Jovem transforma pneus usados que iriam para o lixo em móveis cheios de vida

Uma jovem tem dado um novo destino a objetos que estavam no lixo e construído móveis incríveis e cheios de personalidade, com cores vibrantes!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Desde 2018, Ramatoulaye Tchico Bangoura, da Guiné Africana, desenvolve um trabalho de reciclagem em parceria com a amiga, Alioune Doucoure.

jovem transforma pneus usados lixo móveis cheios de vida

Sabia que agora o Razões tem um livro? O Que Eu Aprendi Até Agora – 50 Conselhos Inspiradores Para Uma Vida Cheia de Razões Para Acreditar! está em pré-venda até 15/08. Comprando o seu exemplar agorra, ganhe um brinde especial + frete grátisclique aqui.

A iniciativa transforma pneus retirados do lixo e de terrenos baldios em linhas de mobiliário, calçados e acessórios funcionais e coloridos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ramatoulaye e Alioune lavam, cortam e remodelam os pneus, convertendo-os em composições de madeira, tecidos, couro e cola. O resultado final são peças que podem ser usadas para decoração de ambientes externos e internos.

jovem transforma pneus usados lixo móveis cheios de vida

De acordo com Alioune, na empresa formada pela dupla, são fabricados desde pufes simples para o quarto até mobiliário para sala de estar, cadeiras para o terraço, jardim e espaço familiar.

Elas querem retirar o máximo de pneus das ruas quanto possível. “A importância deste trabalho é para a luta contra a poluição e degradação ambiental no meu país. Minha cidade é insalubre e não recebemos ajuda do Estado para o nosso trabalho. Eu realmente gostaria de ajuda neste trabalho, pois ele contribui para tornar a cidade mais limpa e com menos poluição”, destaca.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Alioune conta que tudo começou em sua comunidade local, quando ela fazia os móveis improvisados por diversão.

Não demorou muito para o hobbie virar negócio, que elas agora pretendem expandir para vender para o mundo inteiro.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Começamos em uma creche privada em Dakar, onde criei um jardim todo decorado com pneus desgastados. Ficou lindo e criei alguns móveis para vender, começamos a divulgar o trabalho no Facebook e, em uma semana, eu tinha uma linha de produtos”, lembra.

As artesãs fabricam cerca de 2 a 3 móveis por dia. Quando os pedidos são em massa, elas chegam a produzir 10 a 15 pufes. Em breve, o ateliê deverá recrutar novos artesãos, aumentando ainda mais sua produtividade. ✨

Assista também:

Fonte: Nation
Fotos: Arquivo pessoal

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,238,290SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Filho de Susan Sarandon usa vestido e ela acha ótimo

Além de talentosa, simpática, inteligente e inspiradora, Susan Sarandon é uma defensora da causa LGBT. Aos 68 anos, ela é ativista na ONG The Trevor Project, que...

Paciente terminal está curado do câncer graças a método 100% brasileiro

O mineiro Vamberto, 63 anos, vai ter alta após ser submetido a uma terapia genética realizada pela primeira vez na América Latina. Ele tinha...

Universidade em RS dá bom exemplo e faz sua primeira colação de grau totalmente inclusiva

A realização da colação de grau é obrigatória para todos os estudantes que se formam na universidade e vão pegar o seu diploma. Mas...

Universidade Federal de Roraima (UFRR) tem o primeiro reitor indígena do Brasil

O novo reitor será importante para ampliar o acesso dos povos indígenas no ensino superior do país, na graduação e pós-graduação. “Queremos, com muito diálogo e com uma gestão compartilhada, trabalhar para ampliar o ensino superior para os povos indígenas”, afirma o reitor.

Dentista brasileiro é reconhecido mundialmente por resgatar sorriso de pessoas carentes de graça

Percorrendo o Brasil todo e o mundo, o dentista devolve a pessoas carentes o sorriso no rosto!

Instagram