Keylor Navas, goleiro do PSG, abriga 30 refugiados ucranianos em sua própria casa

0
879
Keylor Navas goleiro do PSG abriga refugiados ucranianos em casa

Enquanto milhares de famílias ucranianas deixam seu país para fugir do conflito com a Rússia, pessoas de outras nações que fazem fronteira ou estão próximas à Ucrânia têm feito sua parte para abrigar filhos, pais e avós refugiados.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O goleiro Keylor Navas, 35 anos, estrela do Paris Saint-Germain (PSG), é uma dessas pessoas.

Desde o início do conflito, em 24 de fevereiro, Keylor abrigou 30 refugiados ucranianos em sua casa, em Paris, na França. Nesse meio-tempo, também adquiriu 30 camas e as instalou em uma sala de cinema.

refugiados ucranianos

De acordo com o jornal Sport, a esposa do goleiro prepara diariamente a comida dos convidados, que também ganharam vestimentas e roupas de cama.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os trinta refugiados chegaram à nação francesa através de uma caravana humanitária que fazia ligação entre Barcelona e Cracóvia, na Polónia. Ao tomar ciência da ação, Keylor resolveu abrigar 30 deles em sua mansão por tempo indeterminado.

Pelas redes sociais, Andrea, esposa do goleiro do PSG, fez uma série de posts pedindo às pessoas que ajudem os ucranianos, de modo que “eles possam sentir amor em meio a tanta dor”.

“Mãos que doam nunca estarão vazias. Podemos ajudar essas crianças, algumas com a mãe, outras não, jovens sozinhos, apenas com suas roupas, que era a única coisa que eles podiam levar. Podemos contribuir com qualquer alimento não-perecível, roupas, itens de higiene e etc.”, disse Andrea no Instagram.

Keylor Navas goleiro do PSG abriga refugiados ucranianos em casa

Além de atuar no Paris Saint-Germain, Keylor defende seu país, a seleção da Costa Rica nas Eliminatórias da Copa do Mundo do Catar (2022).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Apesar de não ter se manifestado publicamente sobre o assunto, o goleiro tem apoiado a esposa em suas publicações na internet.

Andrea mostra engajamento com a causa há quase um mês, quando fez um post no Instagram pedindo doações de alimentos para crianças ucranianas.

Fonte: ESPN
Fotos: Benoit Tessier

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.