Juiz gay faz história e apita a final da Copa do Mundo de Rugby

Nigel Owens assumiu que é homossexual em 2007. O galês apitará a final da Copa do Mundo de Rugby entre Nova Zelândia e Austrália, neste sábado, 31, às 16h.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Owens é um dos melhores e mais respeitados árbitros do esporte. Ele está no seu terceiro mundial e fará história ao apitar a final de uma das maiores competições do mundo.

Para o espanto de muitas pessoas, que associam o rugby à truculência, a comunidade do esporte sempre o respeitou. ‘Minha vida mudou, minha arbitragem mudou. Se tem uma coisa que apitar exige, é que você esteja completamente concentrado nos 80 minutos. Se algo está mexendo com a sua cabeça, atrapalha. Um árbitro feliz é um árbitro bom’, disse ao site oficial do torneio.

Foto de capa: Divulgação

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,855,215SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Embrapa promove curso gratuito que ensina a montar hortas em casa

A Embrapa - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - abriu inscrições online para um curso gratuito sobre o plantio e cultivo de hortas em...

Cãozinho com deficiência brilha em ensaio fotográfico de gravidez de sua dona

Um cãozinho que perdeu as patas dianteiras por negligência dos seus antigos donos após um acidente doméstico foi adotado por uma nova família e...

Homem coloca casa à venda para continuar a dar aulas de tênis a crianças carentes em PE

Este projeto busca formar atletas éticos e com valores que possibilitem ao jovens crescerem longe das ofertas das ruas e da criminalidade.

Saiba como esta líder feminista do Malawi fez para anular mais de 850 casamentos infantis

Os dados são assustadores: mais da metade das mulheres em Malawi, na África, acabam se casando antes dos 18 anos. Quando, há treze anos, Theresa Kachindamoto...

Documentário mostra pessoas que mudaram radicalmente de profissão e são mais felizes

Conheça a história de três pessoas que largaram o seu trabalho convencional para seguir um mais "alternativo", diferente do que nossa sociedade espera, mas...

Instagram