavel, no oeste do estado, escreveu um consciente cartaz e pregou na traseira de seu carro com...

Jovem da Rocinha troca festa de aniversário por doações para desabrigados

Flora completou 19 anos recentemente. Moradora da Dionéia, na parte da alta da Rocinha, no Rio de Janeiro, ela conta que no mês de...

Menina indígena de 13 anos é nominada para ‘Nobel infantil da Paz’

Autumn Peltier, aos 13 anos, acaba de ser indicada para o Global Children’s Peace Prize, considerado o ‘Nobel infantil da Paz’.

[VÍDEO] Ele teve as duas pernas amputadas por infecção e hoje, recuperado, inspira internautas

Em 2019, Felipe Martins Tressoldi foi diagnosticado com uma gripe gravíssima associada à pneumonia bacteriana. Ele passou 120 duas internado na CTI do Hospital...

Instagram