Luisa Marilac usa visibilidade para ajudar mulher paraplégica que sofreu violência da mãe

Utilizar as redes sociais para dar visibilidade a algumas causas tem sido uma prática recente de muitos famosos. E quando você usa da sua visibilidade para movimentar os seguidores e fazer o bem a alguém? É isso o que Luisa Marilac está fazendo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Luisa lançou uma campanha no seu Instagram para ajudar sua amiga Larissa Rocha, que ficou paraplégica após sofrer um tiro em um assalto há 11 anos. O mais triste é que Larissa sofreu agressões da própria mãe depois de ficar acamada.

Eu mal sabia que minha vida ia mudar tanto. Porque eu era livre“, disse Larissa. “Você sempre foi muito viva, Larissa”, disse Luisa.

Mulher sentada em cadeira de rodas na cozinha
Larissa ficou paraplégica em 2009. Foto: Arquivo pessoal.

E mesmo com todo esse sofrimento de perder os movimentos das pernas, a maior tristeza de Larissa era o tratamento que recebia da família.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Chegavam a me agredir, me deixavam do lado de fora de casa, não me levavam no médico. As pessoas que você acha que vão te dar apoio, mãe e pai, e eu não tive isso”, contou.

O relato é impressionantemente triste. Larissa chora várias vezes.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Luisa Marilac da silva (@luisamarilacc) em

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

É triste ter de contar isso, mas necessário para mostrar o mal que o preconceito com alguém enfermo provoca dentro das próprias casas. A mãe de Larissa a agredia com cadeiradas. “Eu sonhava em jogar aquela cadeira na linha do trem para acabar meu sofrimento”, contou.

Mesmo com tudo o que sofre, Larissa ainda sente a carência do amor dos pais, principalmente da mãe. “E eu sinto falta dela, tem nove meses que estou longe. Mas ela me ligou e eu não tive coragem de atender“, disse. Que dó dessa situação.

“Eu nunca tive uma relação boa com minha família. Eu tentei ajudar a eles achando que eles iam gostar de mim, mas não foi assim. Eu queria entender por que, se eu sempre fui uma pessoa boa”, disse Larissa.

Desempregada, Paula improvisou uma lojinha de doces em casa e aprendeu a fazer bolos sozinha. Seu sonho é ter a sua doceria. Vamos realizá-lo? Clique aqui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Luisa Marilac lançou campanha para ajudar Larissa e dar visibilidade ao seu sofrimento

Luisa decidiu ajudá-la contando a sua história e fazendo uma campanha para arrecadar dinheiro para ela. Nas suas redes sociais, Luisa está divulgando a conta bancária de Larissa para as pessoas fazerem doações.

“Eu tenho dado visibilidade a essas minorias e vivendo certas coisas e vendo a vida de muitas delas, a realidade é de rejeição, preconceito, sem estrutura psicológica. Tenho gravado com muitas porque elas precisam de muita ajuda”, disse. A própria Luisa foi ajudada através de um projeto de assistência a transexuais

Imagem de Luisa Marilac fazendo vídeo com Luisa, uma transexual paraplégica
Imagem: Reprodução/YouTube Luisa Marilac

“Ela é maravilhosa. Desde que fiquei paraplégica, e quando nos tornamos inutilizáveis, nos tornamos invisíveis aos olhos dos outros e até mesmo da sociedade… E ela me viu e me sentiu”, falou Larissa.

E muita gente que acompanha Luisa tem feito doações diretamente na conta da Larissa.

É maravilhoso ver como ainda existem pessoas com bom coração e cheias de amor pra dar mesmo de longe… Me sinto abraçada por todas e todos… é um contentamento incrível pra minha alma e pro meu coração ❤”, disse Larissa.

Antes mesmo dessa campanha, uma vaquinha online já tinha arrecadado o suficiente para Larissa comprar uma cadeira de rodas para ficar em pé. Veja o momento:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Larissa Rocha Da Silva (@larissarochadasilvaa) em

Larissa conheceu atual marido e passou a viver uma nova vida

Foi também pela internet que Larissa teve a sua vida transformada ao conhecer aquele que seria o seu futuro esposo. Ele cuidou dela, a acompanhou nos retornos ao hospital e decidiu se casar com Larissa para dar uma vida nova a ela.

Ele largou o emprego para cuidar dela e os dois foram morar juntos. O marido vendeu carro, computador, tudo o que tinha para ajudar no tratamento dela. Desde então, o casal vive de doações para se sustentar e pagar os insumos como fraldas e sondas que ela precisa.

“Às vezes a gente reclama de coisas tão banais, não é? Eu já aprendi com a vida a só agradecer e depois de vê-la nesse estado, aprendi que não tenho do que reclamar”, falou Luisa. “Enquanto há vida, há esperança, Você tem que lutar pela vida”, disse Luisa à amiga.

Assista à entrevista completa de Luisa com Larissa:

Larissa, torcemos muito por você. Luisa, você é luz na vida dessas pessoas que tanto precisam.

[ASSISTA: Segundo episódio do programa do Razões para Acreditar: Era Só  O que Faltava!] 

Tem corte de cabelo com ajuda de vídeo-chamada, tem giro de notícias com nosso comentarista mirim, tem Marcos Mion mandando recado pra menino autista e por aí vai.. bota o fone, e fica com a gente:

selo conteúdo original

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,835,148SeguidoresSeguir
24,725SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Brasileira de 22 anos cria utensílio que dão maior autonomia para pessoas com artrite reumatoide

Aos 22 anos, a designer de produto Raisa Andrade é finalista de um dos mais importantes prêmios na área, o Salão Design 2016 na categoria “Acessórios Domésticos”. A...

Plataforma de ensino gratuita melhora desempenho de alunos: ‘antes tirava 6, 7. Agora tiro 9, 10’

Criada em 2008, a Khan Academy é uma plataforma de vídeos online de educação livre, gratuita e sem fins lucrativos criada por Sal Khan,...

Estudantes italianos criam máquina que faz capinhas para celulares com plástico reciclado

A “My ProMotion” é um tipo de máquina de vendas que transforma lixo plástico em capinhas para celulares. Ele foi criado por um grupo...

Projeto questiona machismo, homofobia e sexismo com lambes coloridos

Com lambes coloridos, duas jovens do Sergipe conscientizam as pessoas sobre atitudes machistas, sexistas e homofóbicas que precisam acabar.

Menino de 5 anos arrecada dinheiro em seu aniversário para montar uma barraca de sorvetes e ajudar outras crianças

"Eu só quero ajudar muitos garotos para que eles possam comprar remédios", disse Haylen.

Instagram

Luisa Marilac usa visibilidade para ajudar mulher paraplégica que sofreu violência da mãe 2