Juventude Negra promove debate sobre inclusão nas empresas

Clique e ouça:

Durante um dia inteiro, mais de 100 jovens estudantes participaram de um Day Experience com profissionais da Bayer e outros convidados. O Juventude Negra chegou à 3ª edição com programação que incluiu roda de conversa sobre a temática racial em ambientes corporativos e uma dinâmica de Hackathon, que propõe soluções para ampliar a inclusão e a diversidade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A iniciativa foi criada em 2017 e tem o objetivo de debater práticas de inclusão nas grandes organizações. A ação, pioneira em proporcionar encontros de universitários negros nas empresas, tem o protagonismo de pessoas negras como pilar. O encontro, no dia 21 de maio, também proporcionou a difusão de temas de interesse entre coletivos negros, promovendo um espaço de diálogo sobre juventude, negritude e sociedade, além de propor soluções para inclusão racial nas organizações.

O evento também contou com a participação de convidados ligados às temáticas raciais, que, além de aquecer o diálogo, ainda contribuíram com insights e reflexões entre os participantes. Ana Paula Xongani esteve presente no evento. A estilista, mãe, empresária, produtora de conteúdo e mulher preta – como ela mesma faz questão de destacar – também é uma influenciadora digital que alcançou o sucesso e sempre buscou seu espaço de representatividade. Hoje, com quase 80 mil seguidores no Instagram e mais de 70 mil inscritos no YouTube, Ana Paula gosta de se definir como seu ativismo afetivo.

juventude negra debate inclusão ambientes corporativos
Ana Paula Xongani. Foto: Divulgação

Quando questionada sobre como se sente em relação a sua trajetória, conquistas e aos espaços que conseguiu abrir ao longo do caminho, Ana Paula Xongani afirma que a luta pela representatividade caracteriza o seu existir, além de demonstrar uma forma de resistência.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“É nosso dever investirmos parte da nossa vida para continuarmos a luta, fortalecermos nossa resistência e nunca podemos esquecer da importância de existir. Não podemos nos conformar em fazer o dobro para conseguir metade. Mais do que resistir, eu quero existir. Eu quero todo o potencial de existir.”

Ivair Santos, executivo da Secretaria de Saúde de São Paulo, também compartilhou sua experiência e seu conhecimento em ciência política, relações internacionais e sociologia, com ênfase em direitos humanos. Ivair aproveitou a ocasião para lembrar o contexto histórico que impacta a sociedade atual.

juventude negra debate inclusão ambientes corporativos
Foto: Divulgação

“Muito foi feito antes de nós. Temos história, muita história. Temos homens e mulheres negros que deram sua vida para estarmos aqui hoje. É fundamental enfrentarmos o desafio de não sermos maioria em um ambiente organizacional.”

A ação faz parte dos projetos desenvolvidos pelo Comitê de Diversidade da Bayer, composto por diferentes grupos de afinidade que abordam questões LGBTQ+, de gênero, pessoas com deficiência e gerações, além do BayAfro. Os grupos têm como foco as práticas e as estratégias específicas para conscientização, inclusão e igualdade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com informações da Assessoria

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,071,618FãsCurtir
2,422,376SeguidoresSeguir
20,109SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Desconhecidos dão vida nova a idoso que recebeu arroz com ração de cachorro para comer

A história de seu José Adan começou triste, mas terminou muito feliz. Ele é um senhor idoso que vive em situação de rua e...

Yaci e Yara, filhas de quilombolas, são capa da Marie Claire

Dona Maria Santana deve estar orgulhosa, afinal, suas duas filhas gêmeas, Yaci e Yara, estão conquistando o mundo da moda com sua beleza estonteante...

Em apenas 24h, vaquinha para menino que cuida sozinho da mãe doente arrecada mais de R$277 mil

Genteeee, que alegria! Em menos de 24h, batemos a meta da vaquinha para comprar uma casa para o menino José, 15 anos, a mãe...

Menino de 15 anos, que cuida sozinho da casa e da mãe doente, comove desconhecidos e ganha vaquinha

Quinze anos e já com a responsabilidade de um chefe de família. Essa é a idade do José, sozinho, o adolescente cuida da mãe...

Desempregado investe último dinheiro pra aprender, fazer e vender pudim em SP: negócio decolou após desabafo!

Dá água na boca, não dá? Eu sou suspeito, amo pudim, mas teve gente que pediu o pudim ‘cenográfico’ do Jonas, só que não...

Instagram

Juventude Negra promove debate sobre inclusão nas empresas 13