Jovens derrubam empadas no trem do Rio e passageiros se mobilizam para eles não ficarem no prejuízo

Vou te contar uma coisa que talvez já tenha passado pela sua cabeça: em certas ocasiões, sentimos ‘vergonha’ de ser solidários, principalmente, em lugares onde tem muita gente. Pode ser uma impressão errada, mas não é o que mostra o relato do Marcos Rodrigues.

Ouça essa história e se emocione! Clique no play acima!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ele escreveu no Facebook uma experiência que prova por A + B que o primeiro passo mobiliza outras pessoas. Marcos estava num vagão de trem onde havia dois rapazes vendendo empadas a 1 real cada.

Quase ninguém comprou as empadas. Os jovens foram para outro vagão na tentativa de vender as empadas para um centro de recuperação de viciados em drogas. “Pouca gente comprou empada no vagão em que estou, se não me engano apenas duas pessoas”, escreveu Marcos.

Relacionado: Fãs arrecadam dinheiro para vendedora que perdeu mercadoria em show do Coldplay

“Então os rapazes passaram para outro vagão e por volta de 10 minutos depois voltaram. As empadas estavam em uma caixa de papelão grande […] Infelizmente essa caixa abriu o fundo e caiu umas 25 empadas no chão, e por consequência veio todas elas abrirem e se espatifaram. Os rapazes instantaneamente ficaram com uma fisionomia de decepcionados mas quanto as empadas caíram não puderam fazer nada.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Marcos lembrou que tinha 4 reais no bolso e decidiu ajudar os vendedores ambulantes, para diminuir o prejuízo. O que ele não imaginava é que aquele gesto de empatia “se multiplicaria e mais de 30 pessoas fariam o mesmo”. “Foi algo incrível, minha vontade foi comemorar cada nota de 2, 5, 10 e até 20 reais que chegavam até a mão deles”, lembra Marcos.

Em conversa com o Razões, Marcos disse que a repercussão do post está sendo surpreendente, e que espera que as pessoas tenham a vida transformada depois de ler o que aconteceu.

Demais, né? Só precisamos dar o primeiro passo. 😉

Depois da repercussão gigantes, ele disse:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Não imaginei que essa postagem tomaria tamanha proporção, fico feliz por ter alcançado tantos corações e vê a quantidade de pessoas que no meu lugar fariam o mesmo.

Sempre uso o facebook pra reclamar muito das minhas viagens no trem, e nada mais justo do que usar também para falar de coisas boas.

Minha intenção não foi me aparecer e nem me engrandecer, até porque eu não fiz nada sozinho.

Faça o bem as pessoas com o coração puro, faça o bem porque fazer o bem é bom e justo, a sua maior recompensa será a gratidão e o sorriso no rosto de quem você ajudou!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

E não se esqueçam de compartilhar o bem, vivemos tão contaminados e cercados de coisas ruins que às vezes deixamos de testemunhar o bem que é o que nos move.”

Foto: Marcos Rodrigo – Reprodução autorizada

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,778,819SeguidoresSeguir
23,895SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Morador de rua que quis repartir prêmio da loteria agora ganha um novo lar

Acredito que muitos de vocês lembram quando postamos em março deste ano sobre um vlogger do Youtube que deu $ 1,000 dólares para um...

Cegonha voa 13 mil quilômetros todos os anos para ver sua companheira ferida

Todo mês de agosto, a cegonha macho Klepetan deixa sua companheira, Melena, em Brodski Varoš, na Croácia, para migrar rumo ao sul da África: são 13 quilômetros de distância de uma ponta a outra!

Menina apaixonada por animais salva pintinho e amizade inusitada chama atenção nas redes sociais

A relação de amor entre crianças e seus animais de estimação sempre nos rende boas histórias! A gente conheceu, dessa vez, a história da adolescente...

‘Smith dos Panos’: jovem se reinventa na crise, passa a vender frutas e dá aula de empreendedorismo

Junior de Oliveira Medeiros, ou simplesmente Smith dos Panos, é “correria”, não para nunca. Mas, infelizmente, as vendas de panos de chão e prato...

Estudante canadense dá aula de inglês para moradores de rua no Rio de Janeiro

Enquanto muitos brasileiros passam por moradores de rua como se eles nem estivessem lá, a canadense Melina Cardinal, de 21 anos, senta no chão com eles três...

Instagram

Jovens derrubam empadas no trem do Rio e passageiros se mobilizam para eles não ficarem no prejuízo 3