Ladrão se arrepende e devolve pertences com bilhete de desculpas

A auxiliar de serviços gerais Eva da Silva Alves, 36 anos, foi abordada por um homem que exigiu todos os seus pertences no bairro Jardim dos Comerciários, em Belo Horizonte.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Segundo informações do Jornal Extra, ele pediu a mochila de Eva, que continha todos os seus documentos, material escolar, uniforme, contracheque e dois aparelhos celulares. Após o crime, ela registrou ocorrência em uma delegacia próxima.

Porém, algo imprevisível aconteceu. Dois dias após o crime, ela recebeu a ligação de uma funcionária da creche próxima a sua casa avisando que seus pertences haviam sido encontrados na unidade, com direito a um bilhete pedindo perdão pelo ato.

– Ele escreveu um bilhete na primeira folha do meu caderno, pedindo perdão, dizendo que foi um ato de desespero porque havia sido demitido. Ele devolveu quase tudo, só faltaram os dois aparelhos de celular. Pedi muito a Deus que tocasse nele, que devolvesse minhas coisas, mas não esperava. Fico emocionada só de lembrar – conta a auxiliar de serviços gerais.

No entanto, apesar de o criminoso ter levado dois celulares, Eva diz que seus pertences de maior valor, os materiais escolares, foram devolvidos. A auxiliar conta que só conseguiu cursar até o quarto ano quando era mais jovem, mas nunca desistiu do sonho de estudar. E agora está quase concluindo o ensino fundamental.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

– A gente trabalha, se esforça para estudar, e um ladrão leva dois meses de estudo embora? É muito difícil conciliar minha rotina de trabalho e minha vida pessoal com a escola. Tenho dois filhos, sou casada, não é fácil. Mas estudar, para mim, é muito importante, pois não tive essa oportunidade quando era mais nova – lembra Eva, que planeja concluir o ensino médio nos próximos anos.

No bilhete, o ladrão arrependido escreveu: “Senhora, começo pedindo perdão! Só roubei a senhora porque estava passando necessidade e fui mandado embora do emprego. Quase chorei quando vi os pães na mochila e a foto dos seus filhos pequenos. Sei que não justifica meu erro, mas não tinha intenção de lhe machucar. Sou ex-evangélico. Me perdoe, por favor?”. Questionada se perdoou o homem depois de tudo, Eva é categórica.

– Perdoei, sim. Peço a Deus que ele arrume um trabalho e que não faça isso com mais ninguém.

E você, o que acha dessa história?

Leia a matéria na íntegra aqui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,266,727SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Morador em situação de rua vira modelo graças a voluntários de projeto

Como é bonito saber que existem muitas pessoas dispostas a construir o futuro do mundo através do bem. Clebão é um morador em situação...

Programa em Curitiba troca lixo por comida para a população e todo mundo sai ganhando

Muitas soluções sociais em um programa só, está bom ou quer mais? Está aí um exemplo a ser seguido, promovido e compartilhado. O Programa...

Pisos feitos de pneus são uma alternativa sustentável ao descarte incorreto do material

Bastante resistentes, esses pisos já estão presentes em academias, estúdio de som, canis, hospitais, playgrounds e outros ambientes direcionados às crianças.

Cachorra atropelada de propósito é resgatada por voluntários, passa por cirurgia e volta a andar

Um ato de maldade, desses que causam revolta, provocou foi muito amor e carinho no coração de várias pessoas. A história da cachorra Olívia,...

Projeto de professor distribui abraços gratuitos nas semanas de provas

Um abraço sincero e afetuoso alivia a tensão nas semanas de provas.

Instagram

Ladrão se arrepende e devolve pertences com bilhete de desculpas 3