Alunos desenvolvem kit de plantio que ensina a fazer horta em casa ou apartamento

Alunos do Ensino Técnico de Nutrição e Dietética Integrado ao Médio (Etim), da Escola Técnica Estadual (Etec) Trajano Camargo, de Limeira (SP), desenvolveram um kit de plantio que ensina a fazer horta em casa ou apartamento

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O projeto Kit Eco-Nutri, finalista da 19ª Feira Brasileira de Ciência Engenharia (Febrace), foi o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) dos estudantes Felipe Milk, Fernando Cyrillo e Gustavo Kühl.

O trio começou a amadurecer o projeto em 2019, no entanto, após a pandemia, algumas etapas tiveram de ser adaptadas por conta das regras da quarentena. Apesar disso, eles não desanimaram e acreditaram que o kit poderia ser até uma solução para este momento de crise sanitária, enquanto a população está mais dentro de casa e precisa cuidar melhor da alimentação, mas enfrenta desafios como a perda ou queda da renda.

Foto: divulgação

“Muita gente não sabe, mas é possível cultivar uma variedade grande de alimentos em espaços pequenos e até em apartamentos. Com a pandemia, o tema do TCC ganhou ainda mais pertinência”, afirma Felipe.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A pesquisa identificou outras vantagens da prática da horticultura sustentável, como o combate à ansiedade e estresse e a possibilidade de unir as pessoas. “São benefícios que preservam a saúde mental e estreitam as relações familiares.”

Espécies que podem ser plantadas

A parte prática do TCC contou com o plantio de culturas como manga palmer, melancia, ora pro nóbis, alface, rúcula, tomate, abobrinha, chuchu e milho. A maioria dessas mudas foi plantada em tubos de PVC, garrafas PET e pneus. Apenas as frutas foram cultivadas no solo, mas, segundo os alunos, poderiam ter se desenvolvido também em vasos maiores.

Cada aluno fez o plantio em sua própria casa para acompanhar no dia a dia a evolução e o grau de dificuldade de cada espécie. As informações foram registradas por meio de anotações, vídeos e fotos no Diário de Bordo, que fez parte da documentação do TCC e ajudou a validar a eficiência dos itens presentes no Kit Eco-Nutri.

manual produção sustentável alimentos em casa
Foto: divulgação

Saúde na mesa e no planeta

O projeto foi dividido em três etapas, detalhadas no Manual Acessível da Alimentação Saudável e Sustentável. Com uma linguagem e layout bastante didáticos, a publicação tem a proposta de incentivar pessoas inexperientes a se aventurarem no mundo da horticultura sustentável. O Manual traz informações sobre o valor da alimentação saudável e sustentável do ponto de vista da saúde e da economia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A orientadora do TCC, Margarete Galzerano, ressalta os benefícios do quintal produtivo: “Além de garantir economia na feira e melhorar a alimentação da família, a cultura sustentável ainda pode gerar renda extra por meio da venda do excedente da produção”. O projeto contou também com a co-orientação da educadora Jacqueline Duarte.

A segunda parte do Manual traz o passo a passo de como fazer o quintal produtivo. Reúne, por exemplo, instruções de como plantar e produzir sementes, regar as plantas, adubar, limpar, colher e usar as ferramentas. A terceira parte aborda técnicas para higienizar e consumir legumes e frutas. Essa parte final inclui receitas práticas, criativas e baratas, além de um sumário com informações nutricionais de cada alimento.

O Manual traz também receitas simples para preparar substâncias antipragas eficientes e inofensivas para o meio ambiente. É barato e prático! Acompanhe o passo a passo:

Composteira de fungos

  1. Corte uma garrafa PET para usar como recipiente.
  2. Primeiro, coloque terra no fundo, pavimentando a primeira camada da composteira.
  3. Depois, acrescente folhas secas ou qualquer resíduo vegetal triturado.
  4. Na sequência, coloque caules, raízes e cascas. Só não utilize proteína animal, porque o cheiro é muito forte.
  5. Acrescente areia e cubra o recipiente.
  6. Abra a composteira apenas para molhar e mexer.
  7. Faça furos no recipiente para escoar o líquido que se forma e guarde.
  8. Ao final de um mês, a experiência renderá dois tipos de antipragas: a pasta orgânica e o líquido (chorume) que se formou.

Fonte: Centro Paula Souza | Foto de capa: Freepik

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,491,052SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Senhor de 65 anos se reinventa em meio à pandemia e garante renda criando cursos online

Mesmo depois de ter o contrato encerrado na antiga empresa, o senhor Edson Andrade, 65 anos, não desistiu. Com a ajuda do filho, Leonardo...

Comediante arrecada quase R$ 1 milhão para menino que sofreu bullying

O vídeo de um menino com nanismo chorando após ser vítima de bullying na escola gerou uma onda de comoção e solidariedade de milhares...

Estudantes africanos criam sabonete capaz repelir o mosquito da malária

Uma dupla de estudantes africanos criou um sabonete capaz de repelir o mosquito causador da malária. O produto, feito a base de ervas e...

Menino de 9 anos salva seu primo de 3 anos que estava engasgado com bala

Timoty Prater tem apenas 9 anos, mas foi super ágil ao salvar seu primo que estava engasgado com uma bala. O menino viu seu...

Com o apoio de influenciadores gamers, jovem com doença rara ganha respirador que precisava para viver

Lembra da vaquinha da VOAA para o Samuca? Pois é, compramos o respirador para ele, gente! Samuel, de Jaboatão dos Guararapes (PE), é um...

Instagram