Bertópolis (MG) é a primeira cidade do país a incluir língua indígena no currículo escolar

A cidade mineira de Bertópolis, na região do Vale do Mucuri, é a primeira do país a incluir o ensino de uma língua indígena no currículo escolar. É a língua da tribo Maxakali, que vive no Córrego do Padrinho no Distrito de Umburaninha.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Infelizmente, existia um preconceito muito grande contra os indígenas na cidade: taxados de ladrões, cachaceiros, miseráreis. Por todas as coisas ruins faladas sobre a tribo Maxakali, as crianças acabavam sentindo ‘medo’ dos indígenas.

Leia também: Indígenas recuperam área degradada e batem recorde de produtividade

Para afastar esse medo e integrar as crianças à cultura da tribo, o secretário de Cultura, Gustavo Carrieiros, sugeriu incluir o ensino da língua dos Maxakali no currículo escolar. A proposta foi abraçada pelo prefeito, Anjinho Depolo, e pelo secretário de Educação, Luiz Salomão.

escola inclui língua indígena currículo escolar
Prefeito Anjinho Depolo (de azul), indígenas, alunos e o professor Damazinho Maxakali ( de verde)

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Desde o início da atual gestão, estudamos uma forma de inserção social desse provo tradicional. Começou com o trabalho de Educação Patrimonial nas escolas do município. Mas o que era ensinado por parte dos professores não-índios, era muito superficial em se tratando da dimensão da riqueza cultural desse povo”, disse Carrieiros à redação do Razões para Acreditar.

As aulas são oferecidas pelo professor indígena Damazinho Maxakali nas escolas municipais Professor Waldemar Mendes de Castro e Pedro Álvares Cabral, na comunidade quilombola Bentos.

escola inclui língua indígena currículo escolar

“Um dos benefícios é o aprendizado da língua para a comunicação entre os povos. Mas o benefício mais importante é a aproximação das crianças com os índios e o respeito recíproco que deve imperar”, comemora o secretário de Cultura.

escola inclui língua indígena currículo escolar
Gustavo com o pajé Israel Maxakali

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia também: Médica indígena vence batalhas para oferecer atendimento ao seu povo

“Hoje, depois do trabalho de inclusão ofertado pelos diversos órgãos da administração municipal, quebrando os tabus de preconceito, a relação está bem mais afetuosa. Não podemos dizer que não há preconceito. Mas o ponto positivo é que o preconceito que ainda existe é mínimo.”

Além do ensino da língua dos Maxakali nas escolas, a Secretaria de Cultura, juntamente com a Assistência Social, desenvolve outros projetos com os indígenas. Um deles é o projeto ‘Intercâmbio Cultural’: as escolas de cidades vizinhas entram em contato com a Secretaria de Cultura e solicitam uma visita à tribo, que dá uma verdadeira aula sobre sua cultura e história.

Leia também:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

escola inclui língua indígena currículo escolarcrédito das fotos: Divulgação

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,808,606SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

[VÍDEO] Jornalista interrompe reportagem ao vivo para brincar com cadelinha que apareceu de surpresa

O repórter Bob Barnard estava ao vivo em Leesburg, Virgínia (EUA), dando informações sobre as condições meteorológicas, quando uma adorável cadelinha apareceu de surpresa...

Intérprete de libras acompanha parto de mulher surda em MG e reforça a importância da acessibilidade

O parto é o momento mais importante na vida de qualquer mulher, por isso, é essencial que ela se sinta segura e acolhida, não...

Corona anuncia programa para produzir engradados 100% sem plástico em 2019

A marca de cervejas Corona anunciou que lançará um programa piloto em 2019 para pequenos engradados (de 6 latas) cuja embalagem é 100% livre...

Garotinho escreve cartinha cheia de amor para professora que perdeu seu cachorro

O amor que nós, seres humanos, sentimos por nossos cães é exatamente o mesmo do que o amor que sentimos pelos nossos filhos, afinal,...

Nigéria sanciona lei que proíbe mutilação genital de mulheres e meninas

O ex-presidente da Nigéria, Goodluck Jonathan, assinou na sua última semana como presidente do país uma lei que traz esperança para que os nigerianos...

Instagram

Bertópolis (MG) é a primeira cidade do país a incluir língua indígena no currículo escolar 3