Karaokê de Campinas (SP) não cobra entrada e garante comida e bebida à vontade para crianças de orfanato

A Letícia Pires é voluntária em um orfanato em Campinas (SP) e resolveu levar as crianças para o Karaokê. Ao saber da história, o dono do estabelecimento não cobrou nenhuma entrada.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia também: Para a principal causa de demência infantil, o diagnóstico precoce é tão importante quanto o tratamento

E não satisfeito com esse ato de bondade, o proprietário deu comida e bebida para a turma de graça. “Chegamos lá, quase desistimos. Ia ficar difícil pagar a entrada de tantas crianças + a da mãe social + as nossas”, relatou Letícia no seu Facebook.

Letícia disse que não sabia o que fazer na hora, mas decidiu entrar mesmo assim, pois tinha prometido para as crianças uma noite de muita desafinação e gargalhadas. Quando já era quase hora de ir embora, Letícia foi acertar a conta no caixa, na esperança de conseguir um desconto. “Não rolou muito, não”.

Leia também: Menina pede para comemorar aniversário com crianças de orfanato

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mas aí perguntaram pra ela quem eram aquelas crianças tão animadas. Letícia explicou que eram crianças de um orfanato e pediram pra ela aguardar um minutinho. De repente, começa a chegar uma porção atrás da outra na mesa onde estavam. Como o dinheiro era curto, as crianças não tinham comido.

“Além dos refris, sanduíches e, o melhor: os sorrisos e o carinho da equipe do karaokê.”

Leia também: Família adota irmãos que viviam em orfanatos e seriam separados

Além de não cobrar a entrada e garantir comida e bebida à vontade, o dono do Aloha Karaokê Campinas pediu para as crianças voltarem mais vezes pra animar o salão! Demais, né?!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“29.07.2018: resolvi levar as crianças da casa lar (quase = orfanato) que frequento para uma atividade diferente. Queria proporcionar um momento gostoso para eles e celebrar a chegada de mais 3 crianças na casa. Chamei minha amiga que também frequenta a casa comigo e lá fomos nós de Uber para levá-los a um karaokê pela primeira vez.

Chegando lá, quase desistimos. Ia ficar difícil pagar a entrada de tantas crianças + a da mãe social + as nossas. Não estava em um momento financeiro favorável.
Ficamos ali na porta sem saber muito o que fazer, até que decidi: “eu inventei essa história, já estamos aqui, vamos dar um jeito de pagar! Elas merecem!”

Tivemos uma noite de muitas risadas, afinamos e desafinamos juntos, teve coral com a platéia, palmas, coreografias..

Quando faltava pouco para irmos embora (afinal, as crianças começavam a sentir fome), fui ao caixa para acertar tudo, ver se rolava um desconto. Não rolou muito, não.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Aí me perguntaram quem eram aquelas crianças tão animadas.
Quando contei, me pediram: “você pode esperar um minutinho?”
Esperamos.

Daqui a pouco, começa a sair porções e porções da cozinha indo direto para nossa mesa. Além dos refris, sanduíches e, o melhor: os sorrisos e o carinho da equipe do karaokê.

Nos disseram que o dono não só decidiu não cobrar as nossas entradas como também nos dar comida e bebida à vontade. E nos convidou a voltarmos sempre para animar o salão! Isso não é lindo demais?

Ontem foi a terceira vez que fomos lá.
Decidimos comemorar o meu aniversário cantando.

E é um baita presente saber que no mundo existem pessoas tão maravilhosas quanto à equipe do Aloha Karaokê Campinas. Obrigada Luiz Kikuchi, Maria Lucia, Cristina, Karina e todo mundo que nos proporciona momentos tão felizes por aí! @df_reina #razoesparaacreditar #gratidão

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

crédito da foto: Reprodução/Facebook Letícia Pires

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,020,252FãsCurtir
2,152,175SeguidoresSeguir
11,488SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jovens e agricultores se unem e abrem bibliotecas na zona rural da Paraíba

Eu já estou apaixonado por essa história antes mesmo de começar a contar pra vocês. Esse é um exemplo de que a união entre...

Após alagamento, vaquinha arrecada R$117 mil e idosos ganharão um lar novo (BA)

Os velhinhos da Casa de Idosos Giuseppe Aras, em Itabela (BA), vão ganhar um lar novo! O asilo onde os 34 idosos moravam ficou alagado...

Pescadores salvam 5 tartarugas marinhas presas em rede de pesca

Na praia de Araranguá, em Santa Catarina, o que tinha tudo para ser apenas mais um dia normal para alguns pescadores, transformou-se em uma...

Batismo de bebê conta com bençãos de familiares católicos, espíritas, evangélicos e umbandistas

Quando completou três meses de vida, o pequeno Iago recebeu as bençãos de sua família, cada qual à sua maneira: uma avó é católica,...

Itália começa a sair do confinamento com reabertura de comércio e igrejas

Hoje (18) o dia amanheceu diferente na Itália. Amanheceu “lindo e excitante” como descreveu um barman de Roma. Após dez semanas de portas fechadas, lojas,...

Instagram