No RS, juiz recusa auxílio-moradia e ajuda a cuidar de praça pública

O auxílio-moradia dos funcionários do judiciário é polêmico e vem sendo bastante discutido, mas Celso Karsburg, um juiz de Santa Cruz do Sul – RS, já tomou sua decisão. Em 2014 ele recusou o auxílio-moradia, dizendo que a verba era imoral, indecente e antiética e, recentemente, ele foi fotografado cuidando da Praça pública Ernesto Frederico Söhnle, em Santa Cruz do Sul.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Pelo menos uma vez por semana ele sobe em um cortador de grama e apara a grama desta praça. Na semana passada um vizinho fez uma foto dele cuidando da praça e postou nas redes sociais, o que fez com que a imagem rapidamente viralizasse.

O juiz disse que a praça estava completamente abandonada e isso o incomodava muito, até que ele com a ajuda de alguns moradores do bairro decidiram “adotar” o espaço e dar vida nova, há 3 anos. Ele usa um trator que fica em um campo de futebol lá perto e costuma separar 2 horas de todas as sextas-feiras para cuidar do local. Além disso, com o auxílio da prefeitura, eles construíram uma calçada a plantaram algumas flores.

Uma notícia que faz a gente pensar no verdadeiro espírito de comunidade!

No RS, juiz recusa auxílio-moradia e ajuda a cuidar de praça pública 2

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com informações de GauchaZH

Foto: Luis Leandro Grassel

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,768,429SeguidoresSeguir
23,246SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Menina acorda às 5 da manhã para decorar a sua rua com votos de alegria

Em uma missão pessoal de trazer um pouquinho de alegria para seus vizinhos, a britânica Zoe Green resolveu acordar às 5 horas de uma manhã de...

Cachorro de Kid Vinil vai a velório se despedir do músico e emociona a todos

Já publicamos algumas vezes aqui no Razões sobre histórias de cães que mostram toda sua fidelidade e amor aos donos, como nessa de um...

Moradores de rua ganham dia de beleza e kits de higiene em Goiânia

“Levar mais que cuidados básicos para a população carente, mas também dar um pouco de carinho para essas pessoas que tem uma vida tão restrita”, afirma a idealizadora do projeto.

Transexual supera abuso do pai, abre sua própria marcenaria e quebra barreiras

Conheçam a Nilce Clayr, que cresceu no interior de São Paulo e tem uma história que é exemplo de perseverança. Com um histórico familiar bastante difícil,...

Ao invés de multar jovem com veículo irregular, policial o leva até entrevista de emprego

Ao invés de multar um jovem que dirigia um veículo em estado irregular - e que estava o usando para chegar até uma entrevista...

Instagram

No RS, juiz recusa auxílio-moradia e ajuda a cuidar de praça pública 4