Juiz abre mão de aumento salarial ‘até que se estabilize a situação econômica do nosso país’

Ganhar um aumento no salário é motivo de muita alegria, não é mesmo? Não, pelo menos para o juiz Luiz Guilherme Marques, titular da 2ª Vara Cível de Juiz de Fora, Minas Gerais.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Na última quinta-feira (2), o Congresso Nacional aprovou um aumento salarial para os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), mas como a Constituição Federal vincula o vencimento dos magistrados ao que é pago em Brasília, juízes federais, estaduais e desembargadores também serão beneficiados.

O aumento será concedido em duas parcelas – este mês e em janeiro. Os valores vão variar entre R$ 30.404,47 e R$ 33.689,15. Porém, o juiz Luiz Guilherme Marques abriu mão do novo contracheque no documento que viralizou na web esta semana “por convicção pessoal”.

13390839_1114393975265331_520093647_n

“Eu, Luiz Guilherme Marques, Juiz de Direito da 2ª Vara Cívil de Juiz de Fora, requeiro que a remuneração concedida aos magistrados não seja creditada mensalmente na minha conta bancária, por convicção pessoal, até que se estabilize a situação econômica do nosso país”, diz o documento.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com informações do Estado de Minas

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,847,081SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Mulher palestina faz jardim usando granadas da Guerra

Os confrontos entre Israel e Palestina parecem não ter fim, porém, muitas pessoas dessas regiões afetadas pela guerra já estão cansadas de tudo isso....

Gari e lutadora profissional, atleta de Guarapari vence brasileiro de jiu-jitsu

Aos 32 anos de idade, a lutadora de jiu-jitsu Juliana de Araújo tem muito a comemorar. Ela conquistou a medalha de ouro no campeonato...

Arquitetos reformam casas de moradores da favela de Heliópolis, em São Paulo

As famílias recebem visitas técnicas para a elaboração do diagnóstico, definição da obra a ser executada e apresentação do orçamento.

Pai constrói “cadeira de bicicleta” para filho com paralisia cerebral

A fusão de uma bicicleta e uma cadeira de rodas dá movimento às pernas do menino, que não pode andar.

Instagram