Juventude Negra promove debate sobre inclusão nas empresas

Clique e ouça:

Durante um dia inteiro, mais de 100 jovens estudantes participaram de um Day Experience com profissionais da Bayer e outros convidados. O Juventude Negra chegou à 3ª edição com programação que incluiu roda de conversa sobre a temática racial em ambientes corporativos e uma dinâmica de Hackathon, que propõe soluções para ampliar a inclusão e a diversidade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A iniciativa foi criada em 2017 e tem o objetivo de debater práticas de inclusão nas grandes organizações. A ação, pioneira em proporcionar encontros de universitários negros nas empresas, tem o protagonismo de pessoas negras como pilar. O encontro, no dia 21 de maio, também proporcionou a difusão de temas de interesse entre coletivos negros, promovendo um espaço de diálogo sobre juventude, negritude e sociedade, além de propor soluções para inclusão racial nas organizações.

O evento também contou com a participação de convidados ligados às temáticas raciais, que, além de aquecer o diálogo, ainda contribuíram com insights e reflexões entre os participantes. Ana Paula Xongani esteve presente no evento. A estilista, mãe, empresária, produtora de conteúdo e mulher preta – como ela mesma faz questão de destacar – também é uma influenciadora digital que alcançou o sucesso e sempre buscou seu espaço de representatividade. Hoje, com quase 80 mil seguidores no Instagram e mais de 70 mil inscritos no YouTube, Ana Paula gosta de se definir como seu ativismo afetivo.

juventude negra debate inclusão ambientes corporativos
Ana Paula Xongani. Foto: Divulgação

Quando questionada sobre como se sente em relação a sua trajetória, conquistas e aos espaços que conseguiu abrir ao longo do caminho, Ana Paula Xongani afirma que a luta pela representatividade caracteriza o seu existir, além de demonstrar uma forma de resistência.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“É nosso dever investirmos parte da nossa vida para continuarmos a luta, fortalecermos nossa resistência e nunca podemos esquecer da importância de existir. Não podemos nos conformar em fazer o dobro para conseguir metade. Mais do que resistir, eu quero existir. Eu quero todo o potencial de existir.”

Ivair Santos, executivo da Secretaria de Saúde de São Paulo, também compartilhou sua experiência e seu conhecimento em ciência política, relações internacionais e sociologia, com ênfase em direitos humanos. Ivair aproveitou a ocasião para lembrar o contexto histórico que impacta a sociedade atual.

juventude negra debate inclusão ambientes corporativos
Foto: Divulgação

“Muito foi feito antes de nós. Temos história, muita história. Temos homens e mulheres negros que deram sua vida para estarmos aqui hoje. É fundamental enfrentarmos o desafio de não sermos maioria em um ambiente organizacional.”

A ação faz parte dos projetos desenvolvidos pelo Comitê de Diversidade da Bayer, composto por diferentes grupos de afinidade que abordam questões LGBTQ+, de gênero, pessoas com deficiência e gerações, além do BayAfro. Os grupos têm como foco as práticas e as estratégias específicas para conscientização, inclusão e igualdade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com informações da Assessoria

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,050,469FãsCurtir
2,191,217SeguidoresSeguir
17,217SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Homem com deficiência humilhado por atraso de salgados se surpreende com apoio: “o telefone não para”

Coisa mais linda essa corrente de solidariedade, o Rafael tá sem acreditar! Rafael foi humilhado por um cliente que não aceitou o atraso da sua...

Cãozinho é reprovado em treinamentos da polícia por ser ‘dócil demais’

E essa carinha de: "Alguém brinca comigo, por favor!"?

Vendedor de salgados é humilhado e recebe ajuda de vaquinha que bate R$70 mil em 24h

Rafael, que só tem uma das mãos, foi humilhado por cliente que não aceitou o atraso da sua encomenda de salgados.

“Eu quito!”, diz Tatá Werneck para seguidora que desabafou sobre dívidas na pandemia

A Tatá Weneck se ofereceu para pagar as dívidas de uma seguidora depois que ela postou um meme no seu Instagram. O meme é uma...

Jovem ‘zombada’ por vender sacos de lixo para ajudar a mãe não abaixa a cabeça

A estudante de enfermagem Clara Soares, 18 anos, vende sacos de lixo e panos de chão em Ceilândia (DF) para ajudar a mãe. Enquanto batia...

Instagram

Juventude Negra promove debate sobre inclusão nas empresas 13