O cabelo crespo da Ludmilla é um ato importantíssimo para a beleza negra

A transição capilar nem de longe é um processo puramente estético. É um resgate da autoestima da pessoa ou daquilo que faz ela ser especial. Portanto, é também um empoderamento que vem de dentro, e não só da boca para fora. E como toda transição é um campo de barreiras, a transição capilar não é moleza.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Isso vale para qualquer pessoa, independentemente do número de seguidores no Instagram, anônima ou famosa. A quantidade de produtos químicos usada para alisar o cabelo durante anos faz com que os resultados da transição demorem para aparecer. É muito fácil desistir no meio do caminho, não pela falta de vontade, mas pela dureza de se livrar de produtos que destruíram o cabelo.

Relacionado: A emoção de cortar a última mecha do cabelo com química e assumir seu lindo crespo

“Eu não lembrava mais como era o meu cabelo. Eu sempre alisei desde a primeira série. Eu fui criada achando que cabelo crespo, cacheado e enrolado era a coisa mais feia do mundo e que aquilo não era normal”, afirmou a cantora Ludmilla em um vídeo onde anunciou que começaria a transição capilar em abril.

“Então, por isso que eu queria alisar, passar formol, um monte de coisa. O meu cabelo chegou numa época em que ele estava tão acabado, mas tão acabado, de tanta química, que nem assim tinha mais jeito. Então eu pulei para o implante.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O caso da cantora é a regra no Brasil. Ela é como tantas outras garotas que crescem escutando que seus cachos são ‘a coisa mais feia do mundo’. Mas, Ludmila tem uma visibilidade que essas outras garotas ainda sonham um dia ter. É por esse motivo que o resultado da sua transição capilar merece todos os holofotes. A carioca é um dos nomes em que as outras Ludmillas espalhadas pelo país têm para se inspirar – e se representar!

A capa da edição de dezembro da revista Cosmopolitan é um TIRO! Ludmilla apresenta pela primeira vez seus cachos volumosos e poderosos, com uma finesse que deixa a gente sem chão. Pega esse close!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Confira o vídeo da cantora falando sobre o início da transição:

Com informações do HUFFPOST BRASIL

foto: reprodução Instagram/@raquelespiritosanto

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,269,708SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Brasileiros desenvolvem método de baixo custo para detectar doenças como o câncer

A ciência tem se mostrado como um dos pontos promissores do Brasil, mesmo que tenha pouquíssimos recursos. Em uma publicação gringa, um grupo de...

Após perder emprego de anos, homem se reinventa e transforma troncos de árvores em semijoias

Heinz sempre trabalhou no mundo corporativo, mas teve que se reinventar após a crise. Cynthia, sua esposa, é artista floral – tem uma loja...

Poetas analfabetos do sertão viralizaram no YouTube e um deles ganhou até documentário!

"O poeta analfabeto" já foi exibido em festivais de cinco países, como Rússia, França, Índia e Bósnia, onde ganhou na categoria "melhor roteiro".

Voluntarioso, comerciante retira lixo de lago numa jangada

Com uma jangada feita de tubos de PV, o comerciante Antonio Ferreira de Araújo, de 60 anos, recolhe garrafas, sapatos, embalagens e latas lançados...

Menina de cinco anos leva o pai cego para o trabalho todos os dias

Uma menina de cinco anos acompanha, diariamente, o pai, que sofre de cegueira, para o trabalho, nas Filipinas.

Instagram

O cabelo crespo da Ludmilla é um ato importantíssimo para a beleza negra 2