Mãe que perdeu filha doa mais de 100 litros de leite materno para outros bebês

No início do ano, Alexis Marrino viajou até uma clínica pediátrica para fazer o exame de ultrassom que revelaria o sexo de seu bebê. Em meio ao procedimento, o choque: o feto era anencéfalo (nasceria sem cérebro).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A notícia destruiu todos os planos da futura mãe e abalou seu psicológico. Apesar da possibilidade legal de fazer o aborto, Alexis escolheu levar a gravidez até o fim.

Sweet McKinleigh Jade nasceu em 29 de julho de 2019 às 11:49 com apenas alguns fragmentos do crânio e do cérebro desenvolvidos.

Mãe perdeu bebê doa mil potes leite materno ajudar outras

Por um breve e preciosíssimo tempo, Alexis e seu marido Michael puderam abraçar e beijar a filha, dando-lhe muito amor e até batizando-a. “Sentir seu pequeno corpo quente no meu peito era muito mágico”, disse a mãe. Então, às 12h59, uma hora após o parto, Sweet faleceu. 😢

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia também:

Mas a história não acaba aqui. Muito pelo contrário. Antes de tomar conhecimento sobre a condição da filha, Alexis decidiu que iria amamentá-la. E até o fim da gravidez e além, ela sabia que seu corpo ainda produziria leite materno por algum tempo.

A mãe de Sweet começou a bombear seu leite, armazenando-o em potinhos que seriam doados a bebês de mães que não podem amamentar.

Mãe perdeu bebê doa mil potes leite materno ajudar outras

“Eu sabia que não poderia salvar a vida dela, mas pelo menos poderia ajudar a salvar a vida de outros bebês”, disse Alexis

Até 19 de setembro, menos de dois meses após o nascimento e consequente falecimento da filha, ela reuniu mais de 1.130 potes lotados de leite materno para doar. São mais de 100 litros de leite!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mãe perdeu bebê doa mil potes leite materno ajudar outras

Claro que o processo não foi nada fácil. “Houve dias em que chorei porque fiquei pensando: ‘Como é justo fazer isso pelo bebê de outra pessoa, em vez do meu?’”, desabafou. “Mas, apesar de tudo, continuei e finalmente consegui terminar! Eu queria deixar Sweet orgulhosa e gostaria de pensar que consegui.”

Mãe perdeu bebê doa mil potes leite materno ajudar outras

Os dezenas de litros de leite materno doados por Alexis ajudarão muitas mamães que não podem amamentar. A vida de Sweet foi levada muito cedo, mas seu legado perdurará graças à generosidade da sua mãe!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fonte: Inspire More/Fotos: Reprodução/Facebook @alexis.joiner.75

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,413,626SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Menino cujo amigo teve leucemia deixa cabelo crescer para ajudar crianças com câncer

Desde novembro de 2018, Enzo, de 5 anos, tem deixado o cabelo crescer. O motivo não é estético, mas a solidariedade: ele quer doar os fios para crianças com câncer.

Pela primeira vez mulher trans produz leite e amamenta bebê

Pela primeira vez na história, uma mulher transgênera (que nasceu com corpo de homem mas se identifica como uma mulher) produziu leite materno e...

Crianças, pais e professores se unem em projeto de carona a pé

Em Julho de 2015, a professora Carolina Padilha do Colégio Equipe, em Santa Cecília, região central de São Paulo, começou o projeto “grupo carona à...

[VÍDEO] Criança autista de 5 anos fala pela primeira vez e o orgulho dele é inspirador

Micah é um garotinho de 5 anos, que tem Transtorno do Espectro Autista - TEA. A mãe dele, a fotógrafa Haley McGuire, compartilhou um...

Mulheres precisam iniciar vida profissional 10 anos antes que os homens para terem salários iguais

Pesquisas mostram que para mulheres conquistarem os mesmos salários que os homens, as mesmas precisam iniciar sua vida profissional 10 anos antes. Olhando para esse...

Instagram