Luxemburgo será o primeiro país do mundo com transporte público gratuito

Luxemburgo está prestes a se tornar o primeiro país do mundo a tornar gratuito todo o seu sistema de transporte público.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

As passagens de trens, bondes e ônibus serão suspensas no próximo verão pelo primeiro-ministro Xavier Bettel, reeleito para o cargo de chefe de governo no ano passado com uma coalização de centro-esquerda.

Ao lado dos Democratas (seu partido), dos Socialistas e dos Verdes, o primeiro-ministro prometeu priorizar nos próximos anos o meio ambiente e políticas de sustentabilidade.

Além de ter firmado o compromisso com a gratuidade do sistema de transporte público, o novo governo considera por em debate a legalização da maconha e a introdução de dois novos feriados nacionais.

Luxemburgo se tornará o primeiro país do mundo com transporte público gratuito
Luxemburgo vista à noite. Foto: Reprodução/Globalchin Coloring

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A capital de Luxemburgo sofre com um dos piores congestionamentos do planeta. A cidade possui cerca de 110 mil habitantes, no entanto, outras 400 mil deslocam-se para a cidade para trabalhar todos os dias. Um estudo acadêmico afirmou que os motoristas gastaram em média 33 horas em engarrafamentos durante o ano de 2016.

O grão-ducado europeu tem uma diminuta população fixa de 600 mil habitantes; outras 600 mil adentram no país diariamente advindas da França, Bélgica e Alemanha para trabalhar.

Leia também: México devolverá dinheiro de impostos para cidadãos que adotarem bicicleta como meio de transporte

Luxemburgo tem adotado políticas cada vez mais progressistas em relação ao transporte público. Desde o mês de maio, crianças e jovens com menos de 20 anos não pagam mais tarifa de entrada.

Luxemburgo se tornará o primeiro país do mundo com transporte público gratuito
Luxemburgo é o último grão-ducado remanescente do mundo. Foto: Wikimedia Commons

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Já aqueles com mais de 20 anos pagam € 2 (R$ 9) pelo dia de uso, que é bastante eficiente em um país de apenas 2,6 mil quilômetros quadrados.

A partir de maio de 2020, todos as tarifas serão abolidas, bem como serviços de cobrança e policiamento da compra de passagens. A legislação por trás da decisão ainda está sendo discutida, no entanto. Ainda não se sabe como os compartimentos de primeira e segunda classe dos trens serão unificados, por exemplo.

Leia também: Nesta cidade, quem praticar a leitura no transporte público ganha passagem de graça

Compartilhe o post com seus amigos!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Fonte: The Guardian

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,638,607SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Assista ao momento que começa a amizade de uma menininha com um cavalo

Postamos com frequência histórias lindas de crianças e animais. E cá entre nós, há algo mais puro que as crianças e os animais? Talvez...

Youtuber famoso visita Sr. Nilson, o “vovô do slime” para ajudar a monetizar seu canal

Se podemos destacar um sonho de profissão entre os jovens nesta década é a de youtuber. Viver para a internet e para os seguidores, produzindo...

Equatorianos batem recorde como o casal mais velho do mundo. “O segredo é amor, maturidade e respeito mútuo”

Julio Mora e Waldramina Quinteros ganharam as manchetes de vários jornais neste final de semana. Eles bateram o recorde de casal mais velho do...

Super-homem mirim: menino de 2 anos salva o irmão preso debaixo da cômoda

As crianças estão sempre nos surpreendendo, seja com suas teorias maluquinhas (e com muito sentido!) ou com seus atos de gentileza. Mas agora pega...

Jovem de 24 anos cria dispositivo que deve remover 80 mil toneladas de plástico do Pacífico

O jovem holandês Boyan Slat tinha apenas 19 anos quando começou a desenvolver o dispositivo.

Instagram