Mãe faz apelo na internet e menina doa Pato Donald para filho autista

A pequena Beatriz, 5 anos, abriu mão de um dos seus bichinhos de pelúcia favoritos, o Pato Donald, para encerrar a tristeza de um menino autista que havia perdido o dele.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Amiguinho, gostei tanto desse pato Donald que a mamãe me deu, mas posso te dar. Se você quiser algum mais da minha turma do Mickey, pega. Pode pegar duas, três ou quatro”, diz Beatriz em vídeo para Felipe, 4 anos.

O Pato Donald de pelúcia do menino, batizado de ‘Pokémon‘, era seu xodó e o acompanhava em tudo que ele fazia. Perdê-lo foi um grande baque e fazia o menino chorar sempre que lembrava do ursinho.

mãe faz apelo consegue pato donald pelúcia novo filho autista
Foto: Arquivo pessoal

Campanha para pai e filho que dormiam em praia conseguirem comprar sua casinha. Clique aqui para ajudar!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Ele não desgrudava do pato, mas na quarta passada, dormi primeiro que ele e não sei onde o brinquedo foi parar. Revirei a casa toda em busca do pato, porém, não encontrei. Ele ficou muito triste, chegou a passar mal e chorou até dormir”, conta a mãe, Maíra Alves de Oliveira Espíndola, que é pedagoga e mora em Campo Grande (MS).

A tristeza de Felipe partiu o coração da mãe. “Quem já conviveu com autista sabe da importância de um objeto de apego. Eles entram em desespero e deixam a gente em desespero”, conta Maíra. Ela comenta que cuidar de uma criança com autismo exige atenção especial. “É diferente porque o Felipe precisa tomar os remédios, tem seletividade alimentar. É no ritmo dele”.

“Meu filho tem que estar na casa dele, com os objetos dele. Por isso, tento ter cuidado redobrado, principalmente com os brinquedos. Aqui é tudo separado, as miniaturas ficam num local, os brinquedos maiores em outro, pois caso ele queira eu consigo achar e dar pra ele”.

O pequeno é super simpático e adora os animais. Antes do Pato Donald, era apegado a outro brinquedo. “Antes era um cavalo, mas esse tinha uns três, quatro de reserva. Entretanto, de repente abandonou o cavalo e se apegou ao pato”.

Por conta da mudança repentina e da pandemia de Covid-19, Maíra não conseguiu comprar outra pelúcia para o filho e precisou apelar às redes sociais em busca de ajuda.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

mãe faz apelo consegue pato donald pelúcia novo filho autista
Foto: Arquivo pessoal

O Razões tem seu próprio podcast para espalhar boas notícias, ouça os episódios na sua plataforma favorita clicando aqui.

Compartilhei no Facebook e no grupo de WhatsApp de mães, perguntando se alguém tinha um pato para doar ou vender”, lembra.

A publicação foi compartilhada milhares de vezes até chegar à carinhosa Beatriz e sua mãe, que não quis se identificar. As duas moram em Bela Vista (MS). Sensibilizadas pela tristeza de Felipe, elas não pouparam esforços para ajudá-lo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Comprei o pato para minha filha porque ela gosta da turma do Mickey, e como tenho uma amiga que tem um filho autista, sei como é quando algo do ambiente deles mudam, ficam transtornados. Foi um gesto simples de uma mãe para outra, empatia. Uma mãe compreende a outra”, destaca a mãe de Beatriz.

Ela conversou com a pequena sobre a tristeza do amiguinho, que queria muito o patinho de pelúcia.

“Sempre a incentivo a doar os brinquedos, ganha uns e doa outros. Converso sobre não se apegar as coisas, que temos que compartilhar, pois somos uma família cristã. Vai sempre na escolinha da igreja e lá, ensinamos muito sobre o amor”.

mãe faz apelo consegue pato donald pelúcia novo filho autista
Foto: Arquivo pessoal

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as matérias e novidades do Razões, clique aqui.

O Pato Donald viajou quase 200 quilômetros, de Bela Vista à Campo Grande, sendo entregue para Beatriz no último sábado (9).

“Obrigado pelo pato Donald, de coração. Vou dormir abraçado”, diz Felipe todo feliz com o brinquedo já em mãos. A boa ação encheu toda a família de gratidão.

Assista ao vídeo:

Compartilhe o post com seus amigos!

Fonte: Campo Grande News

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,839,477SeguidoresSeguir
24,786SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Revista especial da Turma da Mônica aborda epilepsia de forma didática

Com o título "O Que Está Acontecendo", a edição apresenta a história do personagem Haroldo, que tem epilepsia e foi criado especialmente para abordar o tema.

Jovem viraliza nas redes com post sobre amor entre filho com Síndrome de Down e o padrasto

Após três anos separados, Kézia reencontra Lucas e o jovem se torna padrasto de João Miguel, que possui Síndrome de Down.

Garoto com espeto de churrasco atravessado no coração é salvo por 2 médicas competentes

Dizem que quando é para uma pessoa morrer, não há nada que a possa salvar, mas, felizmente, o contrário também é válido! Em Pernambuco,...

Uma compilação de vídeos com bebês escutando pela primeira vez

Já falamos algumas vezes aqui no Razões sobre pessoas que puderam escutar graças a um implante coclear, que é um aparelho implantado na orelha...

Por que suas melhores ideias acontecem nos lugares mais improváveis

No mês passado, o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, compartilhou alguns conselhos questionáveis ​​sobre como se tornar um sucesso no trabalho: não vá...

Instagram

Mãe faz apelo na internet e menina doa Pato Donald para filho autista 4