Juíza perdoa dívida de pai que largou tudo para cuidar da saúde do filho

A juíza Anne Karina Stipp Amador da Costa, titular da Vara do Sistema Financeiro de Habitação de Curitiba, perdoou a dívida de um pai, então mutuário da Caixa Econômica Federal (CEF), que largou tudo para tentar salvar a vida do filho que sofre de uma doença rara.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A dívida de Adolfo Guide com a Caixa Econômica Federal foi paga com os valores das penas pecuniárias da Vara Criminal de Curitiba. Formado em engenharia mecânica, Guide abdicou da profissão em 2001, quando descobriu a doença de seu filho, Vitor Guide.

O rapaz possui uma doença chamada Gangliosidose Gm1, caracterizada pela falta de uma enzima fundamental para a reposição de células cerebrais.

Enquanto o pai buscava uma cura para a doença, as prestações da casa, cerca de R$ 500, foram se acumulando. Depois de encontrar uma maneira para controlar o problema, Adolfo tentou voltar para o mercado de trabalho, mas não teve sucesso.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Não me arrependo do que fiz. Conseguimos salvar o Vitor, que é o único no mundo a superar os 11 de vida com essa doença”, disse a juíza.  Adolfo voltou a trabalhar por conta própria, em uma oficina improvisada no espaço em frente à sua casa, onde mora desde 1996.

Sensibilizada com a história do pai que se endividou por um bem maior, a juíza Anne Karina encaminhou um ofício para a Vara Criminal de Curitiba, solicitando a utilização de recursos do órgão para possibilitar uma conciliação no âmbito do Sistema Financeiro de Habitação.

Após um longo processo, que envolveu juízes federais, Ministério Público Federal, conciliadores e procuradores da CEF, foram disponibilizados valores decorrentes de depósito de prestações pecuniárias e suspensão condicional da pena – valores pagos por pessoas condenadas na Justiça – para a quitação da dívida de R$ 48, 5 mil.

“É um caso excepcional. Sentimos que ele não teria outra alternativa para quitar a dívida. Ele abriu mão da carreira profissional para cuidar do filho. Como ele também trabalha com a oficina mecânica, se perdesse o imóvel, além da moradia, perderia também sua fonte de renda.”

Anne Karina afirmou que a conclusão do caso abre precedentes para que outros processos que envolvam peculiaridades parecidas também tenham o mesmo desfecho.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O caso aconteceu em 2010, mas ganhou repercussão nacional recentemente, depois que o vídeo de uma reportagem sobre o caso foi compartilhado no Facebook. O vídeo já tem mais de 1 milhão de visualizações e mais de 53 mil compartilhamentos. Confira:

Conheça a história da juíza que prioriza processos de adoção “para não deixar nenhuma criança sem lar” aqui.

Fonte: Tribuna do Paraná/Foto de capa: Programa Via Legal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,850,069SeguidoresSeguir
24,964SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Prefeitura devolve dinheiro de imposto para moradores nos EUA

A prefeitura de Middleton, na Pensilvânia, arrecadou mais dinheiro que o previsto.

Homem arrisca a própria vida para salvar mais de mil cães em Festival de Carne de Cachorro na China

O americano Marc Ching, fundador da “Animal Hope and Wellness Foundation”, e sua namorada, salvaram mil cães que seriam mortos para servirem de comida durante...

Preso injustamente perdoa mãe que o acusou de assassinato

Um ato de grandeza e humildade de um jovem preso injustamente, acusado de assassinato, emocionou pessoas de todo o país neste último domingo, 27. Leonardo...

Experiência com voluntariado pode te ajudar a conseguir primeiro emprego

Além da experiência, as empresas valorizam profissionais que atuaram em ações de impacto social.

Evangélicos vendem água e doam dízimo para construir casa para família necessitada

A humilde casinha instalada numa comunidade carente de Juiz de Fora (MG) tinha grandes rachaduras e estava prestes a cair. Infelizmente, mesmo com os esforços dos voluntários, a obra está parada.

Instagram

Juíza perdoa dívida de pai que largou tudo para cuidar da saúde do filho 2